destaques
conteúdo
publicidade
curtas

Ateliê Alê participa da Feira de arte Pinta London 2016 +

O Ateliê Alê, espaço experimental de arte gerido pela artista Alexandra Ungern-Sternberg, participa pela segunda vez da Pinta London Art Fair, que acontece entre 06 e 09/10/16, em Londres. Nesta edição de 2016, a feira, voltada para arte latino americana, torna-se uma plataforma incorporada à Crossroads, aumentando a aborgeram artística para arte produzida na Europa. O Ateliê Alê apresenta artistas que têm participado ativamente dos projetos desenvolvidos pelo Ateliê. São eles: Luiz 83, Renata Huber e Alexandra Ungern-Sternberg.
|
Mais informações:
http://www.pintalondon.com
http://crossroadsart.net
http://www.atelieale.com

Sesc Vila Mariana promove cursos gratuitos sobre arte e tecnologia +

O Espaço de Tecnologias e Artes do Sesc Vila Mariana promove em outubro uma série de cursos e oficinas gratuitos voltados apara as relações entre arte e tecnologia. Nos dias 1, 15 e 29/10, sábados, às 12h, a oficina “Lab-Animação” (movimentação em arcos) aborda técnicas de animação (Pose to Pose/Straight Ahead), a partir de exercícios práticos, com o objetivo de explorar as possibilidades de movimentação em arco de personagens poligonais. No período de 6 a 20/10, quintas, às 15h, a oficina “Bordando Retratos: a expressão das linhas” ensina, através da técnica de bordado, a criar retratos. As linhas e o tempo do bordado limitam por um lado a velocidade do processo e a precisão, mas são justamente essas limitações que abrem novas perspectivas de criação e linguagem no que diz respeito à observação e criação de um retrato. O curso de “Fotomontagem Metamorfose” acontece no período de 6 a 27/10, às quintas, a partir das 19H, abordando a mudança na forma e na estrutura do corpo (tecidos, órgãos), bem como um crescimento e uma diferenciação dos estados juvenis ou larvares de muitos animais.
Já no período de 7 a 28/10, sextas, às 19h, o Espaço de Tecnologias e Artes realiza o curso de “Criação de Imagem Estereoscópica - Simulando o Mecanismo Humano de Visão. Estereoscopia é o nome atribuído ao conjunto de técnicas desenvolvidas para simular o mecanismo biológico humano de visão. Durante a atividade, o objetivo será a criação de imagens que simulem profundidade através da utilização de óculos vermelho-verde.
A oficina “Habil(Idades) Eletrônicas: Desvendando o Computador” dá início ao primeiro módulo de iniciação à computação. Nos dias 19 e 26/1, quartas, às 15h, a oficina “Habil(Idades) Eletrônicas: Descobrindo os Smartphones”, proporciona que o público participante conheça o uso dos smartphones.
|
Mais informações:
Sesc Vila Mariana
Vila Mariana: r. Pelotas, 141, tels. (11) 5080-3000 e 0800-11-8220. www.sescsp.org.br

Matias Brotas lança 4ª edição do Clube do Colecionador na ArtRio +

No ano em que completa 10 anos, Matias Brotas Arte Contemporânea, lança na ArtRio sua 4ª edição do Clube do colecionador. Em edição comemorativa dos 10 anos da galeria, o curador e crítico Agnaldo Farias foi convidar para comissionar obras inéditas dos artistas Andrea Brown, José Bechara, José Spaniol e Raphael Bianco, que produziram quinze múltiplos.
O Clube do Colecionador da Matias Brotas teve seu início em 2013, com o objetivo principal de formar novos colecionadores e aproximar o público da arte contemporânea. Desde sua criação, participaram do projeto artistas como Manfredo de Souzanetto, Shirley Paes Leme, Suzana Queiroga e Vanderlei Lopes, para citar alguns. O Clube disponibiliza aos seus membros uma extensa programação como visita a ateliês de artistas, feiras de arte e convites para vernissages, além do cartão fidelidade que oferece descontos em estabelecimentos parceiros. Para saber mais acesse: www.matiasbrotas.com.br/clubecolecionador.

Encontro Nacional da ANPAP chega à 25ª edição em Porto Alegre +

A 25ª edição do Encontro Nacional da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas (ANPAP) ocorre entre 26 e 30/09/16, com os conferencistas convidados estrangeiros: o francês Jacques Leenhardt, a portuguesa Raquel Henriques da Silva e o alemão Hans Peter Kuhn, no Campus Central da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em Porto Alegre. Com o tema “Arte: seus espaços e/em nosso tempo”, o 25° Encontro propõe um panorama de investigações realizadas na área da pesquisa científica em Artes Visuais ao longo das duas últimas décadas, tendo como vetores as práticas e os discursos artísticos voltados a uma orientação social que extrapola os antigos limites disciplinares, com cerca de 500 participantes das mais diversas regiões do país, para apresentar comunicações e participar das discussões propostas nesta edição. As conferências poderão ser vistas a partir de inscrições gratuitas para a comunidade acadêmica da UFRGS e público geral. As vagas são limitadas. Interessados devem confirmar presença pelo e-mail anpap.producao2016@gmail.com. Confira a programação:
|
26/09, a partir das 18h - “Anos 70 atravessar fronteiras”, com a prof.ª Doutora Raquel Henriques da Silva, coordenadora do Departamento de História da Arte e diretora do Instituto de História da Arte da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (UNL), de Portugal.
Em sua conferência, elapartirá de uma mostra apresentada entre 2009 e 2010 no Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, com o objetivo de abordar a exposição como recurso fundamental da Museologia e da História da Arte contemporâneas. Nesse sentido, a exposição será vista em sua capacidade de enriquecer o museu e as coleções com novos enfoques centrados na documentação. No entendimento de Raquel Henriques, a documentação deve ser entendida como novo território de importância estética, histórica e teórica.
-
A seguir “Novos Espaços Museais da Arte, Novos Critérios Museológicos”, com o prof.° Doutor Jacques Leenhardt, diretor da Escola de Estudos Avançados em Ciências Sociais (École des Hautes Études en Sciences Sociales, EHESS) em Paris, na França.
Por conta de sua aproximação com o Instituto de Artes (IA) da UFRGS, o professor francês assistenciou diversos pesquisadores brasileiros em estágio de estudos em Paris, tanto antes quanto depois da implantação do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais (PPGAV), que está comemorando 25 anos em 2016. Em Porto Alegre, Leenhardt atuou na Fundação Iberê Camargo, instituição onde foi membro do Conselho Curatorial e realizou a exposição de acervo do artista “Os Meandros da Memória” (2011).
-
27/09, às 18h - “Os olhares de críticos e curadores sobre as coleções universitárias”, uma realização do Departamento de Difusão Cultural (DDC) da UFRGS que integra a programação da Anpap como atividade paralela. Com prof.° Doutor Jacques Leenhardt e os demais palestrantes serão Angélica de Moraes, Icleia Cattani, Sonia Gomes Pereira, Tadeu Chiarelli e Teixeira Coelho.
30/09, às 18h - Conferência de encerramento “O som na arte contemporânea”, com o alemão Hans Peter Kuhn, em parceria com o Goethe Institut de Porto Alegre. Professor de Estudos do Som na Universidade de Artes de Berlim (Universität der Künste Berlin), Peter Kuhn atua na área de arte sonora e coordena o Departamento de Design de Som Experimental.
|
Mais informações:
Campus Central da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Farroupilha: av. Paulo Gama, 110 - Porto Alegre - Rio Grande do Sul
www.anpap.org.br

ArtRio aquece mercado de arte com 72 galerias e diversos eventos paralelos +

O mercado de arte brasilero está anscioso pela próxima semana, quando se incia a sexta edição da ArtRio, que não é feira mais importante do país, mas é a feira mais prazerosa da América Latina. Tendo a cidade maravilhosa como cenário, players do circuito de arte fazem desta semana o maior evento do calendário artístico carioca, com aberturas de exposições, visitas guiadas, encontros, debates, palestras, festas, jantares e todos os tipos de eventos em prol do networking.
Esta edição, que ocorre entre os dias 28/9 e 2/10 no Píer Mauá, conta com a participação de 72 galerias (57 brasileiras e 13 estrangeiras), seis a menos que ano passado, e 29 a menos que em 2014. Apesar das baixas, o clima é de frescor com a chegada de 19 galerias, sendo onze nacionas e oito de países como Argentina, Alemanha e EUA. Ou seja, quase 30% das galerias participam da ArtRio pela primeira vez.
A Feira ainda com contra com programas que fomentam o circuito, premiando os artistas Romy Pocztaruk, Ivan Grilo e Jaime Lauriano com residencies no Brasil e exterior, na quarta edição do Prêmio Foco Bradesco ArtRio; e ocupando os 12.000 metros quadrados do jardim do Museu da República com obras de 14 artistas, no Intervenções Bradesco ArtRio. Além de lançamentos de livros de importantes artistas.
O comitê de seleção das galerias este ano foi formado por Alexandre Gabriel (Galeria Fortes Vilaça); Anita Schwartz (Anita Schwartz Galeria de Arte); Elsa Ravazzolo (A Gentil Carioca); Greg Lulay (David Zwirner; NY); Eduardo Brandão (Galeria Vermelho) e Max Perlingeiro (Pinakotheke Cultural).
A ArtRio será dividida em apenas dois setores: Panorama (galerias nacionais e estrangeiras com atuação estabelecida no mercado de arte moderna e contemporânea) e Vista (galerias jovens, com projeto de curadoria experimental. Com foco em arte contemporânea emergente). Além do Brasil, foram selecionadas galerias da Alemanha, Argentina, EUA, França, Suíça e Uruguai.
A editora alemã Taschen terá um estande com seus principais títulos de Arte. Também está confirmada a presença da Unisaber Livraria, especializada em livros de Arte, Design e Fotografia.

GALERIAS PARTICIPANTES:

PANORAMA
A Gentil Carioca (Rio de Janeiro)
Almeida & Dale (São Paulo)
Anita Schwartz Galeria de Arte (Rio de Janeiro)
Artur Fidalgo (Rio de Janeiro)
Athena Galeria de Arte (Rio de Janeiro)
Bergamin & Gomide (São Paulo)
Carbono Galeria (São Paulo)
Casa Triângulo (São Paulo)
Celma Albuquerque (Belo Horizonte)
Colecionador Escritório de Arte (Rio de Janeiro)
David Zwirner (Nova York, EUA)
E Thebaldi Galeria (Rio de Janeiro) – Estreia
Folio (São Paulo)
Gabinete de Arte K20 (Brasília)
Galeria Athena Contemporânea (Rio de Janeiro)
Galeria da Gávea (Rio de Janeiro)
Galeria de Arte Ipanema (Rio de Janeiro)
Galeria Estação (São Paulo)
Galeria Fortes Vilaça (São Paulo)
Galeria Frente (São Paulo) - Estreia
Galeria Inox (Rio de Janeiro)
Galeria Luisa Strina (São Paulo)
Galeria Lume (São Paulo)
Galeria Marilia Razuk (São Paulo)
Galeria Mezanino (São Paulo) – Estreia
Galeria Millan (São Paulo)
Galeria Murilo Castro (Belo Horizonte)
Galeria Nara Roesler (São Paulo)
Galeria Oscar Cruz (São Paulo)
Galeria Raquel Arnaud (São Paulo)
Galeria Sur (Montevidéu, Uruguai)
Galeria Vermelho (São Paulo)
Galerie Agnès Monplaisir (Paris, França)
Galerie Bernard Ceysson (Paris, França)
Gary Nader – Miami / New York (Miami, EUA) – Estreia
Graphos:Brasil (Rio de Janeiro0) – Estreia
Gustavo Rebello Arte (Rio de Janeiro)
Hilda Araujo Escritório de Arte (São Paulo) – Estreia
Luciana Caravello Arte Contemporânea (Rio de Janeiro)
Lurixs: Arte Contemporânea (Rio de Janeiro)
Marcia Barrozo do Amaral (Rio de Janeiro)
Mercedes Viegas Arte Contemporânea (Rio de Janeiro)
Mul.ti.plo Espaço Arte + Polígrafa (Rio de Janeiro)
Other Criteria: New York / London (Nova York, EUA)
Paulo Kuczynski Escritório de Arte (São Paulo)
Pietro Atchugarry (Pablo Garzón, Uruguai)
Pinakotheke (Rio de Janeiro)
Praxis (Buenos Aires, Argentina) – Estreia
Referência Galeria de Arte (Brasília)
Roberto Alban Galeria (Salvador)
Ronie Mesquita Galeria (Rio de Janeiro)
Rudolf Budja Gallery (Miami, EUA) – Estreia
Silvia Cintra + Box 4 (Rio de Janeiro)
SIM Galeria (Curitiba)
Simões de Assis Galeria de Arte (Curitiba)
Zipper Galeria (São Paulo)

VISTA
Cavalo (Rio de Janeiro) – Estreia
Espace_L (Genebra, Suíça)
Gachi Prieto Arte Latinoamericano Contemporáneo (Buenos Aires, Argentina – Estreia
Galeria Movimento Arte Conteporânea (Rio de Janeiro) – Estreia
GAM – Gallery Am Meer (Dusseldorf, Alemanha) – Estreia
Martha Pagy Escritório de Arte (Rio de Janeiro) – Estreia
Matias Brotas Arte Contemporânea (Vitória)
Oma Galeria (São Bernardo do Campo) – Estreia
Orlando Lemos Galeria (Nova Lima)
Piedras (Buenos Aires, Argentina) – Estreia
Porta Vilaseca Galeria (Rio de Janeiro)
Quimera (Buenos Aires, Argentina) – Estreia
Tal Art (Rio de Janeiro) – Estreia
Tramas Arte Contemporânea (Rio de Janeiro) – Estreia
Um Galeria de Arte (Rio de Janeiro) – Estreia
|
Mais informações:
www.artrio.art.br

Projeto de Maurício Adinolfi ocupa praia e espaços culturais da cidade de Santos +

Santista radicado em São Paulo, o artista Maurício Adinolfi é conhecido por dedicar sua produção artística a questões sociais e ambientais. No sábado 14/09, a partir das 14h, ele volta a sua cidade natal para inaugurar o projeto “Calado do Cais” que conta com uma instalação na Praia do Gonzaga, uma exposição no Sesc Santos, e exibição de filmes no Museu da Imagem e do Som de Som de Santos e no Cine Arte Posto 4.

Na Praia do Gonzaga, em frente a Praça das Bandeiras, ele apresenta uma instalação que consiste em duas embarcações de sete metros. Semi enterradas nas areias na posição vertical, a obra reflete sobre o resíduo das intervenções urbanas e naturais, contrapondo poeticamente barcos tradicionais de madeira que relutam em existir à expansão portuária e à escala das grandes embarcações que adentram o porto de Santos, discutindo o processo de urbanização, a diminuição do espaço da areia da praia e a disputa entre cidade e mar.

O projeto “Calado do Cais” reflete ainda sobre memória, tradição, a história da cidade e a sua relação com o porto e o mar. Essas preocupações são temas de documentários, vídeos de performance e curtas-metragens que o artista apresenta em exposição no Sesc de Santos, entre os dias 24/09 e 16/10/16.

Completando a programação, o artista lança na cidade o curta-metragem "Macuco" (20 min.), um vídeo experimental que trata da relação humana com o mar. Filmado no litoral da baixada santista, entre barcas, catraias e navios, tem como protagonistas: um homem e uma mulher, um túnel, a chuva e o oceano. A estréia do filme acontece na quinta-feira 27/09, às 21h, seguida de conversa com o artista, no Cine Arte Posto 4. No dia posterior, 28/09, o Museu da Imagem e do Som de Santos faz uma exibição especial do filme. O curta-metragem “Macuco” volta a ser exibido em 11/10, com sessões às 16h; 16h30; 17h; e 17h30, no Cine Arte Posto 4. Em 05/10, às 19h30, o Sesc sedia uma conversa aberta ao público entre o artista e o curador Josué Mattos.
|
Serviço:
Instalação: "Calado do Cais"
Artista: Maurício Adinolfi
Abertura: 24/09 das 14h as 18h
Período expositivo: de 24/09 a 16/10/16
Local: Ponta da Praia (Altura da Av. Bartolomeu de Gusmão, 111)

Exposições dos "Vídeos Calados do Cais"
Artista: Maurício Adinolfi
Período expositivo: de 24/09 a 16/10/16
Conversa com Maurício Adinolfi e Josué Mattos: 05/10, às 19h30
Local: Sesc Santos
r. Conselheiro Ribas, 136, tel. (13) 3278-9800. Ter. a sex., 13h/22h; sáb. e dom., 10h/19h. www.sescsp.org.br

Curta-metragem "Macuco"
Lançamento e  conversa com artista: 27/09, às 21h
Sessões: 11/10, às 16h; 16h30; 17h; e 17h30;
Local: Cine Arte Posto 4
Av. Vicente de Carvalho, S/N (posto 4) - Gonzaga, Santos

* Sessão Especial no Museu da Imagem e do Som de Santos em 28.09, às 20h (r. Senador Pinheiro Machado, 48).

Praça Paris (Rio de Janeiro) recebe esculturas monumentais de 17 artistas +

A Praça Paris, localizada no bairro da Glória em frente ao Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro, recebe até 02/10/16 a segunda edição da mostra “Rio de Esculturas Monumentais”. Organizado por Paulo Branquinho, o evento apresenta peças de grandes dimensões de 17 artistas de diversos estados brasileiros. Participam Alex Moreira (BA), Aline Matheus (RJ), Ângelo Milani (SP), Claudio Aun (RJ), Cenildo Silva (BA), Edgar Duvivier (RJ), Felippe Morais (RJ), Fernanda Lago (RJ), Leandro Gabriel (MG), Marçal Athayde (MA), Marcelo Caldas (RJ), Marcelo Lago (RJ), Pedro Paulo Domingues (RJ), Osvaldo Gaia (PA) , Renata Richard (RJ), Roberto Chagas (RS), Robson Macedo (RJ).
|
Mais informações:
Praça Paris
Glória: Av. Augusto Severo, 342.

Projeto de Maurício Adinolfi ocupa praia e espaços culturais da cidade de Santos +

Santista radicado em São Paulo, o artista Maurício Adinolfi é conhecido por dedicar sua produção artística a questões sociais e ambientais. No sábado 14/09, a partir das 14h, ele volta a sua cidade natal para inaugurar o projeto “Calado do Cais” que conta com uma instalação na Praia do Gonzaga, uma exposição no Sesc Santos, e exibição de filmes no Museu da Imagem e do Som de Som de Santos e no Cine Arte Posto 4.

Na Praia do Gonzaga, em frente a Praça das Bandeiras, ele apresenta uma instalação que consiste em duas embarcações de sete metros. Semi enterradas nas areias na posição vertical, a obra reflete sobre o resíduo das intervenções urbanas e naturais, contrapondo poeticamente barcos tradicionais de madeira que relutam em existir à expansão portuária e à escala das grandes embarcações que adentram o porto de Santos, discutindo o processo de urbanização, a diminuição do espaço da areia da praia e a disputa entre cidade e mar.

O projeto “Calado do Cais” reflete ainda sobre memória, tradição, a história da cidade e a sua relação com o porto e o mar. Essas preocupações são temas de documentários, vídeos de performance e curtas-metragens que o artista apresenta em exposição no Sesc de Santos, entre os dias 24/09 e 16/10/16.

Completando a programação, o artista lança na cidade o curta-metragem "Macuco" (20 min.), um vídeo experimental que trata da relação humana com o mar. Filmado no litoral da baixada santista, entre barcas, catraias e navios, tem como protagonistas: um homem e uma mulher, um túnel, a chuva e o oceano. A estréia do filme acontece na quinta-feira 27/09, às 21h, seguida de conversa com o artista, no Cine Arte Posto 4. No dia posterior, 28/09, o Museu da Imagem e do Som de Santos faz uma exibição especial do filme. O curta-metragem “Macuco” volta a ser exibido em 11/10, com sessões às 16h; 16h30; 17h; e 17h30, no Cine Arte Posto 4. Em 05/10, às 19h30, o Sesc sedia uma conversa aberta ao público entre o artista e o curador Josué Mattos.
|
Serviço:
Instalação: "Calado do Cais"
Artista: Maurício Adinolfi
Abertura: 24/09 das 14h as 18h
Período expositivo: de 24/09 a 16/10/16
Local: Ponta da Praia (Altura da Av. Bartolomeu de Gusmão, 111)

Exposições dos "Vídeos Calados do Cais"
Artista: Maurício Adinolfi
Período expositivo: de 24/09 a 16/10/16
Conversa com Maurício Adinolfi e Josué Mattos: 05/10, às 19h30
Local: Sesc Santos
r. Conselheiro Ribas, 136, tel. (13) 3278-9800. Ter. a sex., 13h/22h; sáb. e dom., 10h/19h. www.sescsp.org.br

Curta-metragem "Macuco"
Lançamento e  conversa com artista: 27/09, às 21h
Sessões: 11/10, às 16h; 16h30; 17h; e 17h30;
Local: Cine Arte Posto 4
Av. Vicente de Carvalho, S/N (posto 4) - Gonzaga, Santos

* Sessão Especial no Museu da Imagem e do Som de Santos em 28.09, às 20h (r. Senador Pinheiro Machado, 48).   

Anna Maria Maiolino, Maria Bonomi e outras brasileiras no exterior +

Virginia de Medeiros (Galeria Nara Roesler) participa da mostra "La Réplica Infiel", no Centro de Arte Dos de Mayo, em Madri, na Espanha, até 25/9.
|
Berna Reale (Galeria Nara Roesler) participa da coletiva "Singing in the Rain", no Utah Museum of Contemporary Art, nos EUA, de 26/8 a 17/12.
|
A artista carioca Maria Nepomuceno (galerias A Gentil Carioca e Blau Projects) participa da mostra coletiva “Cosmic Tela!”, no Barbican Centre, de Londres, entre 25/5 e 23/9. www.barbican.org.uk/theatre/event-detail.asp
Ela também participa da coletiva “Space to Dream: Recent Art from South America”, na Auckland Art Gallery, em Auckland, na Nova Zelandia, entre 7/5 e 18/9. www.aucklandartgallery.com
|
Hélio Oiticica ganha a mostra "To Organize Delirium", no Carnegie Museum of Art, em Pittsburgh (EUA), de 01/10/16 a 02/01/17.
|
O paulistano Armarinhos Teixeira (Um Galeria de Arte) realiza a exposição “Morfologia Oblíqua” de 22/9 a 10/11 na Fundação Brasilea, em Basel, na Suíça. Ele permanece três semanas na cidade produzindo 30 obras para a mostra. O trabalho dele é marcado pelo estudo das formas de diversos objetos achados na cidade, na natureza ou terrenos baldios. Depois, ele os organiza em agrupamentos, criando assim esculturas, instalações e imagens abstratas.
|
Vik Muniz (Galeria Nara Roesler) realiza a mostra "A Retrospective" no Eskenazi Museum of Art, em Indiana (EUA), de 01/10/16 a 05/02/17.
|
Raul Mourão (Galeria Nara Roesler) participa da coletiva “International Series: Contemporary Artists From Brazil”, no Turchin Centre, em Boone (EUA), até 3/12.
|
O Prêmio CNI Sesi Senai ocorre na Home Art, em Manchester, no Reino Unido, até 25/9.
|
O escultor Avilmar Maia, de Belo Horizonte, participa da exposição "The Foro Cultural 81 Foundation" entre novembro e dezembro na Foundation Center, em Guanajuato, no México.
|
O Carnegie Museum of Art, em Pittsburgh, nos EUA, recebe de 01/10/16 a 02/01/17 a mostra "Hélio Oiticica: To Organize Delirium".
|
Paulo Bruscky participa da mostra "Not Vital", no Yorkshire Sculpture Park, em Wakefield, no Reino Unido, de 21/05/16 a 02/01/17.
|
O carioca Waltercio Caldas (Galeria Raquel Arnaud) realiza em Madri a exposição “Dibujos y Más…”, sua terceira mostra individual na Galeria Elvira Gonzalez, com com 32 desenhos e quatro esculturas. A mostra coincide com a transferência da gestão da Galeria Elvira Gonzalez da galerista para as suas filhas, Elvira e Isabel, e com a mudança de endereço do espaço. Fica em cartaz de 15/9 a 12/11.
|
Janaina Tschäpe (Galeria Fortes Vilaça) participa da coletiva “Nous - Sewing and Living”, no 21st Century Museum of Contemporary Art, em Kanazawa, no Japão, até 25/9.
|
Virgínia de Medeiros (Galeria Nara Roesler) foi selecionada para a mostra ”Behind the Sun – Pipa Prize”, que acontece na Manchester Metropolitan University, no Reino Unido, até setembro.
|
O EAC (Espacio de Arte Contemporáneo) de Montevidéu, no Uruguai, inaugura em 8/9 sua 23ª temporada de exposições com exposições de diversos artistas, entre eles os brasileiros Nazareno Rodrigues, Thiago Guedes e Marcelo Armani, que participam do evento Sala Taller 4. Participam ainda os artistas latino-americanos Mariana Carranza, Jazmín Giordano e Gabriela Munguía. (Méx – Ar),, ao lado do também brasileiro Marcelo Armani. No dia da abertura, Marcelo Armani apresenta a performance multimídia “Black friday o 180 días en apagón”, em que trata dos eventos políticos recentes do Brasil. Na mostra “Nosotros y el Cine”, participam Luis Bellagamba, Daniela Calcagno, Gonzalo Delgado, Sergio De León, Inés Olmedo, Alejandra Rosasco e Lucia Mangado, Pablo Turcatti, Paula Villalba e Cecilia Bello, Martín Verges, Daniel Yafalián, Álvaro Zunini. A curaduría é de Fernando Sicco. O argentino Camilo Guinot realiza a individual “Animismo Concreto”.
|
A ArtMaZone (www.artmazone.org), plataforma internacional que divulga a arte contemporânea brasileira na França, promove o projeto "Zone Brésil(s)", a convite da prefeitura de Bretteville sur Laize, na Normandia, integrando o evento Quinzaine de Quilly 2016. Começa dia 23/9, às 18h, na igreja Notre Dame de Quilly, onde fica em cartaz até 9/10. Participam 12 artistas brasileiros: Christiana Guinle, Rafael Suriani, Patricia Figueiredo, Marcio Goldzweig, Lin Lima, João Santos, Claudia Malaguti, Stella Bierrenbach, Renata Sgarbi, Frederico Duarte, Iris Della Roca e Livia Melzi. O francês Jean-François Rauzier é o artista convidado. Curadoria de Nina Sales. A abordagem é sobre a imagem da mulher, sexualidade, morte, religião e meio ambiente. No dia seguinte, 24/09/16, às 18h, começa uma coletiva na prefeitura, um diálogo entre as culturas francesa e brasileira, em cartaz até 30/10.
|
Até 26/9, o The Olympic Museum, em Lausanne, na Suíça, realiza a mostra “Body and Culture Rio”, com obras de sete artistas brasileiros, entre eles Maria Nepomuceno, Adriana Varejão e Marcos Cardoso.
|
Andrey Zignnato (galeria Blau Projects) realiza a exposição "Territorios Forjados " na galeria Sketchroom, em Bogotá, na Colômbia. São peças das séries "Manta", "Ruínas" e "Cachos". Fica em cartaz de 20/10, das 19h às 22h, a 18/11.
|
Laercio Redondo realiza exposição na galeria Dallas Contemporary, primeira individual dele nos Estados Unidos. De 17/9 a 18/12.
|
"Gênesis", de Sebastião Salgado, chega à Rússia, após passagem por 25 cidades ao redor do mundo. Fica até outubro no Museu Erarta, em São Petesburgo.
|
O cyber-erotic artista Eduardo Kac (Luciana Caravello Galeria de Arte) protagoniza uma mostra individual no La Plaque Tournante, em Berlim (Alemanha), entre 14/9 e 17/11. O artista participa ainda das seguintes coletivas: “Osmoboxes”, na Waterfall Gallery, em Nova York (até 31/8); “Move 36 Suite”, no Victoria & Albert Museum, em Londres (até 30/9); “Möglichkeit Mensch”, no Zeppelin Museum, em Friedrichshafen (Alemanha, até 9/10); da Bienal de la Fundación ONCE, em Madri (Espanha, até 20/9); da mostra “Say It with Flowers”, entre 26/6 e 23/10, no Museum Schloss Moyland Foundation, em Bedburg-Hau, na Alemanha; da International Digital Art Biennial 2016, entre 3/6 e 4/9, em Montreal, no Canadá; e da mostra “Snacks”, entre 16/7 e 16/10, na Power Station of Art Shanghai, na China. Kac tem ainda a individual Eduardo Kac: From The Pink Miniskirt to the Green Bunny” no na La Plaque Tournante, em Berlim, entre 14/9 e 17/11. Curadoria de Frederic Acquavita www.ekac.org.
|
A artista ítalo-brasileira Maria Bonomi realiza mostra individual de gravuras na Galerie du Griffon, em Neuchâtel, na Suíça, entre 15/9 e 14/10.
|
A ítalo-brasileira Anna Maria Maiolino (Galeria Luisa Strina) participa da mostra coletiva “Das Vantagens e Desvantagens da História para a Vida”, no Fórum Eugênio de Almeida, em Évora (Portugal), sob curadoria de Filipa Oliveira. A mostra acontece entre 24/9 e 27/11. A artista participa ainda, na companhia de León Ferrari, Alfredo Jaar, Magdalena Jitrik e Jorge Macchi, da mostra “Verboamérica – Coleção pewrmanente”, mostra coletiva sobre o acervo do Malba, o Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires, de propriedade de Eduardo Costantini. Em cartaz entre 21/9 e 24/9/17.
|
Clarissa Tossin (Galeria Luisa Strina) participa da mostra “Trans-Americas: A Sing, a Situation, a Concept!”, coletiva com curadoria de Cassandra Getty e Dianne Pearce no Museum London, em Londres, entre 10/9 e 11/11/16. Clarissa participa ainda da coletiva “Placebound”, com curadoria de Bia Gayotto. Em cartaz na Nan Rae Gallery da Woodbury University, em Burbank (EUA), entre 28/8 e 2/10.
|
Laura Belém (Galeria Luisa Strina) foi selecionada para a coletiva “A Spear, a Spike, a Point, a Nail, a Drip, a Drop, the End of the Tale”, que acontece na Ellen de Bruijne Projects, em Amsterdã (Holanda) entre 3/9 e 5/11. Curadoria de Jeanine Hofland gallery e Tiago de Abreu Pinto.
|
O curador ítalo-brasileiro Jacopo Crivelli Visconti selecionou os artistas Carmela Gross, Runo Lagomarsino, Pedro Neves Marques, Maria Thereza Alves, Alessandro Balteo-Yazbeck, Saskia Calderón, Maria Loboda e Ahlam Shibli para a mostra “”The Winter of Our Discontent”, que acontece entre 9/9 e 15/10, na Galerie Martin Janda, em Viena (Áustria).
|
Albano Afonso (Casa Triângulo) se apresenta na Casa das Artes de Arcos de Valderez, em Cerveira (Portugal) na mostra “Diálogos no Acervo”, entre 3/9 e 16/10.
|
A dupla de artistas OsGêmeos (Galeria Fortes Vilaça) inaugura em 8/9 a mostra individual “Silence of the Music” na galeria nova-iorquina Lehmann Maupin. A mostra fica em cartaz até 22/10. A dupla formada pelos paulistanos Gustavo e Otávio Pandolfo participa ainda do novo programa do Hangar Bicocca, em Milão (Itália) com a mostra “Outside the Cube”. O grafite de grandes dimensões “Efêmero” ficará em cartaz até abril de 2017. A curadoria do programa é de Cedar Lewisohn.
|
Até o dia 31/10, 16 artistas internacionais, de nacionalidades portuguesa, brasileira, espanhola e colombiana, estarão em residência em Vila Nova de Cerveira, em Portugal, sob a coordenação de Cabral Pinto. São 15 os projetos artísticos que serão desenvolvidos na Casa do Artista Jaime Isidoro, ao longo de quatro períodos, nas áreas de gravura, escultura, pintura, fotografia serigrafia, entre outras. Nesta primeira fase, que decorre até 14 de setembro, os ‘protagonistas’ são Diogo Costa (PT), Iago Eireos (ES), Luís Plácido Costa (PT) e Manuela da Costa Lima (BR), que constrói a sua residência com base na sua experiência de peregrinação. Começou por trilhar o Caminho Inglês de Santiago de Compostela a partir da Coruña e chegou a Vila Nova de Cerveira percorrendo parte do Caminho Português. As vivências do caminho de peregrino serão agora transpostas para o fazer artístico, cujo resultado será ilustrado em gravura e escultura. Este ano concorreram ao Programa de Residências Artísticas 67 projetos de 73 artistas, oriundos de 12 países. As residências artísticas selecionadas decorrerão na ‘Casa do Artista Pintor Jaime Isidoro’ e no Fórum Cultural de Cerveira, com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira.
|
Augusto Sampaio é o único artista brasileiro selecionado para a exposição “Print Awards Exhibition: Northern Print 2016”, que acontece entre 16/9 e 29/10 em três locais de Newcastle Upon Tyne, na Inglaterra: Northern Print, Vane e Gallery North (Northumbria University). As mostras apresentam trabalhos de 31 artistas selecionados entre 780 inscritos. O júri foi formado por Christiane Baumgartner, David Cleaton-Roberts e Sune Nordgren.
|
Laura Lima, João Modé e Mauro Restiffe participam da Aichi Triennale – Rainbow Caravan, que acontece no Nagoya City Art Museum, no Japão, até 23/10. Curadoria de Masahiko Haito e Daniela Castro.
|
O fotógrafo Mauro Restiffe (Galeria Fortes Vilaça) foi selecionado para a Photo Biennale – Cities and Memory, em cartaz no Brandts Museum for Kunst & Visuel Kultur, em Odense, na Dinamarca, entre 26/8 e 31/1/2017.
|
O arquiteto e artista plástico Renato Hofer realiza a mostra individual “Polispherique”, entre 25/8 e 23/9, no Atelier Martel, em Paris. www.ateliermartel.com.
|
Laura Lima (A Gentil Carioca e Galeria Luisa Strina) participa da Busan Biennale 2016, em Busan, na Coréia, entre 3/9 e 30/11. Curadoria de Yun Cheagab. www.busanbiennale.org. A artista mineira radicada no Rio de Janeiro participa ainda da mostra coletiva “The Inverse”, no ICA Miami, nos EUA, até 30/10. www.icamiami.org
|
Assume Vivid Astro Focus (Casa Triângulo) realiza a mostra “Avalanches Volcanoes Asteroids Floods” no Museum of Contemporary Art Santa Barbara, nos EUA, até 01/01/2017. O grupo realiza ainda mostra individual no Sammlung Goetz, em Munique, na Alemanha, entre 9/7 e 3/12/16. Curadoria de Susanne Touw. Participa ainda das mostras coletivas “Manifesta 11”, curadoria de Manuel Scheiwiller, no Cabaret Voltaire, em Zurich, na Suíça, entre 9/7 e 3/12/16.
|
Pierre Verger é artista homenageado na “Bienal Sitelines 2016 – Much Wider Than a Line”, em Santa Fe, nos EUA, até 8/1/2017.
|
O artista brasiliense Gê Orthof (Referência Galeria de Arte) figura na mostra coletiva “Behind the Sun: Prêmio Marcantônio Vilaça CNI Sesi Senai”, no Centro de Artes de Manchester, na Inglaterra, até 2/10.
|
A artista plástica cearense Luzia Simons (Galeria Nara Roesler), radicada há 40 anos na Alemanha, realiza as mostras individuais “Out of the Blue”, até 24/9, na Mikael Andersen Gallery, em Copenhague, na Dinamarca, www.mikaelandersen.com. A artista participa ainda das mostras coletivas: “Jardin” entre 01/04 e 02/11/16 no Centre d’Arts et de Nature de Domaine de Claumont-sur-Loire, na França, www.domaine-chaumont.fr/en; “Blutenpracht”, entre 11/9 e 8/1/2017, na Neue Galerie im Haus Beda, em Bilburg, na Alemanha, www.haus-beda.de; Schnittmengen Zeitgenossische Kunst und Die Uberlieferung, nos museus Museum für Asiatische Kunst, Staatliche Museen zu Berlin e Museen Dahlem, em Berlim, até 8/1/2017; “Stockage Vanitas Rerum”, no Archives Nationales, em Paris, até 18/9, www.archives-nationales.culture.gouv.fr; e “Flora Magica”, até 3/10, no Städtische Galerie Fähre, Altes Kloster, em Bad Saulgau, na Alemanha, www.bad-saulgau.de
|
Domaine de Saint-Véran é o nome da nova residência de artistas brasileiros em Vaison- la- Romaine, na Provence, na França. Totalmente restaurada para abrigar um novo espaço para arte contemporânea, “La Galerie” abre sua portas neste verão com o primeiro grupo de artistas convidados: Bruno Schmidt, Roberto Barciela, Heloisa Maia e Rosane Franco, com supervisão de Fréderíc Vinzia. Endereço: La Galerie, 28, Rues des Fours, Cité Médiévale, 84110 Vaison-La-Romaine, France.
|
O Centro Português de Fotografia, da cidade do Porto, uma das mais importantes instituições da Europa e que detém um dos maiores acervos de toda Portugal, abre suas portas para receber entre 15/7 e 30/10 para receber a exposição “Only You”, do fotógrafo brasileiro Leonardo Kossoy, com curadoria do escultor e gravurista Emanoel Araujo (criador e diretor do Museu Afro Brasil). Kossoy já apresentou a mostra em São Paulo (Instituto Tomie Ohtake), Niterói (Palácio dos Correios) e no Rio de Janeiro (Centro Cultural Correios).
|
Sérgio Sister (Galeria Nara Roesler) participa da coletiva “International Series: Contemporary Artists From Brazil”, no Turchin Centre, em Boone (EUA), até 3/12.
|
Vik Muniz (Galeria Nara Roesler) participa da coletiva “International Series: Contemporary Artists From Brazil”, no Turchin Centre, em Boone (EUA), até 3/12; na Itália, e a participação no pavilhão brasileiro na 15ª Bienal de Arquitetura de Veneza (até 27/11).
|
O fotógrafo mineiro Cao Guimarães (Galeria Nara Roesler) está na mostra “The Campaign for Art: Contemporary”, San Francisco MoMA, nos EUA, até 30/10.
|
Brigida Baltar (Galeria Nara Roesler) participa da coletiva “International Series: Contemporary Artists From Brazil”, no Turchin Centre, em Boone (EUA), até 3/12.
|
Alexandre da Cunha, Marcius Galan, Laura Lima, Jarbas Lopes, Antonio Manuel e Cildo Meireles, todos representados pela galeria paulistana Luisa Strina; José Bento e o grupo Opavivará (A Gentil Carioca, RJ); e Eduardo Coimbra, Lucia Koch e Marcos Chaves (Galeria Nara Roesler) participam da mostra “Brazil, Beleza?! Contemporary Brazilian Sculpture, que acontece no Museum Beelden aan Zee, em Haia, na Holanda, entre 25/5 e 2/10. www.beeldenaanzee.nl/engels/brasil-beleza
|
O Musée International d’Art Naïf Anatole Jakovsky, em Nice, na França, realiza de 10/6/16 a 3/10, em parceria com a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, a mostra “Fantaisies Bresiliennes”, com obras de cerca de 50 artistas naïf brasileiros. A exposição reúne obras datadas desde os anos 1940. A curadoria é de Anne Stilz, diretora do museu francês, em parceria com o galerista Jacques Ardies, de São Paulo (SP). Na ocasião, será lançado o livro “L´Art Naïf du Brésil”, de Ardies. A arte naïf, também chamada de arte ingênua ou espontânea, surgiu na França, no período da Segunda Guerra, apresentando a criatividade de gente do povo. A arte naïf brasileira explora as paisagens rurais, litorâneas e urbanas, os costumes populares, a religião e o futebol, entre outros temas. Musée International d’Art Naïf Anatole Jakovsky, Château Ste. Hélène, 23, avenue de Fabron, Nice, França.
|
O artista brasileiro radicado em Barcelona Marlon de Azambuja (Galeria Marília Razuk) realiza a mostra individual “Herencia”, no Museo Patio Herreriano, em Valladolid, na Espanha, entre 4/6/16 e 8/1/2017. museopatioherreriano.org.No Centro Del Carmen, em Valência, também na Espanha, Azambuja participa da mostra coletiva “Vanidades, Intelecto y Espiritualidad, uma curadoria de Javier Martin que fica em cartaz na cidade entre 9/6 e 25/9. consorciomuseos.gva.es
|
O Instituto Moreira Salles realiza exposição com cerca de 400 obras do fotógrafo japonês radicado no Brasil Haruo Ohara. É exibido também um conjunto com 39 objetos, documentos, ferramentas, álbuns e algumas fotografias originais, com curadoria de Sergio Burgi. Imigrante, lavrador e fotógrafo, Haruo nasceu em Kochi, em 1909. Veio para o Brasil aos 17 anos, com seus pais e irmãos, e cultivou a terra com dedicação e arte ao longo de boa parte de sua vida, ao mesmo tempo que fotografava seu cotidiano e o de seus familiares. Fica em cartaz na cidade de Kiyosato de 22/10 a 4/12.
|
O paulistano radicado em Londres Alexandre da Cunha (Galeria Luisa Strina) figura na mostra coletiva “Making & Unmaking”, com curadoria de Duro Olowu, que acontece no Camden Arts Centre, em Londres, entre 19/7 e 18/9. Cunha participa ainda da coletiva “Soft Power”, em cartaz no ICA – The Institute of Contemporary Art, em Boston (EUA, entre 17/8 e 16/1/17.
|
A carioca Fernanda Gomes (Galeria Luisa Strina) se apresenta na coletiva “Accrochage”, na Punta della Dogana, em Veneza, entre 17/4 e 20/11. Com curadoria de Caroline Bourgeois, a mostra reúne cerca de setenta obras que não foram expostas desde que se tornaram parte da coleção Pinault e mais de dois terços dos artistas nunca foram mostrados em uma exposição da coleção. Especificamente concebida para Punta della Dogana, a mostra vai ocupar todo o espaço expositivo do museu.
|
O Museu Nacional de Arte Moderna e Contemporânea da Coreia do Sul (MMCA) recebe Igor Vidor (Luciana Caravello Galeria de Arte; RJ) em seu International Artist Fellowship Program 2016. O artista carioca foi contemplado para o programa, através de indicação do MAR (Museu de Arte do Rio) e acontece entre 28/9 e 14/12.
|
O Kunsten Museum of Modern Art, em Aalborg, na Dinamarca, recebe entre 21/4 e 23/10, a exposição individual “Rui Ni – Voices of the Forest”, do artista carioca Ernesto Neto (Galeria Fortes Vilaça). A mostra faz parte de uma série de mostras em que o museu solicita aos artistas que usem a arquitetura do prédio, criada pelo gênio Alvar Aalto. Neto criará no museu sua maior instalação já exibida na Dinamarca e, assim como Aalto, se inspira nas curvas e formas da natureza. Ernesto Neto participa ainda da mostra coletiva “Space to Dream”, na Auckland Art Gallery, em Auckland, na Nova Zelândia, até 18/9/16. Curadoria de Beatriz Bustos Oyanedel e Zara Stanhope.
|
A artista Renata Cruz (Blau Projetcs) vai expor algumas obras da série “Páginas Imprescindíveis” na Bienal de Montevidéu: El Espejo Enterrado, que ocorre entre 29/09 e 04/12/16, no Palacio Legislativo. Com curadoria de Alfons Hug, a terceira edição da Bienal uruguaia foca nas diferenças culturais e artísticas das três etnias que compõe a história da América Latina.

Romy Pocztaruk, Ivan Grilo e Jaime Lauriano vencem Prêmio Foco Bradesco ArtRio +

A Prêmio Foco Bradesco ArtRio anunciou em 21/09/16 os nomes dos três artistas selecioandos nesta 4ª edição. Romy Pocztaruk, Ivan Grilo e Jaime Lauriano participarão de residência e exposição em três importantes instituições do cenário atual, além de terem seus trabalhos expostos na ArtRio já este ano.

A Comissão de seleção é formada por Bernardo Mosqueira, e representantes de cada uma das instituições parceiras: Consuelo Bassanesi (Despina/ Largo das Artes – Rio de Janeiro/RJ), Samantha Moreira (Chão Luiz – São Luis/MA) e Pablo León de la Barra (Casa Wabi – Oxaca/México).

Os três premiados receberão bolsas para se dedicarem exclusivamente as suas pesquisas durante os períodos de residência.

Prêmios:
Romy Pocztaruk
Residência Despina / Largo das Artes – Rio de Janeiro - responsável Consuelo Bassanesi

Ivan Grilo
Residência Chão SLZ – São Luís do Maranhão - responsável Samantha Moreira

Jaime Lauriano
Residência Casa Wabi – México , estado de Oaxaca – responsável Pablo León de La Barra

Sobre os artistas:
Romy Pocztaruk é natural de Porto Alegre (RS), onde vive, a artista é mestre em Poéticas Visuais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Seu trabalho lida com simulações e com a posição a partir da qual o artista interage com diferentes lugares, e com as relações possíveis a partir do cruzamento de diferentes campos e disciplinas (como ciência e comunicação) com o campo da arte, gerando resultados poéticos em diferentes meios e suportes. Sua proposta para a residência é produzir uma reflexão crítica sobre as relações entre Arte, Ciência e Magia, principalmente as estratégias utilizadas nestes campos para a produção de imagens. Entre os objetivos está aproximar os procedimentos utilizados nestas áreas, demonstrando estratégias imagéticas e conceituais estabelecidas por cada campo. Serão pesquisados rituais xamânicos, manuais científicos e pesquisas artísticas que cruzam essas disciplinas com a intenção de produzir trabalhos que partem de experiências científicas e mágicas como produção e compreensão de novas realidades.

Ivan Grilo vive e trabalha em Itatiba, no estado de São Paulo. É graduado em Artes Visuais pela PUC-Campinas (2007). O artista já tem obras nos acervos das instituições: Museu de Arte Moderna de São Paulo, Museu de Arte do Rio, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro/Coleção Gilberto Chateaubriand e Fundação Bienal de Cerveira, entre outros. Ivan Grilo apresentou ao Prêmio FOCO Bradesco ArtRio 2016 a proposta do trabalho “Segundo Estudo para Baía de um Mar Inteiro”, que tem como base parte da história da cidade do Rio, com a chegada dos escravos ao cais do Valongo, e a história popular de Chico Rei com a origem da congada. O trabalho traz uma instalação, com narrativa não linear, onde essas duas histórias se cruzam.


Jaime Lauriano é natural de São Paulo, o artista é formado pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo (2010). Com trabalhos marcados por um exercício de síntese entre o conteúdo de suas pesquisas e estratégias de formalização, Jaime Lauriano nos convoca a examinar as estruturas de poder contidas na produção da História. Seu projeto “O que nos une nos separa – Lo que os une nos separa” quer colocar em questão a conformidade com que os habitantes das Américas lidam com o processo histórico de colonização do continente, com as imposições feitas pelos colonizadores europeus. Uma análise sobre os reflexos do período colonial na formação da estrutura social, econômica e política da região e a reflexão de como a produção artística contemporânea lida com esse processo.
|
Mais informações:
www.artrio.art.br

Livro de Ricardo Resende sobre Hudinilson Jr. é lançado no Itaú Cultural +

Nos últimos anos, o curador Ricardo Resende mergulhou na vida e obra do artista Hudinilson Urbano Jr. (1957-2013) com a finalidade de produzir uma obra textual que abordasse a multiplicidade de sua obra. Neste ínterim viu o artista falecer, sua produção antes marginalizada e esquecida ser descoberta por importantes instituições e seu desejo ser tema de desentendimentos entre interessados em seu espólio.

Em 27/09/16, às 18h30, no Itaú Cultural, Ricardo Resende apresenta o resultado de uma profunda pesquisa sobre o artista no livro “Posição Amorosa”, uma antologia distribuída pela editora Cosac Naify, que contém reproduções de obras, uma cronobiografia, entrevistas inéditas e textos de Ricardo Resende, Adelaide Pontes, Maria Olímpia Vassão e Vitor Butkus, que conviveram com o artista e foram inspirados por sua obra. Na ocasião, ocorre um bate-papo com o público, o autor, a organizadora Roberta Martinho, as pesquisadoras Adelaide Pontes e Maria Olímpia Vassão, e o fotógrafo Vitor Butkus, falando sobre este artista complexo e provocativo.

Um artista múltiplo, Hudinilson Urbano Jr se dedicou a várias modalidades artísticas: arte xerox, colagens, pinturas, arte postal, xilogravura, performance, grafite, intervenção urbana. O objeto de sua arte era, sobretudo, o corpo masculino, nu. Inclusive, o seu próprio. Pioneiro da arte xerox no Brasil, Hudinilson marcou o gênero quando realizou a série “Exercícios de Me Ver,” na qual simulava o ato sexual com uma fotocopiadora, enquanto xerocava imagens de partes de seu corpo.

O livro “Posição Amorosa”, contemplada pelo Rumos Itaú Cultural 2013-2014, traz importantes episódios de sua vida, como as visitas de Hudinilson ao Museu Lasar Segall, em São Paulo, onde aprofundou sua relação com a arte. A biografia comenta também a formação do artista, incluindo suas passagens pelo Instituto de Arte e Decoração e pela Fundação Armando Alvares Penteado (Faap), bem como sua proximidade com a Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP). Foi na ECA, inclusive, que Hudinilson iniciou seus trabalhos com xerografia, produzindo uma série de experimentos com as diferentes máquinas de copiar.

Em seus depoimentos, o artista explica por que seu trabalho tinha como foco o corpo masculino e não o feminino – e por que suas representações tinham cunho sensual e erótico. A obra ainda cobre sua atuação no coletivo de intervenções urbanas 3NÓS3, com Rafael França (1957-1991) e Mario Ramiro, e suas criações com grafite, arte à qual foi incentivado pelo artista Alex Vallauri.
|
Mais informações:
Itaú Cultural
Cerqueira César: av. Paulista, 149, estação Brigadeiro do Metrô, tels. (11) 2168-1700 / 1777. www.itaucultural.org.br

Paulo Mendes da Rocha leva Praemium Imperiale International Arts Award +

A 28ª edição do Praemium Imperiale International Arts Award contemplou o arquiteto brasileiro Paulo Mendes Rocha, a fotógrafa Cindy Sherman, e a escultora Annette Messager. A cerimônia de premiação ocorre em 18/10/16, em Toquio, com a presença da Sua Alteza Imperial, Príncipe Hitachi – membro honorário da Associação Japonesa de Arte – e sua esposa, Princesa Hitachi, que entregarão os prêmios. Cada vencedor recebe uma medalha e também um prêmio de cerca de US$ 143 mil. Criado em 1898, o Praemium Imperiale já foi entregue a cerca de 140 artistas do mundo todo. Paulo Mendes da Rocha também ganhou neste ano o Leão de Ouro da Bienal de Arquitetura de Veneza pelo conjunto da obra.
|
www.praemiumimperiale.org/en

Buenos Aires é a primeira cidade escolhida em nova iniciativa do grupo Art Basel +

Um programa vibrante de eventos de arte cuidadosamente selecionados pela curadoria do grupo Art Basel, que pretende celebrar a cena artística local e levar as cidades participantes a um alto patamar no comércio internacional de arte. Este é o propósito do Art Basel Cities, programa que foi anunciado em março de 2016 pelo Grupo Art Basel e, que anuncia agora a cidade de Buenos Aires como a primeira a receber a iniciativa, no final de 2017.
A nova iniciativa da Art Basel expande o compromisso do grupo Indo além da organização de feiras de arte, passando a trabalhar diretamente com as cidades e outros órgãos governamentais, a Art Basel Cities irá desenvolver programas de eventos culturais de grande notoriedade e repercussão internacional. Além de promover programas de arte em cidades parceiras, a iniciativa irá levar projetos da cidade para as exposições da Art Basel, proporcionando a Buenos Aires mais oportunidades de se envolver com o público internacional da Art Basel.
Conhecida como uma cidade de vanguarda e pela riqueza cultural que se aflora nos universos da moda, da literatura, da arquitetura e da arte, Buenos Aires ostenta nos últimos anos um cenário artístico e vibrante, com mais de 80 galerias de arte, um conjunto de museus mundialmente conhecidos e coleções públicas, bem como novos distritos de arte e design em La Boca e Barracas, além dos tradicionais bairros de Recoleta e Palermo.
|
Mais informações:
https://www.artbasel.com/

Visitas a ateliês e oficinas com artistas integram exposição no Tomie Ohtake +

A Exposição “Os Muitos e o Um: Arte Contemporânea na Coleção Andrea e José Olympio Pereira”, que apresenta, até 15/10/16, no Instituto Tomie Ohtake, recorte de 300 obras de uma das maiores coleções de arte privadas do país, conta com uma programação gratuita de conversas, visitas a ateliês e oficinas com grandes nomes da arte contemporânea brasileira. Na programação os interessados vão poder visitar ateliês de artistas como Carla Chaim, Sandra Cinto e Rodrigo Bivar; vão participar de oficinas de prática com os artistas Felipe Cohen e Daniel Mellin; e de encontros com Marcos Chaves e José Damasceno. A programação, preparada pelo Núcleo de Cultura e Participação do Instituto Tomie Ohtake, oferece a oportunidade de se aprofundar nos processos, reflexões e produção da arte contemporânea. As vagas são gratuitas e limitadas, o agendamento deve ser feito através do telefone: (11) 2245.1937.

Programação:
17/09/16 - Visita ao ateliê de Carla Chaim
10 vagas

24/09/16 - Oficina com Daniel Melim
20 vagas

28/09/16 - Conversa com Marcos Chaves
20 vagas (das 18h às 20h)

01/10/16 - Visita ao ateliê de Sandra Cinto
10 vagas

05/10/16 - Conversa com José Damasceno
20 vagas (das 18h às 20h)

08/10/16 - Oficina com Felipe Cohen
20 vagas (das 10h às 13h)

15/10/16 - Visita ao ateliê de Rodrigo Bivar
10 vagas (das 10h às 13h)
|
Mais informações:
Instituto Tomie Ohtake
Pinheiros: av. Faria Lima, 201 (entrada pela r. Coropés, 88), tel. (11) 2245-1900. www.institutotomieohtake.org.br

Bob Wolfenson e Rosa Gauditano realizam palestras no CPF Sesc +

O projeto Em Primeira Pessoa convida os fotógrafos Bob Wolfenson e Rosa Gauditano nos dias 27 e 29/09/16, ambas das 19h30 às 21h30, respectivamente, para palestras sobre suas trajetórias no Centro de Pesquisa e Formação do Sesc. A partir de 16 anos. Número de vagas: 30. R$ 15 (inteira); R$ 7,50 (meia); R$ 4,50 (comerciário Sesc), por atividade. Inscrições pelo site (www.sescsp.org.br/cpf) ou nas unidades do Sesc no Estado de São Paulo.
|
Centro de Pesquisa e Formação – CPF Sesc
Bela Vista: r. Dr. Plínio Barreto, 285 – 4º andar, tel.: (11) 3254-5600.

Lisboa ganha o MAAT (Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia) +

O MAAT (Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia), nova proposta cultural da Fundação EDP (Energias de Portugal) para Lisboa, é inaugurado no dia 03/10/16. Situado na beira no rio Tejo (zona ribeirinha de Belém), irá apresentar exposições nacionais e internacionais de artistas, arquitetos e pensadores contemporâneos. A programação, que refletirá grandes temas e tendências atuais, apresentará ainda diversos olhares curatoriais sobre a Coleção de Arte da Fundação EDP.
O MAAT é um projeto que coloca em comunicação um novo prédio, projetado pelo escritório de arquitetura britânico Amanda Levete Architects, e a Central Tejo, central termoelétrica do início do século 20 , um dos polos museológicos mais visitados daquele país. Os dois edifícios ficam em um parque de 38 mil m². O projeto paisagístico é de Vladimir Djurovic. O edifício terá espaços de exposição sob uma cobertura ondulante, concebida para oferecer um novo espaço público acima das galerias.
A programação começou no dia 30/06/16, nas renovadas salas da Central Tejo. No dia 05/10/16, o novo edifício abrirá ao público a primeira parte do projeto "Pynchon Park", uma instalação de Dominique Gonzalez-Foerster concebida especialmente para o espaço. Na mesma data, duas exposições entram em cartaz: "The World of Charles and Ray Eames", organizada pelo Barbican de Londres e que aborda a vida e a obra de uma das duplas de arquitetos mais influentes do século 20, e “A Forma da Forma”, da Trienal de Arquitetura de Lisboa. No dia 05/10/16, a programação durará doze horas, com espetáculos, performances, concertos e atividades educativas.
“O museu terá sete vezes mais espaço exterior do que interior. Será um hub para atrair pessoas que vêm usufruir de arte e arquitetura, mas também da relação com Lisboa e o rio, de forma única", afirma António Mexia, CEO do Grupo EDP.
|
Mais informações:
www.maat.pt

Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, de Lisboa, é apresentado em São Paulo +

O MAAT (Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia), nova proposta cultural da Fundação EDP (Energias de Portugal) para Lisboa, será apresentado aos brasileiros por Miguel Coutinho, diretor da fundação, na abertura da exposição “O Futuro Será uma Réplica”, no Consulado Geral de Portugal, em São Paulo (SP), no dia 07/09/16, às 16h. A mostra reúne obras dos portugueses Carla Filipe, Gabriel Abrantes, Grada Kilomba, Lourdes Castro e Priscila Fernandes, selecionados para participar da 32ª Bienal de São Paulo. A abertura conta ainda com a performance inédita "Jardim da Gozolândia", às 16h30, e a exibição de filmes de Grada Kilomba, às 18h30, e de Gabriel Abrantes, às 19h. Fica em cartaz até 11/12/16.
Situado na beira no rio Tejo, o museu irá apresentar exposições nacionais e internacionais de artistas, arquitetos e pensadores contemporâneos. O MAAT é um projeto que coloca em comunicação o prédio, projetado pelo escritório de arquitetura britânico Amanda Levete Architects, e a Central Tejo, central termoelétrica do início do século 20 , um dos polos museológicos mais visitados daquele país. Os dois edifícios ficam em um parque de 38 mil m². O projeto paisagístico é de Vladimir Djurovic.
A programação começou no dia 30/06/16, nas renovadas salas da Central Tejo. No dia 05/10/16, o novo edifício abrirá ao público a primeira parte do projeto "Utopia / Distopia", uma instalação de Dominique Gonzalez-Foerster concebida especialmente para o espaço. Na mesma data, duas exposições entram em cartaz: "The World of Charles and Ray Eames", organizada pelo Barbican de Londres, e “A Forma da Forma”, da Trienal de Arquitetura de Lisboa.
|
Consulado Geral de Portugal - São Paulo (SP)
Jardim América: r. Canadá, 324. Tel. (11) 3084-1800. Seg. a sáb., 10h/18h. www.consuladoportugalsp.org.br

Museu Paranaense completa 140 anos com programação especial +

O Museu Paranaense, em Curitiba, uma das instituições públicas mais antigas do Paraná, completa 140 anos neste mês. Para comemorar, serão realizadas atividades culturais abertas ao público durante todo o mês. São palestras, bate-papos, oficinas manuais e lúdicas, visitas guiadas, exposições, dança e música. Para participar das palestras, os interessados devem se inscrever no link goo.gl/zGqX3J. Todas as atividades são gratuitas. O museu foi fundado em 25 de setembro de 1876 por Agostinho Ermerlino de Leão e José Candido Murici. Guarda um acervo riquíssimo em artefatos históricos, antropológicos e arqueológicos.

|

Programação

06 a 30/09 | Intervenção em crochê do Coletivo Mãos Urbanas.

17/09 | 11h | Sarau de poesias de Wislawa Szymborska com alunos e professores da Casa da Cultura Polônia-Brasil e com a presença da tradutora Regina Przybycień.

20/09
14h às 15h | Palestra “A Importância do Museu Paranaense e o seu entorno com a memória”, com Claudio Ogliari.
15h30 às 16h30 | Palestra “Roupas e biografias: o acervo de indumentária do Museu Paranaense”, com Caroline Muller.

21/09
14h às 15h | Palestra “Etiqueta: Regras do e no Museu”, com Martha Becker.
15h30 às 16h30 | Palestra “Acervo do MP: um estudo sobre as indústrias paranaenses”, com Janaik Baum.

22/09
14h às 15h | Palestra “A modernização agrícola: ações do governo Bento Munhoz da Rocha (1951-1955)”, com Renê Wagner Ramos.
15h30 às 16h30 | Palestra “Museu Paranaense: caminhos, contextos e ações museológicas (1876-1976)”, com Ricardo Carvalho Rodrigues.

23/09
17h | Abertura da exposição “O Museu da História do Paraná: os 140 Anos do Museu Paranaense”.
17h30 | Lançamento do livro Vladimir Kozák: sentimentos de um lobo solitário, da pesquisadora Rosalice Carriel Benetti.

24/09 | 11h | Abertura da exposição "Memória das ruas: retratos dos personagens de Curitiba". Local: Museu Oscar Niemeyer

25/09 | A partir das 10h| Data do aniversário do Museu Paranaense
Workshop de Tai Chi Chuan com Rodrigo Wolff Apolloni, oficina de origami com os voluntários da ONG Dobrando Alegrias, performance da designer Jeniffer Padilha do Coletivo Mãos Urbanas, apresentações musicais com Eletro MUV, Mumbai Express, Felling Open e Nova Era Kotekitai.

27/09 | 10h | Visita guiada ao Museu Paranaense "Curiosidades e os Tesouros do MP", com Ricardo Carvalho Rodrigues.

28/09
11h | Bate-papo com a pesquisadora Rosalice Carriel Benetti sobre o livro Vladimir Kozák: sentimentos de um lobo solitário.
14h | Visita guiada ao circuito expositivo do Museu Paranaense com enfoque na Guerra do Contestado, com Flávia Rhafaela Pereira.

29/09 | 14h | Visita guiada ao Museu Paranaense "Curiosidades e os Tesouros do MP", com Ricardo Carvalho Rodrigues.

|
|

Museu Paranaense - Curitiba (PR)
São Francisco: r. Kellers, 289, tel. (41) 3304-3300. Ter. a sex., 9h/18h; sáb. e dom., 10h/16h. www.museuparanaense.pr.gov.br | www.cultura.pr.gov.br.

Mostra Olho Vídeo Art Cinema acontece em SP, BH e RJ +

A mostra Olho Vídeo Art Cinema chega a sua segunda edição com exibições em São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. São apresentados 16 títulos de artistas contemporâneos que trabalham com o cinema, produzidos nos últimos 13 anos. A curadoria de Alessandra Bergamaschi e Vanina Saracino selecionou os artistas: Ana Vaz (BR), Anri Sala (AL), Basim Magdy (EG), Ben Rivers (EN), Graeme Arnfield (EN), Fiona Tan (RI), Letícia Ramos (BR), Mihai Grecu (RO), Shingo Yoshida (JP) e Yael Bartana (IS). Em São Paulo, a mostra acontece entre os dias 29, 30/09, e 01 e 02/10, na Cinemateca Brasileira; Em Belo Horizonte nos dias 06, 07 e 08/10, no Cine 104; e no Rio de Janeiro, nos dias 17, 19 e 19/10, na Cinemateca do Museu de Arte Moderna.
|
Mais informações:
www.olho.ooo

Arqueologia na Vila de Paranapiacaba é tema de encontro +

A Biblioteca de Paranapiacaba Abia Ferreira Francisco sedia em 15/09/16, ás 13h30, a palestra “Arqueologia na Vila de Paranapiacaba – Uma Conversa sobre Patrimônio”, com o geógrafo Thiago de Moraes dos Passos. No encontro, o pesquisador fará uma exposição sobre os resultados das atividades arqueológicas realizadas. O encontro também tem por objetivo familiarizar a população sobre as competências da Arqueologia, seja no meio acadêmico ou profissional, além de apresentar a legislação pela qual ela se respalda. Também será apresentado parte do acervo resgatado durante os trabalhos de campo, promovendo o diálogo entre os pesquisadores e a população.
|
Mais informações:
Biblioteca de Paranapiacaba Abia Ferreira Francisco
Paranapiacaba: Avenida Rodrigues Alves, s/n, (11) 4439-1308.

Arnaldo Battaglini ministra curso de desenho e escultura no CPF Sesc +

O Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo recebe inscrições para o curso "Contextos:Do Desenho à Escultura: Percursos e Modalidades" com o artista Arnaldo Battaglini. As aulas são ministradas entre 27/09 e 01/10, das 15h às 17h. Tendo o desenho como pano de fundo de todo o processo, serão apresentadas experiências não convencionais realizadas na gravura em metal que se desdobraram posteriormente em esculturas e design de jóias. Além disso, serão apresentadas algumas obras originais e seus processos de execução. O curso finaliza com uma visita à obra permanente Cubo Sombra Linear, escultura de parede instalada na unidade Sesc Santana. O valor do curso varia de R$ 18 a R$ 60 e as inscrições podem ser realizadas através do site: https://centrodepesquisaeformacao.sescsp.org.br/atividade/do-desenho-a-escultura-percursos-e-modalidades
|
Mais informações:
Centro de Pesquisa e Formação Sesc
Bela Vista: Rua Dr. Plínio Barreto, 285, tel. (11) 3254-5600 . Seg. a sex., 10h/22h; sáb., e fer., 9h30 às 18h30. https://centrodepesquisaeformacao.sescsp.org.br

Governo vai endurecer monitoramento do comércio de obras de arte e antiguidades +

Leia a informação da coluna de Mônica Bergamo publicada hoje (15/09/16) no jornal "Folha de S. Paulo".

PINTURA SECA
O governo vai endurecer a partir desta quinta (15/09/16) o monitoramento do comércio de obras de arte e antiguidades no Brasil para combater lavagem de dinheiro. A presidente do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), Kátia Bogéa, assina portaria que obriga comerciantes e leiloeiros a comunicarem ao Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) todas as operações em espécie acima de R$ 10 mil.

PISO
Os comerciantes também terão que manter cadastro próprio com informações de compradores envolvidos em negociações acima do mesmo valor. E deverão ainda reportar ao governo casos de clientes que se recusem a fornecer dados, além de outros indícios de crimes, como propostas de super ou subfaturamento e de pagamento usando contas em paraísos fiscais.

PISO 2
A Operação Lava Jato já apreendeu quase 300 peças de arte com envolvidos em corrupção.

Rio de Janeiro ganha Monumento à Primeira Fotografia da América do Sul +

A Praça XV, no Rio de Janeiro (RJ), acaba de ganhar o Monumento à Primeira Fotografia da América do Sul. Oferecido ao Rio pela Prefeitura de Paris, ele faz parte do programa de comemoração dos 200 anos da Missão Artística Francesa no Brasil. Uma imagem do Paço Imperial, atribuída ao francês Louis Comte, é considerada como a primeira fotografia feita na América do Sul.
A demonstração do novo invento - na época denominado daguerreotipia - foi feita no dia 17 de janeiro de 1840 e noticiada pelo Jornal do Commercio, então principal diário carioca. No dia 20 de janeiro, o invento foi apresentado ao jovem Imperador do Brasil D. Pedro II.
Comte era capelão de um navio-escola francês e aportou no Rio apenas de passagem, mas deixou o povo brasileiro e especialmente o imperador encantados com o resultado de suas fotografias. Dois meses depois da demonstração de Comte, em março de 1840, D. Pedro II adquiriu seu primeiro daguerreótipo, tornando-se o maior divulgador da arte no país e o primeiro fotógrafo brasileiro, com apenas 15 anos de idade.
A principal imagem registrada por Comte durante sua passagem pela cidade do Rio é o daguerreótipo do Paço Imperial, que será o Monumento à Primeira Fotografia da América do Sul.

Prédios de Centro (Esther e Louvre) recebem ocupações artísticas +

Dois ícones do modernismo arquitetônico paulistano, separados por pouco mais de 100 metros, o Edifício Esther e o Edifício Louvre se conectam através de ocupações artísticas e ativações culturais. O Esther, marco do modernismo no Brasil, construído na década de 1930 por Vital Brasil, recebe na sexta-feira, 16/09/16, das 18h às 22h, 23 projetos artísticos de intervenções espalhados pelos três primeiros pavimentos do prédio. Sob curadoria de Caru Albuquerque, o projeto Concreto Armado conta com bar e um projeto de comidas da Polônia, além de instalações, videomapping, fotografia, videoarte, improvisação sonora, DJ set e VJing. Por acontecer à noite, foram selecionadas ou criadas obras para o escuro, criando um ambiente imersivo que se conectará com as luzes e o excesso de imagens das metrópoles. Serão distribuídos pôsteres colecionáveis para os participantes.
Já o projeto “Museu do Louvre Pau-Brazyl” consiste em pensar novas formas de exposição e ocupação no mezanino do edifício Louvre, projetado por Artacho Jurado na década de 1950. Até 14/10/16 os visitantes podem conferir instalações, objetos, fotografias, vídeos, ações e performances de nomes consagrados como Cao Guimarães, Burle Marx, Laura Vinci, Maurício Ianês, Pazé e Tuca Vieira, entre outros. A programação também conta com diálogos e conversas abertas com Felipe Martinez, Gabriel Kogan, Guilherme Wisnik, Ligia Nobre, Martin Smit, Mirtes Marins de Oliveira, Pablo Lafuente e Suely Rolnik.
|
Mais informações:
Concreto Armado - Edifício Esther
República: Praça da República, 80, 1º , 2º e 3º andar.
|

Museu Do Louvre Pau-Brazyl - Edifício Louvre – mezanino
República: av. São Luís, 192 – São Paulo – SP.
www.louvrepaubrazyl.org

Porto Alegre ganha edifício com fachada assinada pela artista Heloísa Crocco +

As cidades contemporâneas vivem um processo cultural com foco nas emoções urbanas. Foi pensando nesse contexto que os arquitetos Márcio Carvalho e Ricardo Ruschel tiraram a ideia de construir um edifício residencial que explorasse as intersecções entre a arte e a arquitetura. Com intuito de estimular as relações espaciais e a experiência visual, eles se juntaram a artista gaúcha Heloísa Crocco para lançar em setembro de 2016 o edifício "Iguaçu", em Porto Alegre.

O projeto é um empreendimento residencial de dimensões artísticas que dialoga com a cidade como um corpo urbano vivo. A fachada do empreendimento de 11 pavimentos é envolvida por camadas de relevo em aço cortem perfurado com grafismos de temas orgânicos para dentro e para fora da construção, revelando de forma simultânea, uma obra de arte para o interior do apartamento e para a cidade. A construção, que deve ficar pronta em 2019, se projeta na nova metodologia de ver e pensar a cidade.