destaques
conteúdo
publicidade
supernova
  • O louvável afã filantrópico do colecionador Orandi Momesso parece não ter limites. Acostumado a doar valiosas obras de arte e patrocinar exposições de alto nível em instituições como MASP, MAM e Pinacoteca do Estado, Momesso agora se prepara para um projeto ainda mais audacioso. Vai organizar uma mostra do artista paulistano Raphael Galvez (1907-1998) com obras de sua coleção na Galeria e Arte Almeida e Dale e doar o montante de todas as vendas para a organização Médicos sem Fronteiras. A mostra acontece entre 17/8 a 17/9.
  • A feira de arte Parte recebe as inscrições de galerias interessadas em participar da sua próxima edição até 20/6. O evento acontece entre 8 e 12/11 no Clube A Hebraica.
  • O catálogo raisonné em três volumes da obra do artista plástico cearense Leonilson (1957-1993) será lançado no Espaço Cultural Unifor, em Fortaleza, em 30/6. Organizado pelo Projeto Leonilson, dirigido por Ana Lenice Dias, irmã do artista, o catálogo traz documentação de cerca 3.800 obras. O mais completo levantamento já realizado no Brasil tem ainda lançamento agendado para 28/9 em Nova York, no Americas Society and Council of the Americas. E ainda este ano deverá ser lançado em São Paulo, em data e local ainda não definidos. A obra de Leonilson é tema da mostra “Leonilson: Arquivo e Memória Vivos”, com cerca de 120 obras, em cartaz no Espaço Cultural Unifor, em Fortaleza, até 9/7. A curado
  • O céu é o limite 1. O artista plástico Eduardo Kac, representado pela galeria carioca Luciana Caravello, se prepara para uma impressionante maratona de exposições individuais e coletivas em 2017, seja no Brasil quanto no exterior. Sua mais recente produção, a série “Inner Telescope”, será apresentada em 2017 em mostras individuais em Paris (Galerie Charlot, de 8/6 a 27/7) e no Rio de Janeiro (Luciana Caravello, de 20/7 19/8). As obras participam ainda de coletivas em Linz, na Áustria (Arts Electronica Festival, de 7 a 11/9) e em Seoul, na Coréia do Sul, no evento Da Vinci Creative 2017, no Seoul Art Space Geumcheon (de 1/9 a 30/12).
  • O céu é o limite 2. A obra “Inner Telescope” já ganhou uma página inteira no jornal “New York Times” e destaque em veículos como “ArtPress”, “Beaux Arts”, “Le Figaro”, “Huffington Post”, “La Nación” e “Connaissance des Arts”. O filme-documentário “Inner Telescope, A Space Artwork by Eduardo Kac”, dirigido por Virgile Novarina, estreou em Paris no último dia 2/6.
  • O céu é o limite 3. A trajetória das obras de Kac no exterior prossegue com a exibição de obras da série “Minitel” na mostra “Electronic Superhigheway”, no Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia de Lisboa (entre 1 e 30/9), na mostra online “Net Art Anthology - Rhizome”, organizada pelo New Museum de Nova York, e na mostra “Shadow & Space”, em cartaz neste verão norte-americano na Thoma Foundation, em Chicago.
  • O céu é o limite 4. Os trabalhos de Kac realizados em xerox e fax, no início da década de 80, terão espaço no Pacific Standard Time Festival da Getty Foundation e serão exibidos na mostra “Copyart: Experimental Printmaking 1970-1990”, na Hoehn Family Galleries (Universidade de San Diego, entre 1/9 e 30/12).
  • O céu é o limite 5. Por fim, em São Paulo, as obras de Kac também darão ar da graça nas mostras “Modos de Ver o Brasil: Itaú Cultural 30 Anos”, em cartaz na OCA (até 13/8), “MAC no Século XXI – A Era dos Artistas”, em cartaz no MAC-Ibirapuera (té o fim do ano) e na mostra “Histórias da Sexualidade”, no MASP, entre 19/10 e 2/2/18).
  • O advogado carioca Marcelo Fadel morreu nesta quinta-feira (1/6) no Rio de Janeiro. Marcelo era filho do colecionador Sérgio Fadel, que morreu há menos de um mês, em 10/5, vitimado por problemas cardíacos. Marcelo era casado com Renata França Fadel e deixa um casal de filhos. Não há informações ainda sobre velório e enterro.
  • O artista paulista Ivan Grilo, representado pelas galerias Luciana Caravello (RJ) e Casa Triângulo (SP), é o mais novo brasileiro a fazer parte do acervo do Guggenheim de Nova York com as obras "Tempos Difíceis"(fundição em bronze, 2015) e "Cabeça do Chico, Ouro de Rei" (impressão e pintura sobre papel, 2016). Parabéns para ele!