destaques
conteúdo
publicidade
supernova
  • A nova sede do Instituto Moreira Salles na av. Paulista já tem datas e horários definidos de inauguração e funcionamento. A cerimônia de abertura para convidados acontece em 19/9, terça-feira, dia de São Januário (ou Sam Gennaro, para os italianos). O público em geral poderá visitar o novo centro cultural da cidade a partir de 20/9, de terça a domingo e feriados, das 10h às 20h, sendo que quinta com horário expandido até às 22h.
  • O ultra chic antiquário baiano Itamar Musse Júnior está cheio de compromissos... Além de participar da Semana de Arte, no hotel Unique, até 20/8, já prepara para as pr´ximas semanas o lançamento em São Paulo do livro “Joias da Bahia dos Séculos XVIII e XIX” (Editora Capivara), com fotos de José Terra e texto de Ana Passos. Para Salvador, Musse prepara uma exposição de esculturas barrocas de grandes dimensões dos séculos XVII a XIX.
  • O Mapa das Artes não acreditou muito, mas Ricardo Sardenberg, o curador da 1ª edição da feira Semana de Arte, no hotel Unique, confirmou a impressão que o editor do Mapa das Artes, Celso Fioravante, teve ao presenciar a montagem dos 35 estandes da feira... Ao comentar que a qualidade dos estandes lembrava a top feira internacional TEFAF Maastricht, Sardemberg disse: “O tecido que reveste os estandes aqui na Semana de Arte é o mesmo tecido alemão usado na feira holandesa”. Tá meu bem!
  • A top galerista Fernanda Resston (Galeria Central) estava radiante ontem na abertura da Semana de Arte, no hotel Unique. Uma instalação do artista Ridyas, falecido aos 30 anos, em 1979, foi adquirida para o acervo do MAM-SP. A Central apresentou nesta estréia da baladada feira de arte um projeto histórico: a remontagem da sala de Ridyas na Bienal Internacional de Arte de São Paulo de 1977.
  • Realmente está na hora de quebrar paradigmas e subverter o escopo desta seção do Mapa das Artes e perguntar: Quem é que escolhe os homenageados do projeto “Ocupação” no Itaú Cultural? O Mapa das Artes nunca viu nada tão acertado! Apenas para citar alguns nomes, já passaram por esse espaço da civilidade Aracy Amaral, Conceição Evaristo, Laura Cardoso, Abdias Nascimento, Cartola, Glauco, Elomar... Mas agora o Itaú Cultural se superou ao programar para setembro a Ocupação Inezita Barroso! Homenagear nossa maior intérprete e divulgadora do cancioneiro caipira e das tradições deste país é um alento nesses momentos de barbárie em que vivemos! Parabéns a todos os envolvidos!
  • Obra sempre atrasa! E não foi diferente com a nova sede do Instituto Moreira Salles na av. Paulista! A assessoria de imprensa da instituição alegou atraso na fase final da obra para anunciar o adiamento da inauguração do IMS Paulista para a segunda quinzena de setembro, em data ainda a ser anunciada...
  • A categoria online do Prêmio Pipa 2017 recebe os votos dos internautas até 6/8, domingo. São 12 artistas plásticos concorrentes, de todas as regiões do país e ansiosos pelo voto popular e pelos dois prêmios: R$ 10 mil para o mais votado e R$ 5 mil para o segundo melhor colocado. Ambos deverão doar uma obra para o Instituto PIPA (a serem definidas em comum acordo entre os artistas e a coordenação do Instituto).
    Para votar,acesse o site http://www.premiopipa.com/votar-no-pipa-online/. Mas para votar, é preciso ter um perfil no Facebook... Mais informações pelo e-mail premiopipa@premiopipa.com.
  • Até sexta-feira, dia 5/8/17, às 11h05, os mais votados na categoria online do Prêmio Pipa 2017 eram:

    Musa Michelle Mattiuzzi (São Paulo/Salvador) - 1.699

    Aleta Valente (Rio de Janeiro) - 1.472

    Jorge Luiz Fonseca (Conselheiro Lafaiete/Ouro Preto) - 1.328

    Lyz Parayzo (Campo Grande/Rio de Janeiro) - 603

    Warley Desali (Contagem/Belo Horizonte) - 479

    Antonio Obá (Ceilândia/Taguatinga) - 314

    Éder Oliveira (Timboteau/Belém) - 308

    Mario Bands (Rio de Janeiro) - 228

    Rubiane Maia (Caratinga/Vitória) - 267

    Christus Nóbrega (João Pessoa/Brasília) - 241


    Paul Setúbal (Aparecida de Goiânia/Goiânia) - 222

    Dalton Paula (Brasília/Goiânia) - 190
  • No túnel do tempo 1... O MuBE, que todo mundo conhece como Museu Brasileiro de Escultura finalmente se encontrou com seu nome original: Museu Brasileiro de Escultura e Ecologia. Sob nova gestão desde o ano passado, o museu foi criado pela SAM - Sociedade dos Amigos dos Museus em 1986 depois de uma grande luta de mobilização de toda a sociedade civil paulistana, que era contra a derrubada das árvores e a construção de um shopping center no local! Se fosse hoje, com a sociedade civil, a elite, a mídia e o empresariado mais burros do que nunca, certamente teríamos um novo shopping center...
  • No túnel do tempo 2 Para a escolha do projeto do prédio do MuBE, foi realizado um concurso vencido por Paulo Mendes da Rocha, que acabou se tornando um marco da arquitetura mundial. Os jardins foram projetados por Roberto Burle Marx... Com o tempo, o museu ganhou ainda uma benvinda passagem que o uniu ao vizinho Museu da Imagem e do Som... A volta do velho nome deverá ser apresentada no novo site do museu, que está em construção...