destaques
conteúdo
publicidade
curtas

Aura Arte Contemporânea realiza 1º Leilão On-line Beneficente - Porto Alegre/RS +

A Aura Arte Contemporânea, em Porto Alegre (RS), realiza o 1º Leilão On-line Beneficente da Aura entre os dias 12 e 15/12/16 (até as 19h), em prol da Fundação Pão dos Pobres (www.paodospobres.org.br), voltada ao apoio a crianças e adolescentes em situação vulnerável. São 34 lotes, os quais podem ser acessados por meio do site www.aura.art.br/exposicoes/1-leilao-beneficente-da-aura. São trabalhos de artistas como Bethielle Kupstaitis, Lívia Auler, Mauricio Planel, Samy Sfoggia, Osvaldo Carvalho e Viviane Teixeira (os dois últimos com participações no Salão dos Artistas Sem Galeria, promovido por este Mapa das Artes). Os lances devem ser realizados pelo e-mail info@aura.art.br. Os pagamentos podem ser feitos via transferência bancária ou boleto. O frete deve ser pago à parte.
|
Na foto, detalhe de obra de Osvaldo Carvalho.

Masp anuncia programação de exposições para 2017 +

O Masp anunciou a programação de exposições para 2017. O tema da sexualidade permeia a maioria das mostras. Dez já estão confirmadas, entre coletivas e individuais, todas idealizadas e produzidas pela equipe curatorial e demais núcleos do museu.

|

Coleção Masp Landmann
De janeiro a agosto
Curadora: Márcia Arcuri, curadora-adjunta de arte pré-colombiana
A coleção Edith e Oscar Landman é uma das principais coleções de arte de arte pré-colombiana da América Latina e parte de seu acervo foi cedido em comodato ao museu por 10 anos. A coleção Masp Landman, composta por cerca de 900 obras, cobre um arco temporal de quase 2.500 anos (1000 a.C. ao século 16) com peças em diversos suportes.

Avenida Paulista
De 16/02/17 a 04/06/17
Curadores: Adriano Pedrosa, diretor artístico; Fernando Oliva, curador; Tomás Toledo, curador; Luiza Proença, curadora; Camila Bechelany, curadora-assistente.
A avenida Paulista é um dos principais marcos da cidade de São Paulo e constitui um entrecruzamento de atividades, ocupações e públicos. A exposição, com obras históricas e trabalhos comissionados, pretende não apenas refletir sobre as histórias, a paisagem e a arquitetura da avenida, mas também abordar alguns temas importantes de seu cotidiano, como os projetos arquitetônicos, os protestos políticos e os usos privados e públicos da avenida. Artistas convidados: Ana Luisa Dias Batista, Luiz Roque, Dora Longo Bahia, Cinthia Marcelle, Lais Myrrha, Rubens Mano, Marcius Gallan, Graziela Kunsch, Renata Lucas, Rochelle Costi, André Komatsu, Daniel de Paula, Ibã Sales, Marcelo Cidade e Mauro Restiffe.

Teresinha Soares
De 27/04/17 a 06/08/17
Curadores: Rodrigo Moura, curador-adjunto de arte brasileira; e Camila Bechelany, curadora-assistente.
Teresinha Soares (Araxá, 1927) é uma das principais artistas que trabalhou com questões relacionadas à mulher no Brasil nos anos 1960 e 1970. Sua obra tem um caráter contestatório, transgressivo e abertamente erótico. Essa primeira retrospectiva dela em um museu reúne pinturas, desenhos, instalações e objetos, além de registros de performances e vasta documentação. Embora seu trabalho seja ainda pouco conhecido do grande público brasileiro, ela tem cada vez mais participado de exposições internacionais que a contextualizam no marco da nova figuração dos anos 1960, bem como no da arte política.

Wanda Pimentel
De 18/05/17 a 17/09/17
Curadores: Adriano Pedrosa, diretor artístico; e Camila Bechelany, curadora-assistente.
Wanda Pimentel (Rio de Janeiro; 1943) trabalha com o universo feminino em pinturas que revelam o ambiente doméstico, no qual objetos do cotidiano parecem interagir com fragmentos do corpo da mulher. A exposição no Masp contempla uma seleção de pinturas da série “Envolvimento”, do final dos anos 1960 e início dos 1970, que apresenta cenas de interiores sempre a partir de uma perspectiva intimista.

Henri de Toulouse-Lautrec
De 29/06/17 a 01/10/17
Curadores: Adriano Pedrosa, diretor-artístico; e Luciano Migliaccio, curador-adjunto de arte européia.
Henri de Toulouse-Lautrec (1864-1901) é um artista central do pós-impressionismo francês, cuja obra retrata uma viva crônica da Paris do final do século 19. Inteiramente organizada e produzida pelo Masp, a exposição apresenta uma seleção das mais emblemáticas pinturas de Toulouse-Lautrec, tais como desenhos e gravuras da vida noturna parisiense, com personagens boêmios, decadentes, sensuais e ambíguos, em cenas noturnas, cabarés, casas de concerto e nas maisons closes. O Masp possui a maior e mais importante coleção de trabalhos do artista na América Latina e é a partir dela que se constrói o conjunto apresentado na mostra.

Miguel Rio Branco
De julho a outubro
Curadores: Adriano Pedrosa, diretor-artístico; e Tomás Toledo, curador.
A exposição de Miguel Rio Branco (Las Palmas de Gran Canaria; 1946) reúne um dos mais importantes corpos de obra do artista, em uma seleção das fotografias feitas no bairro do Maciel, no Pelourinho, em Salvador (BA), no final dos anos 1970. Nessas imagens, fundamentais para a construção do seu vocabulário artístico, Rio Branco retrata a prostituição instalada nos antigos casarões coloniais baianos, seus personagens e suas histórias, humanas e violentas, registrando com lirismo e exuberância visual a relação entre sociedade, sexualidade, história e cidade. A exposição traz cerca de 40 fotografias do período.

Pedro Correia de Araújo
De 25/08/17 a 18/11/17
Curador: Fernando Oliva.
Pedro Correia de Araújo (Paris,1874 – Rio de Janeiro, 1955) foi um importante pintor e professor de sua época, tendo inclusive dirigido a Academie Ranson, em Paris, e participado dos grupos de vanguarda com Picasso, Matisse, Rivera, entre outros. De volta ao Brasil, em 1929, fixa-se no Rio de Janeiro e também participa ativamente dos círculos modernos do país, tendo convivido com Portinari, Guignard, Di Cavalcanti e Ismael Nery. É abordada uma das facetas mais pungentes da obra dele: a vida noturna, a boemia e seus personagens.

Guerrilla Girls
De 28/09/17 a dezembro de 2017
Curadores: Adriano Pedrosa, diretor artístico; e Camila Bechelany, curadora assistente.
O coletivo Guerrilla Girls foi criado nos anos 1980 e é uma das principais vozes sobre a participação das mulheres no mundo da arte. Por meio de performances e da utilização de cartazes sobre sexismo e racismo, o coletivo destaca não apenas o fato de que as mulheres artistas foram ativamente excluídas do "cânone" da arte, mas também foram exploradas como temas na história da arte, muitas vezes em nus. A exposição dos cartazes de Guerrilla Girls no Masp cria uma nova reflexão sobre o tema da sexualidade e da afirmação dos gêneros na sociedade contemporânea.

Histórias da Sexualidade
De 19/10/17 a 09/02/18
Curadores: Adriano Pedrosa, diretor artístico; Lilia Schwarcz, curadora-adjunta de histórias; Pablo León de la Barra, curador adjunto de arte latino-americana; Tomás Toledo, curador; e Camila Bechelany, curadora assistente.
A mostra reúne múltiplas representações do tema da sexualidade, organizadas em torno de núcleos temáticos.

Tunga
De 14/12/17 até 2018
Curadores: Adriano Pedrosa, diretor artístico; e Tomás Toledo, curador.
Tunga (Palmares, Pernambuco,1952 – Rio de Janeiro, 2016) é um artista central na história da arte brasileira. Em quase meio século de produção, constituiu uma obra com referências a um universo simbólico único. A mostra traz obras que lidam com o desejo e o erotismo. Reunindo trabalhos em diferentes formatos, como desenhos, esculturas e filmes, a retrospectiva é a primeira grande exposição do artista em uma grande instituição brasileira desde o recente falecimento do artista.

|

Masp – Museu de Arte de São Paulo
Cerqueira César: av. Paulista, 1.578, tel. 3149-5959. Ter., qua., sex., sáb., dom. 10h/18h; qui. 10h/20h. R$ 30 e R$ 15. Estudantes, professores e maiores de 60 anos pagam meia entrada. Grátis às terças e para menores de 10 anos. www.masp.art.br

Pivô promove mostra relâmpago e seminário sobre o medo +

A artista dinamarquesa Marie Kølbæk Iversen promove entre os dias 09 e 12/12/16, no Pivô, a exposição coletiva e seminário “Via Além – Técnicas e Visões”, exposição relâmpago e seminário que discute a exploração do medo. Os eventos, que marcam o término de residência artística no espaço, contam com a participação de artistas, curadores, escritores e terapeutas brasileiros e europeus que contribuem com obras de arte e falas abertas, a fim de investigar a potência transformadora do medo. O simpósio acontece no sábado, dia 10/12, da 13h30 até 17h com contribuições de: Julia Rebouças, Rivane Neuenschwander, Júnia Rjeille Cordeiro, Guattari Reading Circle, Jørgen Vestergaard, and Marie Kølbæk Iversen. O encontro ocorre dentro da exposição curada pela dinamarquesa, com trabalhos de Balthazar Berling, Glenn Christian, Lea Porsager, Rolf Nowotny, Ovartaci e Marie Kølbæk Iversen. A exposição abre 09/12, da 13h às 19h. Imediatamente após o simpósio, às 17h, Marie Kølbæk Iversen lança “If Earth were a Body, Borders would be Wounds”, livro da obra “Mirror Therapy” presente na exposição. O lançamento será no Restaurante La Central, ao lado do Pivô.
|
Mais informações:
Pivô
Centro: Edifício Copan, av. Ipiranga, 200, bloco A, loja 54, tel. (11) 3255-8703. www.pivo.org.br

Editora Cobogó realiza promoção de livros com 30% de desconto +

A editora Cobogó, do Rio de Janeiro (RJ), realiza até 18/12/16 uma promoção de livros de arte, arquitetura, cinema, dança, entrevistas, infantil, moda, música e teatro com 30% de desconto e frete grátis. As compras online podem ser realizadas por meio do link
http://us11.campaign-archive1.com/?u=cab5c71bee560855d0e338c92&id=01afb2ce0c&e=0a8bf22017

Canson lança nova linha de papéis +

A Canson acaba de lançar uma nova linha de papéis, a L’Aquarelle Canson Héritage. O produto é 100% de algodão, sem branqueadores ópticos e sem compostos de origem animal, fabricado artesanalmente em forma redonda, homogêneo, formado por fibras multidirecionais, tem alta performance em manutenção da umidade e na valorização das cores, textura macia e aveludada, rebarbas naturais cortadas à mão e assinatura de autenticidade. “A Canson completa 460 anos de existência. Oferecer um papel com a qualidade do Héritage para os artistas da aquarela é muito emblemático", diz o diretor da Canson Brasil, Fredéric Darrigan.
O processo de fabricação utilizado no L’Aquarelle Canson Héritage é ancorado em técnicas tradicionais apuradas e valorizadas no meio artístico, melhoradas e adicionadas de novas tecnologias. Isso o inclui no pequeno e seleto grupo de papéis artísticos. Por conta disso, esses papéis oferecem suporte tanto a recursos clássicos de pintura e ilustração como se prestam a experimentações.

Galeria paulistana Luisa Strina abriga 11º Leilão de Parede +

A Galeria Luisa Strina, em São Paulo (SP), abriga em 13/12/16, das 19h às 22h, o 11º Leilão de Parede, em prol da Associação Civil Anima. São obras de cerca de 45 artistas, entre eles Albano Afonso, Beto Shwafaty, Cildo Meireles, Hector Zamora, Jarbas Lopes e Sandra Cinto
|
Galeria Luisa Strina - São Paulo (SP)
Jardins: r. Padre João Manuel, 755, tel. (11) 3088-2471.
www.galerialuisastrina.com.br

Jochen Volz é o curador da participação brasileira na Bienal de Veneza +

A Fundação Bienal de São Paulo nomeou o alemão Jochen Volz (1971) como curador da participação oficial brasileira na 57ª Bienal Internacional de Arte de Veneza (Itália), que ocorre de 13/05/17 a 26/11/17. Volz também é curador da 32ª Bienal de São Paulo (em cartaz até 11/12/16). Ele dirigiu ainda a programação da Serpentine Galleries em Londres e atuou como diretor artístico do Instituto Inhotim. Foi curador do Portikus, em Frankfurt, cocurador da mostra internacional da 53ª Bienal de Veneza (2009) e da 1ª Aichi Triennial, em Nagoya (2010), e curador convidado da 27ª Bienal de São Paulo (2006).
O pavilhão do Brasil, construído em 1964, é o espaço no qual o próprio país escolhe e expõe artistas que a cada nova edição o representam. Desde 1995, a responsabilidade por essa escolha foi outorgada pelo governo brasileiro à Fundação Bienal de São Paulo. As participações brasileiras no evento são organizadas em colaboração conjunta entre o Ministério das Relações Exteriores, o Ministério da Cultura, por meio da Fundação Nacional de Artes (Funarte), e a Fundação Bienal de São Paulo.

Livro resgata produção do crítico Francisco Bittencourt +

Um dos mais importantes e atuantes críticos de arte do Brasil na década de 1970, o gaúcho Francisco Bittencourt (1933-1997) tem sua produção reunida pela primeira vez no livro “Francisco Bittencourt: Arte-Dinamite” (Editora Tamanduá Arte; 550 págs.; formato 160cm x 230cm; R$ 60), organizado pela curadora e crítica de arte Fernanda Lopes e pelo escritor Aristóteles Angheben Predebon, detentor dos direitos de publicação da obra do crítico. O lançamento é em 10/12/16, às 16h, no Paço Imperial, no Rio de Janeiro (RJ), seguido de debate com os organizadores e o crítico de arte Frederico de Morais.
Com cerca de 550 páginas, o livro apresenta um amplo panorama da produção de Bittencourt, que escreveu no “Jornal do Brasil” e na “Tribuna da Imprensa”, no Rio de Janeiro, e no “Correio do Povo”, no Rio Grande do Sul.
Há, ainda, uma entrevista concedida ao crítico a António Celestino, em 1975, publicada no jornal “Tribuna da Imprensa”.
Bittencourt foi um dos principais nomes da crítica de arte no Brasil, mais especificamente no Rio, durante os anos 1970. Foi um dos mais importantes defensores e divulgadores da geração de artistas plásticos que surgia e se consolidava naquela época, como Antonio Manuel, Anna Bella Geiger, Artur Barrio, Ascanio MMM, Cildo Meireles, Ivald Granato, Lygia Pape, Raymundo Colares, entre outros. É dele uma das expressões mais marcantes usadas até hoje para se pensar a produção artística brasileira nos anos 1970: “Geração Tranca-Ruas”.
O livro revela um rico panorama de sua obra, além de parte importante da história da arte e da crítica de arte no Brasil. Os organizadores realizaram uma ampla pesquisa de textos nos veículos de comunicação nos quais Bittencourt atuou e selecionaram cerca de 130 publicações que mostram os diferentes aspectos de sua produção crítica.No jornal “Tribuna da Imprensa”, ele escreveu a coluna semanal “Artes Plásticas”, entre 1974 e 1979. No “Correio do Povo”, colaborou com textos semanais entre 1975 e 1979. Ainda na década de 1970, trabalhou como interino no “Jornal do Brasil”.
|
Paço Imperial - Rio de Janeiro (RJ)
Centro: Praça XV de novembro, 48, tel. (21) 2215-2093.

Confira os top10 estandes da Feira NADA em Miami +

O site ArtNet fez uma seleção dos top10 estandes da feira de arte NADA, que ocorreu paralelamente à Art Basel, entre os dias 01 e 04/12/16, em Miami Beach. A NADA - A New Art Dealers 'Alliance se concentra na produção de novos artistas e em jovens galerias. Neste ano participaram 110 galerias de 17 países, sendo que 43 dos expositores participaram do evento pela primeira vez. A feira se transformou no principal evento satélite da Art Basel, localizada no idílico Deauville Hotel em North Beach, com uma maravilhosa vista para o mar e para os coqueiros que balançavam preguiçosamente. Os art advisers de importantes coleções - a conselheira Lisa Schiff e o curador Klaus Biesenbach -, fizeram uma seleção dos melhores estandes da feira, e colocaram os artistas brasileiro Pedro Wirz (selecionado no 1º Salão dos Artistas Sem Galeria ) e Gabriel Lima em primeiro lugar na lista dos top10. Seus trabalhos foram exibidos, juntamente com os do artista Phillip Metten, no estande Kai Matsumiya Gallery, de Nova York.

Confira a lista completa:

1. Kai Matsumiya, Nova Iorque

Mostrando obras de artistas brasileiros Pedro Wirz e Gabriel Lima, bem como peças de Phillip Metten, o estande da galeria de Nova York se destacaram por sua paleta de cores, conceitualmente fundamentada entre a cor e luminosidade. "Eu sinto que é bom", disse o galerista Kai Matsumiya à artnet News quando perguntado sobre o clima na feira. "É uma feira forte que pode ficar sozinha e não precisa necessariamente competir com a Art Basel".


2. Kayne Griffin Corcoran, Los Angeles

3. James Fuentes, Nova Iorque

4. Proyectos Ultravioleta, Cidade da Guatemala

5. Union Pacific, Londres

6. Rachel Uffner, Nova Iorque

7. Galeria da Noite, Los Angeles

8. Capital, São Francisco

9. Raster, Varsóvia

10. Queer Thoughts, Nova York / What Pipeline, Detroit

Instituto da Cultura Árabe promove palestras sobre a Civilização Islâmica +

O Instituto da Cultura Árabe promove em 08/11/16 a 14/12/16 o Ciclo de Palestras “Temas da Civilização Islâmica”, no auditório da Livraria Martins Fontes. Serão oito conferências com especialistas que apresentarão a cultura árabe e islâmica além dos estereótipos. A coordenação é de Heloisa Abreu Dib Julien. Inscrições pelo site www.icarabe.org ou no local antes da palestra. Veja a programação abaixo:
|
08/11, das 14h30 às 16h30 - Mulheres Árabes Como “Odaliscas”: Uma Imagem Construída Pelos Ocidentais, com Marcia Dib.
Através da análise das pinturas orientalistas, será abordado o contexto social e artístico no qual a mulher árabe foi vinculada a haréns misteriosos, sendo representada como uma “odalisca” passiva, seminua e silenciosa. Afinal, quem seriam as odaliscas? Qual é a estrutura social de um harém? Odaliscas são dançarinas?
-
Entre 22 e 23/11, das 19h30 às 21h30 - Palácios Árabes: do Califado de Damasco ao Sultanado De Granada – Parte 1 e Parte 2, com Plinio Freire.
As duas palestras percorrerão os monumentos que permitiram àquele povo saído do deserto criar uma nova civilização. Aprenderemos assim a reconhecer influências arquitetônicas herdadas de antigas cortes orientais – egípcias, mesopotâmicas, persas. Veremos também as razões que levaram as dinastias islâmicas a construírem capitais artificiais, como Baghdad e a Medina Azahra. Ou ainda autênticos sacrários do requinte e da opulência, como a Alhambra. Os palácios árabes continua a nos fascinar como uma das mais bem realizadas celebrações ao poder, ao saber e à fé.
-
22/11, das 14h30 às 16h30 - A Arte Nos Palácios da Síria: Danças e Música, com Marcia Dib.
Samah é o nome dado ao conjunto das danças praticadas em palácios. Como movimentos amplos e suaves, são consideradas uma das precursoras do ballet clássico ocidental. Neste encontro serão mostrados o contexto onde a dança floresceu, assim como as características das músicas eruditas, sobre as quais as coreografias são elaboradas.
-
28/11, das 14h30 às 16h30 - Povos Beduínos da Síria: Cotidiano e Arte, com Marcia Dib.
Você acha que os beduínos constituem povos isolados e primitivos? Que engano! Venha conhecer a influência do meio físico e do cotidiano sobre as artes dos beduínos da Síria, principalmente sobre suas músicas e danças.
-
29/11, das 14h30 às 16h30 - O Pavão, A Rosa e A Trama: Esplendores da Tapeçaria Persa, com Plinio Freire.
Fruto de uma tradição milenar, a tapeçaria persa teve várias personificações ao longo da história. De utensílio imprescindível na vida nômade a fonte de prestígio nas cortes mais requintadas, os tapetes costumam se expressar por meio de fascinantes regularidades geométricas. Mas tal linguagem, quase inteiramente abstrata, veicula significados que ainda podemos decifrar. A conferência visa reconstituir o panorama onde este precioso gênero artístico surgiu e prevaleceu. Veremos por que a Pérsia se notabilizou, desde a Antiguidade, como a terra dos tapetes. Veremos também como estes jardins de seda, lã e algodão se difundiram pelo mundo, figurando em contextos tão diversos como mosteiros tibetanos, haréns turcos e pinturas renascentistas.
-
08/12, das 19h30 às 21h30 - Iluminuras Islâmicas, com Plinio Freire.
O atentado à sede parisiense do Charlie Hedbo, em janeiro de 2015, foi o ponto culminante de uma série de contendas legais, ameaças e ataques promovidos em nome do Islam. A controvérsia colocou, de um lado, desenhos considerados ofensivos aos muçulmanos; e, de outro, a liberdade de expressão como valor fundamental da democracia. Mas o que faz da caricatura uma agressão à fé? Como sua linguagem visual escrachada e seu deliberado non sense podem “insultar” a Deus? Ou ainda, em que medida o sentimento religioso pode conviver com a sátira? Seria a religião a antítese da liberdade?
-
14/12, das 19h30 às 21h30 - Delacroix no Marrocos: Um Outro Orientalismo?, com Ana Beatriz Demarchi Barel.
Souvenirs d'un voyage dans le Maroc, relato de Delacroix em sua viagem ao Marrocos, em 1832, apresenta dados extremamente relevantes no que diz respeito à representação de um povo por um dos mais complexos autores/artistas do Romantismo francês. Em seu relato, onde a questão da representação do Oriente é discutida incessantemente, encontramos reflexões tanto sobre a relação entre a França e os países do Maghreb, quanto sobre a percepção dos povos desses mesmos países.
|
Mais informações:
Auditório da Livraria Martins Fontes,
Cerqueira Cesar: av. Paulista, 509, tel.: (11) 2167-9900 (metrô Brigadeiro).

Casa das Artes promove Café da Manhã especial de fim de ano +

A Casa das Artes promove no dia 17/12/16, das 11h às 15h, mais uma edição do seu tradicional Café da manhã. Nesta última edição do ano, o evento conta com uma exposição especial de Pequenos Formatos, versão muito apreciada para as festividades de fim de ano. Além dos trabalhos expostos, o acervo apresenta também outras obras de dimensões e preços mais acessíveis.
|
Mais informações:
Casa das Artes Galeria
Higienópolis: r. Bahia, 871, tel. (11) 3661-9595. Seg. a sex., 11h/19h; sáb., 10h/15h. www.casadasartes.com.br

Leilão Bossa Nova tem sua primeira edição no Rio de Janeiro +

A primeira edição do Leilão Bossa Nova ocorre em 12/12/16, às 20h, no Bossa Nova Mall do espaço Business Center, no Rio de Janeiro. O coquetel de inauguração, que acontece em 05/12/16, das 16h às 21h, apresenta as 200 obras que serão apregoadas em exposição, com destaque para os artistas Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Volpi, Portinari, Antonio Dias, Rubens Gerchman, Lygia Clark, Ismael Nery, Vik Muniz, entre outras. A mostra fica aberta ao público entre 06 e 11/12, das 08h às 22h e, diariamente, ocorre uma visita guiada às 14h e às 16h – interessados confirmar presença por e-mail contemporartecompany@gmail.com. Um mesa redonda integra a programação , sob o tema “A Importância dos Leilões no Mercado das Artes” e mediação da jornalista Kika Gama Lobo e Claudio Valansi. Participa o colecionador Fabio Szwarcwald, membro do Conselho Internacional do New Museum, Diretor do Parque Lage e membro do Comitê de aquisições do MAM Rio e o marchand Max Perlingeiro, diretor da Pinakotheke Cultural RJ. Inscrições: contemporaryecompany@gmail.com .
O leilão é realizado em apenas uma noite, com o leiloeiro oficial Horário Ernani, e todos os lotes poderão ser lançados presencialmente ou on-line através do iArremate, ou pelos telefones: + 55 (21) 2303-7280 / 2303-7281 / 2303-7282.
|
Mais informações:
Espaço Business Center, Bossa Nova Mall
Centro: av. Almirante Silvio de Noronha, 365, Rio de Janeiro - RJ (Ao lado do aeroporto Santos Dumont). Tel.: (21)2303-7280 .

Eduardo Kac cria a primeira obra de arte no espaço +

Desde abril de 2016, o artista brasileiro pioneiro da arte digital, arte holográfica, arte da telepresença e da bioarte, Eduardo Kac, vem preparando o astronauta francês Thomas Pesquet para desenvolver a performance artística “Inner Telescope” na estação espacial internacional, em uma zona livre de gravidade. Partindo em 17/11/16, no foguete Soyuz-FG, em Baikonur, no Cazaquistão, Pesquet está próximo de criar uma obra em papel, que remete a palavra francesa “Moi”, um instrumento escultural de observação e reflexão poética, que lança novos paradigmas sobre nossa relação com o mundo e nossa posição no universo. O trabalho será criado inteiramente no espaço, e será fotogrado flutuando livremente com o Planeta Terra ao fundo. Terráqueos poderão ver tudo mais de perto em mostras no ano que vem na sede do CNES, a agência espacial francesa, em Paris, e depois na Galeria Luciana Caravello, no Rio.

Salão dos Artistas Mortos recebe inscrições +

A 1ª edição do Salão dos Artistas Mortos, promovida por este Mapa das Artes (www.mapadasartes.com.br), recebe até 13/04/2017 inscrições de familiares, detentores de direitos, colecionadores ou mantenedores de acervos de artistas falecidos e que estejam interessados em apresentar parte da produção desses artistas em uma exposição coletiva em galeria comercial de São Paulo em 2017. O Salão tem como objetivo avaliar, selecionar, exibir, documentar, divulgar e, principalmente, recuperar a memória desses artistas que já partiram para um plano superior e cuja produção esteja momentaneamente relegada ao ostracismo ou ao esquecimento. Serão selecionados entre cinco e dez artistas, a depender do número de inscrições, da qualidade de suas produções e disponibilidade de obras para exibição e comercialização. O regulamento está disponível na seção Salões deste Mapa das Artes: http://mapadasartes.com.br/saloes.php

Semana de Museus 2017 recebe inscrições +

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) recebe inscrições de atividades para a 15ª Semana de Museus, que ocorre entre os dias 15 e 21/05/17 a partir do tema “Museus e Histórias Controversas – Dizer o Indizível em Museus”. O evento celebrar o Dia Internacional de Museus (18 de maio).
Para participar, o museu ou instituição cultural interessada deve programar atividades em torno do tema (exposições, visitas monitoradas, shows, palestras etc.) e inscrevê-las até 03/03/17 via formulário eletrônico disponível no site www.museus.gov.br.
As atividades ocorrem sob a responsabilidade da própria instituição que as inscrever. Ao Ibram cabe a mobilização do setor e a divulgação nacional da temporada cultural, além da produção da identidade visual, de texto de referência sobre o tema e do Guia da Programação, no qual o público pode encontrar informações sobre todos os eventos.
A Semana de Museus completa 15 anos em 2017. Na primeira edição (2003) foram 57 museus e instituições envolvidos, enquanto na última edição (2016) chegou-se a 1.236 participantes.
O Ibram também apresenta os resultados da pesquisa sobre a Semana de Museus 2016, realizada anualmente desde 2011. Os resultados estão disponíveis em:
www.museus.gov.br/wp-content/uploads/2016/11/Pesquisa_14SNM_2016.pdf
|
Mais informações:
tels. (61) 3521-4142 / 4135.
semana@museus.gov.br

ArtRio Carioca reúne 20 galerias do Rio de Janeiro (RJ) +

A 1ª edição da ArtRio Carioca ocorre entre os dias 08 e 11/12/16 no shopping VillageMall, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ), com participação exclusiva de cerca de 20 galerias da cidade, as quais apresentam obras de importantes artistas modernos e contemporâneos. Reconhecido pela forte vocação cultural, o Rio tem um público crescente de exposições e eventos de artes plásticas. No último ano, dez galerias iniciaram atividades na cidade. Na edição de 2016 da ArtRio (6ª edição), entre as 11 galerias que estrearam no evento, nove eram cariocas. Com a nova feira, que conta também com ciclo de palestras, a plataforma ArtRio amplia o calendário anual de ações. O evento ainda conta com a exposição “Em Torno da Escultura”, com curadoria de Vanda Klabin.
-
Galerias participantes da ArtRio Carioca:
A Gentil Carioca
Anita Schwartz Galeria de Arte
Artur Fidalgo Galeria
Athena Galeria de Arte
Athena Contemporânea
Colecionador Escritório de Arte
Galeria da Gávea
Galeria Ipanema
Galeria Movimento
Galeria Nara Roesler
Gustavo Rabello Arte
Lurixs: Arte Contemporânea
Marcia Barrozo do Amaral Galeria de Arte
Mul.ti.plo Espaço Arte
Pinakotheke
Silvia Cintra + Box 4
Um Galeria
UQ! Editions
Arte Clube Jacaranda

|

Dia 08/12/16 – Quinta-feira
14h30 às 22h30 – Preview para convidados

Dia 09/12/16 – Sexta-feira
14h30 às 22h30 – Aberto ao público

Dia 10/12/16 – Sábado
14h30 às 16h30 – Exclusivo para convidados
16h30 – Aberto ao público
Até 22h30

Dia 11/12/16 – Domingo
14h30 às 16h30 – Exclusivo para convidados
17h – Aberto ao público
Até 21h

|

Shopping VillageMall – Rio de Janeiro (RJ)
Av. das Américas, 3.900, área de eventos (subsolo).
www.artrio.art.br

4ª edição da feira Artigo Rio ocorre em shopping na Barra da Tijuca +

A 4ª edição da feira Artigo Rio, no Rio de Janeiro (RJ), ocorre entre os dias 16/11/16 (preview para convidados) e 20/11/16 na Barra da Tijuca, em um novo empreendimento, o Vogue Square, um shopping de luxo, que reúne um centro gastronômico com curadoria de Ricardo Amaral, um evento da Casa Cor, o Vogue Gourmet, um hotel de Lenny Niemeyer com centro de convenções, fitness club, quadras de tênis e Bodytech.
A feira, produzida por Alexandre Murucci, reúne 15 galerias nacionais e estrangeiras, como a porteña-suíça C-Arte, a francesa Navarro Art Contemporain (Mônaco), a Fortress (NY) e a alemã Essenz. O evento foca em obras com valores mais acessíveis, visando a formação de novos colecionadores e consumidores, além de permitir espaço para jovens artistas e novas galerias. Os preços dos trabalhos partem de R$ 500 - 40% custa até R$ 5 mil.
Há ainda trabalhos pouco vistos no mercado, como a obra “Cadeau”, de Man Ray, uma serigrafia de Mondrian editada pela icônica galerista francesa Denise René, além de Jeff Koons, Los Carpinteros, Alekssandra Mir e Gilbert and George. Entre os brasileiros, obras de Vik Muniz, Adriana Varejão, Gerchmann, Anna Maria Maiolino, Osvaldo Gaia, Túlio Pinto, Sang, Evandro Soares, Alexandre Monteiro e Regina Cabral de Mello.
Outra novidade da feira deste ano é a Artigo Pop-Up, com a permanência das galerias durante novembro e dezembro e uma agenda de seminários e workshops, no Fórum Artigo, com a artistas, colecionadores, curadores e restauradores.
Há ainda uma programação de performances e instalações. O catalão Sergi Arbusà, do Coletivo Penique Productions, vai criar uma instalação, já vista na Europa, na qual o público pode interagir num imenso espaço inflável. O austríaco Manfred Kielnhofer mostra uma instalação com seus “Time Guardians” e o paranse Rafael Bqueer apresenta a performance “Alice au Limoges!”.
Complementam a programação joias de Yara Figueiredo e móveis da Mameluca Design, de Nuno Franco e Alessandra Clark, sucesso na última Bienal de Arquitetura de Veneza.
As galerias vão ocupar lojas dentro do shopping e não estandes. A expectativa é receber 20 mil visitantes.
|
Galerias:
C-Arte Galeria (B.Aires)
Ernani Contemporânea
Galeria Oriente
Hashtag Galeria
Imagemgrafia
Fortress (NY)
Essenz Galerie (Dusseldorf)
Luiz Fernando Landeiro Galeria de Arte (Salvador)
Marcia Zoé Escritório de Arte
Navarro Art Contemporain (Mônaco)
NMO Arts
H. Rocha Galeria de Arte
Pixel Arte
Simone Cadinelli Escritório de Arte
W.Jung Galeria
Espaço Gema
|
Artigo Rio Feira de Arte Contemporânea
Abertura para convidados: 16/11/16, às 18h
Evento aberto ao público: de 17 a 20/11/16
Artigo Pop-up: de 17/11/16 a 30/12/16
Qua. a Dom., 13h/22h; sáb., 10h/22h
|
|
Av. das Américas, 8.585, estação BRT Santa Monica Jardins

8ª edição do Salão dos Artistas Sem Galeria divulga selecionados +

A 8ª edição do Salão dos Artistas Sem Galeria, promovido pelo impresso e portal Mapa das Artes (www.mapadasartes.com.br), definiu os dez selecionados de sua edição 2017. Foram selecionados Lula Ricardi (SP), Maura Grimaldi (SP), Jefferson Lourenço (MG), Marcelo Barros (SP), Gunga Guerra (Moçambique/RJ), Marcelo Pacheco (SP), Luciana Kater (SP), Cesare Pergola (Itália/SP), Juliano Moraes (GO) e Cristiani Papini (MG). Os dez artistas foram escolhidos entre 194 inscritos pelo júri formado por Adriana Duarte (galerista capixaba da paulistana Casa da Xiclet), Paula Alzugaray (jornalista e editora da revista “Select”) e Rodrigo Editore (galerista e sócio da também paulistana Casa Triângulo). Os dez artistas participarão de duas exposições em São Paulo (nas galerias Sancovsky e Zipper; entre 12/1/17 e 11/2/17), em Belo Horizonte (Galeria Orlando Lemos, entre 11/3/17 e 22/4/17) e em Goiânia (Potrich Arte Contemporânea; de 6/5/17 a 3/6/17). O Salão também já negocia com a galerista carioca Patricia Costa uma exposição em sua galeria em Copacabana, nos meses de junho e julho de 2017, a depender do interesse dos artistas. A 8ª edição do Salão recebeu 194 inscrições, o que corresponde a 13% de aumento em relação à edição anterior, quando se inscreveram 172 artistas. As inscrições ficaram abertas entre 29/8/16 e 4/11/16. Os dez selecionados receberão um pró-labore de R$ 600,00 cada para despesas com o envio e retirada de suas obras de São Paulo. O Salão oferecerá ainda nesta edição dois prêmios, nos valores de R$ R$ 1.500,00 e R$ 1.000,00, aos dois artistas que mais se destacarem nas exposições em São Paulo.

Conheça as 20 feiras que agitam Miami no período da Art Basel +

Há 15 anos atrás, quando a Art Basel decidiu criar um feira nos Estados Unidos com foco na America Latina, o grupo nem imaginavam que Miami viria a se transformar no maior polo de feiras de arte do mundo. Durante pouco mais de uma semana, o calendário anual de feiras de arte é encerrado na cidade com mais de 20 feiras de arte, das quais participam galerias de todo o mundo, exibindo seus melhores artistas e suas principais apostas conceituais e comerciais. Só do Brasil, participam 29 galerias.
O Mapa das Artes criou uma lista com as principais feiras de arte que ocorrem na cidade na primeira semana de dezembro, com informações de local, horários e valores. A cidade criou um sistema especial de transporte gratuito para os dias dos eventos (http://www.miamibeachfl.gov/Transportation/scroll.aspx?id=81810). Confira a lista de feiras abaixo.
A prestigiosa feira de arte Art Basel Miami Beach 2016 é o satélite de outras feiras importantes como a Untitled, Art, Scope Art Fair, Pinta Miami, fazendo da cidade a principal plataforma de negócios internacionais para galerias de arte brasileiras. Por ocasião da feira, são apresentadas obras de mais de 100 artistas brasileiros em Miami neste ano. A cidade também oferece um grande leque de aberturas e exposições de grandes nomes da arte mundial em seus museus, galerias e instituições privadas. Galeristas, colecionadores, artistas e players do mercado de arte ainda participam de centenas de eventos sociais, como festas, encontros e jantares.
Nesta edição da Art Basel Miami Beach, que acontece entre os dias 01 e 04/12/16, participam 269 galerias da América do Norte, Europa, Ásia e África, nos distintos setores do evento. Do Brasil participam do setor principal: A Gentil Carioca; Luciana Brito Galeria; Casa Triângulo; Dan Galeria; Fortes, D’Aloia & Gabriel; Mendes Wood DM;Galeria Millan; Galeria Nara Roesler; Galeria Luisa Strina; Vermelho; Bergamin & Gomide e Simões de Assis. Participam também Anita Schwartz Galeria de Arte; Silvia Cintra + Box4; e Galeria Leme e Galeria Marilia Razuk; A Gentil Carioca e Galeria Marilia Razuk.
Na quinta edição da feira UNTITLED, Art, que conta com 128 galerias em exibição, estão as galeria brasileiras Baró Galeria; Central Galeria; Casa Nova Arte e Cultura, Luciana Caravello Arte Contemporânea e Mercedes Viegas Arte Contemporânea.
A feira de arte Pinta Miami, agora em sua 10a edição, conta com as galerias Paulistanas Baró Galeria (única galeria brasileira presente em duas feiras) e Galeria Berenice Arvani; além das cariocas Eliana Benchimol e a Mul.ti.plo Espaço Arte.
Na 16a Scope Miami Beach participam a carioca Sergio Gonçalves Galeria de Arte, a paulistana Andrea Rheder e a brasiliense Gabinete de arte k2o. Saiba quais são as 20 principais feiras de arte de Miami:

Miami Beach

Art Basel Miami Beach
Data: 1º a 4 de dez. de 2016
Local: Miami Beach Convention Center, 1901 Convention Center Drive em Miami Beach
Ingressos: US$ 50 o ingresso diário; US$ 105 o ingresso para todos os dias (se adquirido online e com antecedência)
Mais informações: artbasel.com

Untitled Art Fair
Data: 30 de nov. - 4 de dez. de 2016
Local: Ocean Drive e 12th Street em Miami Beach
Ingressos: US$ 30 o ingresso geral
Mais informações: art-untitled.com

Scope Miami Beach
Data: 29 de nov. - 4 de dez. de 2016
Local: Scope Pavilion, 801 Ocean Drive em Miami Beach
Ingressos: US$ 35 o ingresso geral; US$ 100 VIP
Mais informações: scope-art.com

Aqua Art Miami
Data: 30 de nov. - 4 de dez. de 2016
Local: Aqua Hotel, 1530 Collins Avenue em Miami Beach
Ingressos: US$ 20 o ingresso diário; US$ 90 o ingresso para todos os dias (inclui acesso ao Art Miami e ao Context)
Mais informações: aquaartmiami.com

Design Miami
Data: 30 de nov. - 4 de dez. de 2016
Local: Meridian Avenue e 19th Street, Miami Beach Convention Center
Ingressos: US$ 25 o ingresso diário; US$ 65 o ingresso combo
Mais informações: designmiami.com

Ink Miami Art Fair
Data: 30 de nov. - 4 de dez. de 2016
Local: Suites of Dorchester, 1850 Collins Avenue em Miami Beach
Ingressos: Entrada franca
Mais informações: inkartfair.com

Lingerie Francaise
When: Nov. 28 - Dec. 6, 2016
Where: The Sagamore Hotel, 1671 Collins Avenue on Miami Beach
Tickets: Admission is free
More info: eventbrite.com

NADA Art Fair Miami Beach
Data: 1º a 4 de dez. de 2016
Local: Deauville Beach Resort, 6701 Collins Avenue em Miami Beach
Ingressos: US$ 20 um dia; US$ 40 duração da mostra
Mais informações: newartdealers.org

Pulse Miami Beach
Data: 1º a 4 de dez. de 2016
Local: Indian Beach Park, 4601 Collins Avenue em Miami Beach
Ingressos: US$ 25 o ingresso diário; US$ 40 o ingresso para todos os dias
Mais informações: pulse-art.com

Miami Project
Data: 1º a 4 de dez. de 2016
Local: 6625 Indian Creek Drive em Miami Beach
Ingressos: US$ 20 o ingresso diário; US$ 35 o ingresso para todos os dias
Mais informações: miami-project.com

Fridge Art Fair
Data: 3 de dez. de 2016
Local: The Betsy Hotel, 1440 Ocean Drive em Miami Beach
Ingressos: Doação sugerida de US$ 10
Mais informações: fridgeartfair.com

Satellite
Data: 1º a 4 de dez. de 2016
Local: The Parisian, 1510 Collins Avenue em Miami Beach
Ingressos: US$ 10
Mais informações: satellite-show.com

X Contemporary
Data: 30 de nov. - 4 de dez. de 2016
Local: Nobu Hotel, 4525 Collins Avenue em Miami Beach
Ingressos: US$ 20 o ingresso diário
Mais informações: xcontemporary.com

Miami continental

Pinta Miami
Data: 1º a 4 de dez. de 2016
Local: Mana Wynwood, 318 NW 23rd Street em Wynwood
Ingressos: É sugerida uma doação
Mais informações: pintamiami.com

Art Miami
Data: 29 de nov. - 4 de dez. de 2016
Local: Art Miami Pavilion, 3101 NE 1st Avenue em Wynwood/Midtown
Ingressos: US$ 45 o ingresso diário; US$ 90 o ingresso para todos os dias (inclui acesso ao Context e ao Aqua Art Miami)
Mais informações: art-miami.com

Art Beat Miami Art Fair
Data: 29 de nov. - 4 de dez. de 2016
Local: Caribbean Marketplace, 5925 NE 2nd Avenue em Little Haiti
Ingressos: Entrada livre para a feira diariamente
Mais informações: artbeatmiami.com

Context
Data: 29 de nov. - 4 de dez. de 2016
Local: The Context/Art Miami Pavilion, 2901 NE First Avenue em Wynwood/Midtown
Ingressos: US$ 45 o ingresso diário; US$ 90 o ingresso para todos os dias (inclui acesso ao Art Miami e ao Aqua Art Miami)
Mais informações: contextartmiami.com

ArtSpot Miami
Data: 30 de nov. - 4 de dez. de 2016
Local: ArtSpot Miami Tent, 1700 NE 2nd Avenue no Miami Arts & Entertainment District
Ingressos: US$ 25 o ingresso geral; US$ 75 o ingresso para cinco dias (inclui acesso ao Spectrum Miami e ao Red Dot Miami)
Mais informações: artspotmiami.com

Spectrum Miami
Data: 30 de nov. - 4 de dez. de 2016
Local: Spectrum Miami Tent, 1700 NE 2nd Avenue no Miami Arts & Entertainment District
Ingressos: US$ 25 o ingresso geral; US$ 75 o ingresso para cinco dias (inclui acesso ao ArtSpot Miami e ao Red Dot Miami)
Mais informações: spectrum-miami.com

Red Dot Miami
Data: 30 de nov. - 4 de dez. de 2016
Local: Red Dot Miami Tent, 1700 NE 2nd Avenue no Miami Arts &
Entertainment District
Ingressos: US$ 25 o ingresso geral; US$ 75 o ingresso para cinco dias (inclui acesso ao ArtSpot Miami e ao Red Dot Miami)
Mais informações: reddotfair.com

Conception Art Fair
When: Dec. 1 - 4, 2016
Where: 31 NW 23rd Street in Wynwood, Miami
Tickets: $20 General Admission. $40 Three Day Pass
More info: conceptionartfair.com

Superfine Fair - The Fairest Fair
When: Dec. 1 - 4, 2016
Where: Art Miami Pavilion, 56 NE 29th Street in Wynwood/Midtown, Miami
Tickets: $7.77 One Day Pass, $33.33 Multi Day Pass (Free for Superfine! Collectors' Society Members)
More info: superfine.world

Miami River Art Fair
Data: 1º a 4 de dez. de 2016
Local: Miami Convention Center, 400 SE Second Ave em Downtown Miami
Ingressos: US$ 100 a Vernissage VIP
Mais informações: miamiriverartfair.com

Prizm Art Fair
Data: 29 de nov. - 11 de dez. de 2016
Local: A ser definido
Ingressos: US$ 15 o ingresso diário; US$ 40 o ingresso para todos os dias
Mais informações: prizmartfair.com

Art of Black Miami
When: During Art Basel and year round
Where: Kroma Art Space, 3670 Grand Avenue in Coconut Grove, among other locations
Tickets: Prices vary depending on event
More info: miamiandbeaches.com/events/art-of-black

HIVE Pop-up Art Village & Lounge
When: Nov 30. - Dec. 4, 2016
Where: Mana Wynwood, 2250 NW 2nd Avenue in Wynwood
Tickets: Admission is free
More info: hivewynwood.com

Revista seLecT lança dois prêmios de R$ 20 mil em arte e educação +

A Revista Select lança a primeira edição do Prêmio seLecT de Arte e Educação, que recebe, entre 05/12/16 e 06/03/17, inscrições de todo o Brasil em duas categorias: artistas e formadores. Tanto o artista, quanto o formador, receberão R$ 20 mil, cada. Os interessados devem se inscrever através do hot site do evento: http://premio-select.com.br
O artista inscrito deve ter proposta ou foco de pesquisa que envolva estratégias de formação e mediação, visando promover o pensamento crítico e as relações entre o indivíduo e seu meio social. Na segunda categoria, que contempla um formador (professor, agenciador, formador, coletivo ou instituição), o responsável deve inscrever um projeto pedagógico de artes, assim como com o empreendimento de modelos inovadores de educação da arte ou pela arte.
O júri de seleção, formado por Giselle Beiguelman, Cayo Honorato, Paulo Portella Filho, Regina Silveira, Rosa Iavelberg e Thiago Honório, selecionará 10 finalistas, que serão convidados a realizar uma apresentação no Seminário de Arte e Educação, a ser realizado nos dias 03 e 04/05/17, no Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo. Durante os dois dias de seminário dois especialistas convidados realizarão palestras como parte das atividades do evento.

Biblioteca Mário de Andrade ganha obra permanente de Alex Flemming +

Há cerca de dois anos a Biblioteca Mário de Andrade, localizada no centro de São Paulo, passou a receber mostras de arte contemporânea, em seguida passou a receber visitantes 24hs. A calçada que margeia o edifício principal também foi recriada pela artista Regina Silveira, a pouco tempo, criando uma intervenção visual se olhada do alto. Agora a Biblioteca se prepara para receber em sua fachada uma obra permanente do artista Alex Flemming, que será inaugurada em 03/12/16. A obra, que é composta por 16 painéis de vidro, tem 150 m2 e pesa cerca de 1,5 tonelada, retrata para dentro e para fora do espaço rostos de transeuntes da região central e frequentadores da Biblioteca. São fotografias de 16 pessoas, imagens coloridas entre três camadas de vidro (de 2,8m por 1,7m), que dão uma ilusão de movimento, e mudam de tonalidades quando vistas do lado de dentro e de fora, assim como de dia e de noite.
|
Mais informações:
Biblioteca Mário de Andrade
Centro: r. da Consolação, 94, tel. (11) 3775-0002. www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/bma

APCA define os melhores de 2016 +

A APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes) escolheu em 30/11/16 os melhores de 2016 nas categorias Arquitetura, Artes Visuais, Cinema, Literatura, Música Popular, Música Erudita, Rádio, Teatro, Teatro Infantil e Televisão. A cerimônia de entrega da premiação ocorre no primeiro quadrimestre de 2017, em data a ser definida, no Teatro Paulo Autran, no Sesc Pinheiros, em São Paulo (SP).
Veja os premiados em Artes Visuais e Arquitetura:
-
Artes Visuais
• Grande Prêmio da Crítica – Fernando Lemos
• Exposição internacional – O Triunfo da Cor - CCBB
• Exposição nacional – Volpi - Pequenos Formatos - MAM
• Retrospectiva – No Lugar Mesmo: uma Antologia de Ana Maria Tavares – Pinacoteca de SP
• Fotografia – Gal Oppido – Sentidos da Pele
• Arte e Reflexão – O Instante Certo – Dorrit Harazin
• Iniciativa cultural – Programa Metrópolis – TV Cultura
• Votaram: Ricardo Nicola, Dalva de Abrantes, José Henrique Fabre Rolim, Bob Sousa, João J. Spinelli, Rubens Fernandes Junior, Silvia Balady, Luiz Ernesto Kawall, Fabio Magalhães, Douglas Negrisolli, Jacob Klintowitz, Enock Sacramento e Emilia Okubo.
-
Arquitetura e Urbanismo
• Trajetória – Sergio Ferro
• Urbanidade – Projeto Ruas Abertas – Avenida Paulista / Fernando Haddad
• Obra de arquitetura – Escola Senai São Caetano do Sul / Claudia Nucci e Valério Pietraróia – NPC Grupo Arquitetura
• Preservação de patrimônio moderno – Luciano Brito Galeria – antiga Residência Castor Delgado Perez / Luciana Brito (promotora); João Paulo Beugger, José Armênio de Brito Cruz, Marcos Aldrighi e Renata Semin – Piratininga Arquitetos (readequação arquitetônica); André Paoliello (readequação paisagística)
• Pesquisa – Atlas fotográfico da cidade de São Paulo e arredores / Tuca Vieira
• Fronteiras da arquitetura – Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro / Fernando Meirelles, Daniela Thomas e Andrucha Waddington
• Apropriação urbana – Ocupação Hotel Cambridge / Carmen Ferreira da Silva (líder comunitária); Pitchou Luambo (coordenador do Grupo de Refugiados e Imigrantes Sem Teto); Juliana Caffé, Yudi Rafael e Alex Flynn (curadores da Residência Artística Cambridge)
• Votaram: Abilio Guerra, Fernando Serapião, Francesco Perrotta-Bosch, Gabriel Kogan, Guilherme Wisnik, Hugo Segawa, Luiz Recaman, Maria Isabel Villac, Mônica Junqueira de Camargo e Nadia Somekh.

Marina da Glória passa a receber exposições +

A Marina da Glória, às margens da baia da Guanabara, recebe até 18/12/16, a exposição “Marina monumental — Arte na Marina Glória’’, primeira edição de um evento que pretende se repetir ao longo dos anos”. Sob curadoria de Marc Potier, obras de 22 artistas de diferentes gerações ocupam as áreas internas e externas do espaço, como as monumentais “Cubo Azul”, de Franz Weissmann, “Elipse # 07’’, de Artur Lescher, “Rapsódia Americana’’ e “Catedral’’ de Delson Uchôa e “Bacias & espelhos’’e Zemog, A ocupação conta ainda com trabalhos de Amilcar de Castro e Almandrade, Frida Baranek, Galeno , Paulo Vivacqua, Giovani Caramello, Flavio Cerqueira, André Azevedo, Henrique Oliveira, Antonio Bokel, Ursula Tautz, Luiz Philippe Carneiro de Mendonça, Ivani Pedrosa e Manfredo de Souzanetto, entre outros.
Além de exposições, a ocupação cultural do espaço deve se estender a outras áreas artísticas. A ideia é abrigar eventos no jardim de Burle Marx, que passa atualmente por restauração, com previsão de entrega em fevereiro.
|
Mais informações:
Marina da Glória
Glória: Av. Infante Dom Henrique, S/N .

Pedro Motta, José Bento, Cinthia Marcelle e outros brasileiros no exterior +

A exposição “Antropofagia y Modernidad: Arte Brasileño en la Colección Fadel”, com curadoria de Victoria Giraudo, no Malba - Museo de Arte Latinoamericano de Buenos Aires, traz uma seleção de obras de artistas brasileiros integrantes da Coleção Fadel. São pinturas, desenhos, esculturas e objetos nomes como Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Candido Portinari, Di Cavalcanti, Brecheret, Maria Martins, Lygia Clark, Geraldo de Barros, Waldemar Cordeiro, Ivan Serpa, Willys de Castro, Antonio Dias, Rubens Gerchman, Hélio Oiticica, Ascânio MMM e Anna Maria Maiolino. Fica em cartaz de 25/11/16 a 26/02/17.
|
Mario Cravo Neto participa da mostra "In the Spirit of Nature", até 4/12 no Museum voor Fotografie, em Amsterdam, na Holanda.
|
O cearense Servulo Esmeraldo é homenageado com a mostra antológica “Servulo Esmeraldo – Die Europäischen Jahre, 1957–1975”, na sede da casa de leilões Beurret & Bailly, na Basiléia (Suíça), entre 29/11 e 16/12. www.beurret-bailly.com
|
Os primeiros anos de Miguel Rio Branco como fotojornalista, tendo a Nova York do início da década de 1970 como cenário, é o foco da mostra "New York Sketches", composta por de 41 fotos e em cartaz na galeria Magnum, em Paris, até 23/12.
|
A carioca Adriana Varejão (Fortes D’Aloia & Gabriel) apresenta entre 1/10 e 10/12 a exposição "Azulejão", na Gagosian de Roma. Com trabalhos inéditos, criados especialmente para esta exposição, ela dá continuidade às séries inspiradas nos azulejos portugueses com grandes telas em tons de azul. As obras, concebidas especialmente para a galeria de Roma, são os maiores "azulejos" únicos da artista, imensos quadrados de 180 centímetros. Adriana também participa da coletiva “Flesh”, na York Art Gallery, em York (Inglaterra), até 19/3/17, com curadoria de Dr Jo Applin.
|
León Ferrari, Marcius Galan, Anna Maria Maiolino, Antonio Manuel e Cildo Meireles participam da mostra “Toda Percepción Es una Interpretación: You Are Part of It”, coletiva com curadoria de Eugenio Valdés Figueroa e Katrin Steffen em cartaz no CIFO Art Space, em Miami, entre 30/11 e 12/3/17. São obras da coleção de Ella Fontanals-Cisneros.
|
Laura Lima (A Gentil Carioca e Galeria Luisa Strina) participa da Busan Biennale 2016, em Busan, na Coréia, até 30/11. Curadoria de Yun Cheagab. www.busanbiennale.org.
|
Assume Vivid Astro Focus (Casa Triângulo) realiza a mostra “Avalanches Volcanoes Asteroids Floods” no Museum of Contemporary Art Santa Barbara, nos EUA, até 01/01/17. O grupo realiza ainda mostra individual no Sammlung Goetz, em Munique, na Alemanha, entre 9/7 e 3/12. Curadoria de Susanne Touw. Participa ainda das mostras coletivas “Manifesta 11”, curadoria de Manuel Scheiwiller, no Cabaret Voltaire, em Zurich, na Suíça, entre 9/7 e 3/12.
|
Vik Muniz e Brigida Baltar (ambos da Galeria Nara Roesler) participam da coletiva “International Series: Contemporary Artists From Brazil”, no Turchin Centre, em Boone (EUA), até 3/12.
|
O carioca Alexandre Vogler participa da coletiva “Villa Macumba”, curadoria de David Ancelin em cartaz na Villa Arson, Contemporany Art Center, em Nice, na França, até 2/12. www.macumbanightclub.free.fr
|
Continuando o projeto em associação com a casa paulistana Almeida e Dale que visa introduzir o público da Inglaterra a grandes figuras da arte moderna e contemporânea brasileira e que já levou Claudio Tozzi e Alfredo Volpi a Londres, a galeria Cecilia Brunson Projects apresenta de 8/10 a 9/12 a mostra individual “Willys de Castro: From Paintings to Objects 1950-1965”. Com curadoria de Gabriel Pérez-Barreiro, a mostra reúne 21 obras que cobrem os primeiros anos do artista, das pinturas aos famosos “Objetos Ativos”, pelos quais Willys de Castro se destaca como um dos mais inovadores artistas brasileiros, que atualmente desperta a atenção da crítica internacional por sua originalidade e ineditismo. www.ceciliabrunsonprojects.com
|
O EAC (Espacio de Arte Contemporáneo) de Montevidéu, no Uruguai, inaugura em 8/9 sua 23ª temporada de exposições com exposições de diversos artistas, entre eles os brasileiros Nazareno Rodrigues, Thiago Guedes e Marcelo Armani, que participam do evento Sala Taller 4. Participam ainda os artistas latino-americanos Mariana Carranza, Jazmín Giordano e Gabriela Munguía. (Méx – Ar), ao lado do também brasileiro Marcelo Armani. Na mostra “Nosotros y el Cine”, participam Luis Bellagamba, Daniela Calcagno, Gonzalo Delgado, Sergio De León, Inés Olmedo, Alejandra Rosasco e Lucia Mangado, Pablo Turcatti, Paula Villalba e Cecilia Bello, Martín Verges, Daniel Yafalián, Álvaro Zunini. A curadoria é de Fernando Sicco. O argentino Camilo Guinot realiza a individual “Animismo Concreto”.
|
O Instituto Moreira Salles leva ao Japão uma exposição com cerca de 400 obras do fotógrafo japonês radicado no Brasil Haruo Ohara. Será exibido também um conjunto com 39 objetos, documentos, ferramentas, álbuns e algumas fotografias originais, com curadoria de Sergio Burgi. Imigrante, lavrador e fotógrafo, Haruo nasceu em Kochi, em 1909. Veio para o Brasil aos 17 anos, com seus pais e irmãos, e cultivou a terra com dedicação e arte ao longo de boa parte de sua vida, ao mesmo tempo que fotografava seu cotidiano e o de seus familiares. A exposição fica em sua cidade natal até 12/6. Em seguida, vai para mais duas cidades, Itami (de 18/6 a 18/7) e Kiyosato (de 22/10 a 4/12).
|
Frederico Filippi (Galeria Leme) participa da Photo Biennale – Cities and Memory, no Museum Brandts, em Odense, na Dinamarca, entre 26/8 e 31/1/17.
|
A carioca Beatriz Milhazes (Fortes D’Aloia & Gabriel) realiza individual na galeria parisiense de Max Hetzler. A mostra “Marilola” ocorre até 19/11 e apresenta duas pinturas em grandes formatos, uma em tamanho médio, uma colagem e uma peça tridimensional. Ela também apresenta a instalação permanente “Moon Love Dreaming” na Grace Farms Foundation, em New Canaan (EUA), a partir de 8/10/16.
|
Sérgio Sister (Galeria Nara Roesler) participa da coletiva “International Series: Contemporary Artists From Brazil”, no Turchin Centre, em Boone (EUA), até 3/12.
|
A carioca Fernanda Gomes (Galeria Luisa Strina) se apresenta na coletiva “Accrochage”, na Punta della Dogana, em Veneza, entre 17/4 e 20/11. Com curadoria de Caroline Bourgeois, a mostra reúne cerca de setenta obras que não foram expostas desde que se tornaram parte da coleção Pinault e mais de dois terços dos artistas nunca foram mostrados em uma exposição da coleção. Especificamente concebida para Punta della Dogana, a mostra vai ocupar todo o espaço expositivo do museu. Fernanda participa ainda da coletiva “Third Mind, Jiri Kovanda and the (im) Possibility of Collaboration”, na National Gallery, em Praga, na República Tcheca, entre 5/10 e 10/1/17.
|
Paulo Climachauska (Galeria Leme) está na mostra “La Colección”, que apresenta um recorte do acervo da Fundación Barrié, em Vigo, na Espanha, entre 15/9 e 20/12.
|
A Scollay Square Gallery, localizada dentro da prefeitura de Boston, nos EUA, abriga a mostra de arte e artesanato “Brazilian Art Impressions”, entre 4/11 e 13/12. A mostra foi organizada por Helena Martin (HXM Art Event Production) em parceria com a Prefeitura de Boston, e apresenou obras de Evaldo Rocha, Gisele Balla, José Polcheira, Josias Monteiro, Luciano Lima Lima, Margarette Mattos, Maria Izabel Peixoto, Raphael Fraga, Sylvio Bispo, Wagner Veiga e IK Bio Jewelry. www.hxmartevent.com
|
Beto Shwafaty (Galeria Lusa Strina) está na mostra coletiva MAC International 2016, no MAC de Belfast, na Irlanda, até 19/2/17.
|
Clarissa Tossin (Galeria Luisa Strina) participa de duas coletivas no exterior: o Prêmio Marl de Videoarte, no Skulpturenmuseum Glaskasten, em Marl, na Alemanha, entre 23/10/16 e 12/2/17; e “Meta Modern”, com curadoria de Ginger Gregg Duggan e Judith Hoos Fox, no The Palm Springs Art Museum, nos EUA, entre 9/10 e 27/2/17.
|
Pedro Motta (Galeria Luisa Strina) foi selecionado para a mostra coletiva “Soulèvements”, com curadoria de Georges Didi-Huberman, que acontece no museu Jeu de Paume, em Paris, entre 18/10 e 15/1/17.
|
Ala d’Amico participa até 23/12 da mostra coletiva “Histoire Naturelle”, no espaço La Frontiera, em Paris, ao lado de outros 40 artistas.
|
A coletiva La Beauté d’Un Tout, na Galerie de Nesle, em Paris, reúne obras de 18 artistas de diferentes nacionalidades, entre eles o brasileiro Eduardo Sampaio, que apresenta a pintura “A Fé do Pescador”, inspirada em versos das canções de Dorival Caymmi. Com curadoria da Agapé Art, a mostra acontece a partir de 5/11/16.
|
A mineira Cinthia Marcelle realiza mostra individual no PS1 MoMA de Nova York. “Education by Stone” ocupa a galeria Duplex do museu com uma instalação com um quadro negro e numerosas varas de giz nas fissuras das paredes da galeria, do chão ao teto, revelando a instabilidade e fragilidade inerentes do material. A instalação fica em cartaz até março de 2017.
|
O fotógrafo mineiro Sebastião Salgado apresenta sua produção em exposições simultâneas na Itália, Espanha e Chile. "Gênesis" fica em cartaz na galeria da Igreja de San Giacomo, em Forli, na Itália, até 29/1/17, e na Caixa Forum de Girona (Espanha) até março de 2017. No Chile, o Centro Cultural Las Condes, na capital Santiago, recebe a mostra “Outras Américas” até o fim de 2016.
|
O paulistano Marcius Galan (Galeria Luisa Strina) apresenta a obra “Divisão Irregular” (2014) até janeiro de 2017 na mostra “Everyday Reflections in Abstraction”, que acontece na galeria Space, em Irvine, na Califórnia (EUA).
|
O pintor realista carioca Renato Meziat realiza exposição até 22/12 na Jorge M. Sori Fine Art, em Coral Gables, Miami.
|
A mineira radicada em Copenhague (Dinamarca) Tamar Guimarães realiza a individual “La Incorrupta” no Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía, em Madri, até 27/2/17. Curadoria de João Fernandes.
|
Andrey Zignnatto realiza a individual “Territórios Forjados” na Sketch Art Gallery, em Bogotá, na Colômbia, entre 20/10 e 22/12.
|
“The Pools of Maritza Caneca: Stillness of Time” é a mostra individual de Maritza Canepa na Bossa Gallery, de Liliana Beltran, em Miami (EUA; www.bossagallery.com). A mostra tem curadoria de Vanda Klabin e ocorre entre 2/12 e 31/1/17.
|
O Rijksmuseum, em Amsterdã (Holanda) recebe até 8/1/17 a mostra “Frans Post: Animals in Brazil”, com pinturas de paisagens, flora e fauna brasileiras realizadas por Frans Post em meados do século 17. Em 1636, Frans Post viajou ao Brasil para visitar uma colônia holandesa no país, junto da comitiva de Joahn Maurits de Nassau, para registrar imagens desta nova colônia – suas paisagens, habitantes, a flora e a fauna. Mesmo depois de voltar ao seu país natal, em 1644, Post continuou a se inspirar e pintar as belezas naturais brasileiras ao longo de sete anos. Estão reunidas paisagens brasileiras e esboços preliminares, além de 34 desenhos de animais de Post que serão exibidos em público pela primeira vez. Estes estudos foram recentemente descobertos no Noord-Hollands Archief, em Haarlem, também na Holanda. Há empréstimos de obras do Louvre (Paris) e Boijmans Van Beuningen Museum (Roterdã), entre outros.
|
O carioca Ernesto Neto (Fortes D’Aloia & Gabriel) realiza mostra individual nos dois andares da galeria Tanya Bonakdar, em Nova York. A mostra “The Serpent’s Energy Gave Birth to Humanity” apresenta obras selecionadas do artista e mostram seu estilo único através destas esculturas têxteis e táteis. Acontece entre 29/10 e 17/12.
|
O artista mineiro José Bento (Galeria Marília Razuk) participa da mostra coletiva “Spots, Dots, Pips, Tiles” na Hunter East Harlem Gallery, em Nova York, entre 12/10 e 11/2/17. Curadoria de Arden Sherman e Maria Elena Ortiz. www.hunter.cuny.edu
|
O artista Cabelo (Galeria Marília Razuk) participa da mostra “Sphères 9”, na Galleria Continua - Les Moulins, em Boissy-le-Châtel, na França, entre 16/10 e 24/12. galleriacontinua.com/exhibitions/exhibition/394
|
A carioca Maria Nepomuceno (A Gentil Carioca) realiza a individual “Sim”, na galeria Victoria Miro Mayfair, em Londres, até 7/1/17. www.victoria-miro.com
|
O artista paulistano Elton Hipolito realizou na cidade de Vila Nova de Cerveira, em Portugal, uma pintura mural de mais de 8m dedicada ao escultor português José Rodrigues (1936-2016). A obra faz parte do projeto de arte pública “Lacunas da Memória” e foi patrocinado pela Fundação Bienal de Arte de Cerveira. Para a obra, Elton optou por usar apenas tintas de pigmentos naturais, sendo que a terra colhida no Parque de Lazer do Castelinho reproduziu os tons claros da obra e o pigmento retirado do monte da Senhora da Encarnação deu origem aos escuros.
|
Letícia Parente (Galeria Jaqueline Martins) é a única artista brasileira selecionada para a mostra “Feminist Avant-Garde of the 1970s – Works from The Verbund Collection”, em cartaz entre 7/10 e 15/1/17 no The Photographers’ Gallery, em Viena (Áustria), curadoria de Gabriele Schor e de Anna Dannemann. Além de Parente, a mostra exibe cerca de 150 obras de outras 47 artistas, que focam suas produções em trabalhos em fotografia, vídeo, colagem, performances e filmes. Participam obras de Helena Almeida (1934, Portugal), Eleanor Antin (1935, EUA), Anneke Barger, (1939, Holanda), Lynda Benglis (1941, EUA), Judith Bernstein (1942, EUA), Renate Bertlmann (1943, Áustria), Teresa Burga (1935, Peru), Marcella Campagnano (1941, Itália), Judy Chicago (1939, EUA), Linda Christanell (1939, Áustria), Lili Dujourie (1941, Bélgica), Mary Beth Edelson (1933, EUA), Renate Eisenegger (1949, Alemanha), Valie Export (1940, Áustria), Esther Ferrer (1937, Espanha), Lynn Hershman Leeson (1941, EUA), Alexis Hunter (1948-2014, EUA), Sanja Iveković (1949, Croácia), Birgit Jürgenssen (1949-2003, Áustria), Kirsten Justesen (1943, Dinamarca), Ketty La Rocca (1938-1976, Itália), Leslie Labowitz (1946, EUA), Katalin Ladik (1942, Sérvia), Brigitte Lang (1953, Áustria), Suzanne Lacy (1945, EUA), Suzy Lake (1947, EUA), Karin Mack (1940, Áustria), Ana Mendieta (1948-1985, Cuba/EUA), Rita Myers (1947, EUA), Lorraine O'Grady (1934, EUA), Orlan (1944, França), Gina Pane (1939-1990, França), Letítia Parente (1930-1991, Brasil), Ewa Partum (1945, Polônia), Friederike Pezold (1945, Áustria), Margot Pilz (1936, Holanda) , Ulrike Rosenbach (1943, Alemanha), Martha Rosler (1943, EUA), Suzanne Santoro (1946, EUA), Carolee Schneemann (1939, EUA), Lydia Schouten (1955, Holanda), Cindy Sherman (1954, EUA), Penny Slinger (1947, Inglaterra), Annegret Soltau (1946, Alemanha), Hannah Wilke (1940-1993, EUA), Martha Wilson (1947, EUA), Francesca Woodman (1958-1981, EUA) e Nil Yalter (1938, Turquia).
|
Beto Shwafaty (Galeria Luisa Strina) participa da coletiva MAC International 2016, no MAC de Belfast, na Irlanda, entre 28/10 e 19/2/17.
|
Cildo Meireles (Galeria Luisa Strina) participa da coletiva Shanghai Project, no Shanghai Himalayas Museum, na China, entre 4/9 e 17/3/17.
|
O artista paulistano, radicado no Rio de Janeiro, Vik Muniz (Galeria Nara Roesler) realiza mostra individual no Eskenazi Museum of Art, da Indiana University, em Bloomington (EUA) entre 30/9 e 5/2/17. A mostra é co-patrocinada pelo The High Museum of Art, em Atlanta, e pela Foundation for the Exhibition of Photography e cobre 25 anos de produção artística em cerca de 80 obras.
|
O Carnegie Museum of Art em Pittsburgh, nos EUA, recebe a retrospectiva de Hélio Oiticica (1937-1980) “To Organize Delirium”, entre 1/10 e 2/1/17. A mostra apresenta metaesquemas, penetráveis, parangolés e outras obras do artista.
|
O fotógrafo Mauro Restiffe (Fortes D’Aloia & Gabriel) foi selecionado para a Photo Biennale – Cities and Memory, em cartaz no Brandts Museum for Kunst & Visuel Kultur, em Odense, na Dinamarca, entre 26/8 e 31/1/17.
|
Pierre Verger é artista homenageado na “Bienal Sitelines 2016 – Much Wider Than a Line”, em Santa Fé, nos EUA, até 8/1/17.
|
A artista plástica cearense Luzia Simons (Galeria Nara Roesler), radicada há 40 anos na Alemanha, participa das mostras coletivas: “Blutenpracht”, entre 11/9 e 8/1/17, na Neue Galerie im Haus Beda, em Bilburg, na Alemanha, www.haus-beda.de; Schnittmengen Zeitgenossische Kunst und Die Uberlieferung, nos museus Museum für Asiatische Kunst, Staatliche Museen zu Berlin e Museen Dahlem, em Berlim, até 8/1/17.
|
O artista brasileiro radicado em Barcelona Marlon de Azambuja (Galeria Marília Razuk) realiza a mostra individual “Herencia”, no Museo Patio Herreriano, em Valladolid, na Espanha, entre 4/6 e 8/1/2017. museopatioherreriano.org.
|
O paulistano radicado em Londres Alexandre da Cunha (Galeria Luisa Strina) figura na coletiva “Soft Power”, em cartaz no ICA – The Institute of Contemporary Art, em Boston (EUA), entre 17/8 e 16/1/17.
|
O Museu Nacional de Arte Moderna e Contemporânea da Coreia do Sul (MMCA) recebe Igor Vidor (Luciana Caravello Galeria de Arte; RJ) em seu International Artist Fellowship Program 2016. O artista carioca foi contemplado para o programa, através de indicação do MAR (Museu de Arte do Rio) e acontece entre 28/9 e 14/12.
|
Clara Ianni, Débora Maria da Silva e Juliana dos Santos realizam exposição na Academy of Fine Arts de Viena (Áustria) de 18/11 a 8/1/17.
|
Fabio Morais (Galeria Vermelho) participa da exposição “Jump” de 19/11 a 22/1/17 no CAC Brétigny, em Brétigny-sur-Orge, na França.
|
Jonathas de Andrade (Galeria Vermelho) participa da exposição “Wasp and Orchid”, de 19/11/16 a 18/12/16 no Grimmuseum, em Berlim. De 20/11 a 21/5/17, no Walker Art Center, em Minniapolis (EUA), o trabalho dele integra “Question the Wall Itself”.
|
Cinthia Marcelle e Tiago Mata Machado participam da Biennale de l’Image en Mouvement, no Centre d’Art Contemporain Genève, em Genebra, na Suíça, até 29/1/17.
|
Mayana Redin (Silvia Cintra + Box 4) participa da coletiva "Aquél que Caminha Delante", na Travesia Cuatro, em Guadalajara, no México, até 21/1/17.

Luis Christello é o vencedor do Montblanc Likes Art Award +

O artista brasileiro Luis Christello foi o vencedor do Montblanc Likes Art Award. Ele foi um dos 70 selecionados para participar da Accessible Art Fair, em exposição ocorrida no Museu Judaico de Bruxelas, na Bélgica. Christello foi selecionado através de voto popular na página do Facebook do prêmio.
Luis Christello estudou no Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e assim que ele deixou a universidade começou a trabalhar em publicidade no Rio de Janeiro. Ele trouxe da indústria da publicidade uma nova perspectiva para falar com as massas, em um jogo irônico com o consumismo, a história da arte e geopolítica. Em 2013, ele ganhou o Prêmio Itamaraty.
|
Mais informações:
http://www.accessibleartfair.com/brussels/