destaques
conteúdo
publicidade
curtas

I Bienal da América do Sul é apresentada na Pinacoteca de São Paulo +

A I Bienal Internacional de Arte Contemporâneo da América do Sul (BienalSur) é apresentada em 02/07/16, das 15h às 18h, na Pinacoteca do Estado de São Paulo. A BienalSur é uma nova plataforma de reflexão de produções recentes de artistas e projetos curatoriais que, diferente de outras mostras, rompe com o papel autoral de curadoria abrangendo participações por meio de convocatória aberta. Algumas atividades ocorrem ao mesmo tempo em outro países, como Alemanha, Austrália e Benin (África). Na ocasião, o diretor da Pinacoteca, Tadeu Chiarelli, e o diretor da Bienalsur, AnibalJozami apresentam o projeto, seguido de mesa redonda com os artistas convidados Ana Maria Tavares, Graciela Sacco, Jaime Laureano, Alexander Apostol, Luiz Braga e a curadora Diana Wechsler.
|
Mais informações:
Pinacoteca do Estado de São Paulo
Luz: Praça da Luz, 2, tel. (11) 3324-1000.
www.pinacoteca.org.br | www.bienalsur.com

Ateliê 397 realiza sessão de vídeo-arte do artista Krefer +

O Ateliê 397 realiza em 01/07/16, a partir das 20h30, a primeira sessão de vídeo-arte do programa Corredor + Extras 2016, com a mostra “Pixel Carne” do artista Krefer. A mostra é dividida em duas partes: a primeira parte com vídeos de Krefer e a segunda parte com obras que dialogam com seus projetos e permeiam o cinema de vanguarda no universo sadomasoquismo e do fetichismo. Esse aspecto cinema experimental tem influência de diretores, como Stan Brakhage e Peter Kubelka, e de autores como Sade, George Bataille e Pauline Réage. Após a sessão, ocorre uma festa de encerramento com DJ Giu Nunez.
|

Programa:
Acertivas:
“Deus” - dir: Krefer, 4’, 2010.
“Estudo de Persistência”, dir: Krefer, 2’, 2014.
“Action Painting No. 1 / No. 2”, dir: Krefer & Turca, 7’, 2014.
“Estudo Cromático”, dir: Krefer & Matsu, 3’, 2015.
“Fonte Invertida”, dir: Krefer, 45’’, 2014.
“Graça ou Honra (Tobias, 14 Anos, Dachshund com Vira-Lata, 1 Ninhada de 8 Filhotes, Castrado)”, dir: Krefer, 2’, 2015.
-
Diálogos
“Sangre”, dir: Cris Ventura, 3’, Brasil, 2009.
“Barbed Hula”, dir: Sigalit Landau, 2’, Israel, 2000.
“Mes Séances de Lutte [trailer]”, dir: Jacques Doillon, 1’, França, 2013.
“Rubber Duckie”, dir: Henry Alberto, 16’, E.U.A., 2012.
“Waning”, dir: Gina Haraszti, 8’, Canadá, 2011.
“Sébastien Tellier – Cochon Ville”, dir: Alex Courtès, 3’, França, 2012.

+ Extras
com exposição de obras em fotografia e arquivo GIF.
|
Mais informações:
Ateliê397
Vila Madalena: r. Wisard, 397, tel: (11) 3034-2132.
www.atelie397.com

Festival Arte Serrinha chega a sua 15ª edição (Bragança Paulista-SP) +

O Festival Arte Serrinha chega a sua 15ª edição entre 09 e 31/07/16, todos os dias das 10h às 17h, sob o tema “Uma Só Tribo” com programação ampla de música, arte, teatro, cinema e ações educativas no bairro da Serrinha, zona rural de Bragança Paulista, em São Paulo. Idealizado pelo artista Fabio Delduque, o jornalista Marcelo Delduque e o empresário e chef de cozinha Carlão de Oliveira, criador da cachaça Busca Vida,o evento trata de discutir pluralidade de diferentes crenças, raças e costumes no Brasil, além de debater o pouco caso histórico com os índios. Para isso ocorre um encontro aberto ao público com o líder indígena e ambientalista, Ailton Krenak. Esta edição conta com uma homenagem ao cantor, compositor e ativista cultural Sergio Ricardo que, em 1967, protagonizou uma das cenas mais emblemáticas dos festivais de música da TV Record: quando impedido de cantar pelo som de vaias do público, ele quebrou seu violão no palco e o atirou na plateia. Hoje com 83 anos ele realiza um show e será tema de mesa redonda com o cantor Otto e o diretor de teatro Guti Fraga. Outros show estão confirmados, como Gero Camilo que homenageia Belchior no show “Alucinação”, no Espaço Busca Vida; o Projeto Clareira de Benjamim Taubkin se apresenta no Teatro Rural. Outro destaque é a obra “Oca Xinguana” concebida por Bené Fonteles e construída pelos índios do Alto Xingu, será inaugurada com um ritual a beira da fogueira. A Oca passa a integrar o Parque de Instalações da Serrinha que já conta com obras permanentes de José Roberto Aguilar, Luiz Hermano, Gustavo Godoy, Eduardo Srur, Hugo França e Edith Derdyk e do próprio Fonteles, artista convidado da Bienal de São Paulo 2016.
Durante todo o mês serão oferecidas oficinas com artistas como Guti Fraga, Carlos Fajardo, Dudi Maia Rosa, Caio Reisewitz, Renata Melo, Suzana Salles, Paulo Padilha e Lucas Bambozzi, que fará uma instalação com um carro pendurado numa árvore da fazenda. As atividades do festival se concentram no Galpão Busca Vida, Teatro Rural, Casarão Dois Irmãos, Cine Rancho e nos ateliês e áreas abertas da centenária e cafeeira Fazenda Serrinha.
|
Shows

09/07/16, às 23h – Gero Camilo, canta “Alucinação” de Belchior.
Acompanhado de sua banda Caroço de Aurora, o grupo canta na íntegra o álbum lançado em 1976, com arranjos novos de,“Apenas Um Rapaz Latino-Americano", "Como Nossos Pais" e "Velha Roupa Colorida".
Galpão Busca Vida.
Ingresso: R$ 25 (antecipado), R$ 50 (inteira na bilheteria) e R$ 25 (estudante na bilheteria).

10/07/16, às 18h – Projeto Clareira
Benjamim Taubkin, Neusa de Souza, Mazé Cintra, Ari Colares, João Taubkin, Sapopemba e Verlúcia Nogueira.
O projeto Clareira nasceu do Núcleo de Música da Associação Cultural Abaçaí, focada em pesquisa e difusão das manifestações tradicionais brasileiras. O show traz composições e arranjos de canções tradicionais de várias regiões do Brasil, como as Caixeiras do Divino, do Maranhão, Moçambique e Minas Gerais – devotos de São Benedito e Nossa Senhora do Rosário, uma das principais expressões do Congado Mineiro, Ciranda Pernambucana e Sambas-de-Roda do recôncavo baiano.
Grátis.
Teatro Rural.

16/07/16, às 23h - Fabio Carvalho.
Galpão Busca Vida.
R$ 20 (antecipado), R$ 70 (inteira na bilheteria) e R$ 35 (estudante na bilheteria).
16/07/16, às 18h – Giana Viscardi
Teatro Rural.

17/07/16, às 16h – Jaques Morelenbaum e Zélia Duncan
Fazenda Serrinha.

23/07/16, às 23h – Funk Como Le Gusta
Galpão Busca Vida.
R$ 30 (antecipado), R$ 70 (inteira na bilheteria) e R$ 35 (estudante na bilheteria)

24/07/16, às 18h – Sérgio Ricardo
Teatro Rural.

30/07/16, às 23h – Chico César
Galpão Busca Vida.
R$ 30 (antecipado), R$ 70 (inteira na bilheteria) e R$ 35 (estudante na bilheteria)

31/07/16, às 18h – Moska
Teatro Rural.
-

Workshops e Oficinas

De 11 a 16/07/16 – Bené Fonteles em Vivência “Oca dos sentidos”: uma semana habitando uma oca construída por indígenas do Xingu.

A oficina ocorre na Oca Xinguana e, durante uma semana, os participantes irão dormir em redes e se alimentar com as mãos, vivenciando todos os sentidos que o corpo assimila e os que o transcende. A oca, “casa do ser” ancestral e primordial, será um espaço para reconhecer a origem humana e divina, da terra e do céu, e também lugar para intercâmbios entre as pessoas e a natureza da Fazenda Serrinha.
20 vagas. Investimento R$ 400.
-

De 11 a 16/07/16 – Carlos Fajardo e Dudi Maia Rosa em “Residência de Artes Visuais”

Os participantes a oportunidade de desenvolver projetos individuais ou coletivos em artes visuais por toda a área da Fazenda Serrinha durante seis dias. A fazenda é um local inspirador para a criação, e durante a vivência os alunos poderão se apropriar dos seus espaços e interagir com o entorno.
30 vagas. Investimento de R$ 400.


De 11 a 16/07/16 – Caio Reisewitz em workshop de fotografia “Antes de Ver Aquilo que Já foi Visto: o uso da fotografia como linguagem”.
15 vagas. Investimento de R$ 400.

De 18 a 23/07/16 – Guti Fraga em teatro “Nós do morro – Vidigal”: fazer teatral ligado a arte de viver e transformar-se a cada dia.
30 vagas. Investimento de R$ 400.

18 a 23/07/16 – Lucas Bambozzi em vídeo, performance e instalação “Justiça selvagem”: intervenções na paisagem.
15 vagas. Investimento de R$ 400.

20 a 207/16 – Renata Melo em expressão corporal: o corpo como suporte coreográfico da palavra.
20 vagas. Investimento de R$ 300.

22 a 24/07/16 – Paulo Varella e Kraus Von Secca em “Astronomia e desenho”.

25 a 30/07/16 – Suzana Salles e Paulo Padilha em música “Rapsódia musical brasileira”: um passeio rítmico, melódico e poético pela história da canção popular do Brasil do século 20.
20 vagas. Investimento de R$ 300.

25 a 30/07/16 – Diversos Convidados - Vivência com povos indígenas.
30 vagas. Investimento de R$ 200.

25 a 30/07/16 – Rodrigo Bueno em laboratório do levante: mapeamento, plantas, reciclagem, aconchego entre outras histórias.
20 vagas. Grátis.

29 e 30/07/16 – Denise Mattar em História da Arte “O eterno retorno do encontro”: Como o índio brasileiro foi visto e incorporado pelos artistas do Brasil colônia até a contemporaneidade.
20 vagas. Investimento de R$ 200.

-
Mesas e Debates

14/07/16 (horário a definir) – Encontro com Ailton Krenak.

15/07/16, às 20h – “A Queda do Céu” com Moacir os Anjos.

21/07/16, às 20h – “Vidigal, Ontem, Hoje e Amanhã” com Sérgio Ricardo, Guti Fraga e Otto.

22/07/16, às 20h – “A noite do espantalho” com Sérgio Ricardo.

28/07/16, às 20h – Mesa Redonda com Rodrigo Braga, Priscilla Arantes e Lucas Bambozzi.

29/07/17 às 20h - Projeções de Vincent Moon;
Exibição do documentário Brazilian Burners (2015);
Performance Dj Davi DA.

|
Mais informações:
15º Festival Arte Serrinha “Uma Só Tribo”.
Rodovia Fernão Dias km 20 - Estrada Municipal José Vaccari, s/n - Zona Rural, Bragança Paulista – SP.
www.arteserrinha.com.br

Paço das Artes segue sem sede e prédio é transferido ao Instituto Butantan (SP) +

As secretarias da Saúde e da Cultura e o Instituto Butantan discutiram em 29/06/16 sobre a transferência do antigo prédio ocupado pelo Paço das Artes ao Butantan, que tem como lançamento o Grupo de Ações Rápidas para Doenças Emergentes (GARDE – IB) para a nova unidade de pesquisa de doenças graves e que demandam esforços urgentes e interdisciplinares e vacinas, como dengue, zika e chikungunya. Serão necessários R$ 25 milhões para a reforma e adaptação do prédio com início no segundo semestre de 2016 e previsão de cerca de um ano. Os projetos de reforma foram enviados por escritórios de arquitetura, como Eduardo de Almeida, Vigliecca & Associados e Grupo SP, que serão analisadas por uma comissão formada por profissionais da instituto e pelos professores da Agnaldo Farias e Guilherme Wisnick da FAU-USP.
Assim como a realização do projeto do espaço ainda não há datas, o Paço das Artes também não tem confirmação de quando será a implantação e viabilidade para sua nova sede no bairro do Bom Retiro, no complexo de edificações do antigo Desinfectório Central, na rua Tenente Pena, que também abriga o Museu de Saúde Pública Emílio Ribas. Enquanto isso, o Paço promove suas atividades na Oficina Cultural Oswald de Andrade e no Museu da Imagem e do Som (MIS).
O encontro contou com a presença dos secretários de estado da Saúde e da Cultura, David Uip e Marcelo Araujo, respectivamente, (que deixa cargo em 30/06 para assumir a presidência do Instituto Brasileiro de Museus - Ibram), além do diretor do Instituto Butantan, Jorge Kalil, e o presidente da Fundação Butantan, André Franco Montoro Filho.

Audiovisual ao vivo e cinema de graça no Memorial da América Latina domingo +

O Memorial da América Latina sedia neste domingo, 03/07/16, das 15h às 22h, a primeira edição do Festival Arte CMG, que conta com programação gratuita de Cinema, Música e Gastronomia.
O Festival Arte CMG é um evento multicultural itinerante e gratuito que tem como fio condutor apresentações open air de filmes e bandas tocando suas trilhas sonoras ao vivo, projetos de videoarte, além de workshop de cinema e Food Trucks.
As apresentações e projeções acontecem em um caminhão-palco de 14 metros de comprimento, adaptado para receber projeções open air de cinema e se transformar em um palco para shows. O filme principal é "Febre da Juventude" (Robert Zemeckis, 1978), que narra a história de jovens fanáticos pelos Beatles na primeira apresentação da banda nos EUA. Antes da projeção, o caminhão apresenta o show da banda paulistana Ted Marengos, que toca a trilha sonora do filme além de repertório conhecido pelo grande público. Após o filme, os artistas Márcio Vermelho e Astronauta Mecânico exibem a obra de audiovisual ao vivo "Deja Vu", Uma experiência audiovisual expandida em tempo real, exibida em 2015 na Bienal de Havana, em Cuba. A proposta da obra é mimetizar essa sensação nos espectadores por meio de imagens similares, dando ao público a impressão de poder prever cada frame da cena.
|
Mais informações:
Festival Arte CMG – Cinema, Música e Gastronomia
Memorial da América Latina
Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 - Barra Funda
Praça das Sombras - em frente ao auditório Simon Bolívar

Mauro Maldonato e Danilo Santos de Miranda lançam livro no Sesc Consolação +

O escritor e psiquiatra italiano Mauro Maldonato e o sociólogo e diretor regional do Sesc São Paulo Danilo Santos de Miranda lançam em 05/07/16, às 20h, o livro “Na Base do Farol Não há Luz: cultura, educação e liberdade”, que oferece reflexões sobre política, cultura, educação, ética, liberdade e alteridade, no Sesc Consolação. A publicação propõe ainda um diálogo entre a tradição do pensamento europeu e as reflexões de artistas e intelectuais brasileiros e seus efeitos da fragmentação do sujeito na construção de novos valores para a convivência com as diferenças. Na ocasião, ocorre sessão de autógrafos com os autores. O evento faz parte da Flip 2016.
|
Mais informações:
Sesc Consolação
Vila Buarque: r. Dr. Vila Nova, 245, tel. (11) 3234-3000.
www.sescsp.org.br

SP-Arte/Foto chega à 10ª edição fortalecendo a fotografia nacional +

Criada em 2007, a SP-Arte/Foto se estabeleceu como a principal feira de fotografia do circuito brasileiro, criando e retomando tendências no mercado da fotografia. Em 2016, o evento chega à 10ª edição, ocupando o shopping JK Iguatemi, em São Paulo (SP), entre os dias 25 e 28/08/16.
Além do espaço dado à fotografia moderna e contemporânea, aos formatos clássicos e às novas linguagens, a SP-Arte/Foto notabilizou-se também por abrir espaço ao mercado de fotolivros, em ascensão nos últimos anos.
Ao longo dessa trajetória, passaram pelo evento cerca de 80 mil visitantes. Artistas notáveis, brasileiros e estrangeiros, passaram pela feira; nomes como Claudia Andujar, Hildegard Rosenthal, Miguel Rio Branco, Rochelle Costi, Elliott Erwitt, José Manuel Ballester e Martin Parr.

|

Confira o nome das galerias confirmadas para a próxima edição da SP-Arte/Foto:

Arte 57 – Renato Magalhães Gouvêa Jr.
ArtEEdições Galeria
Baró Galeria
Biographica Arte Contemporânea
Blau Projects
Bolsa de Arte de Porto Alegre
Galeria de Babel
Casa Triângulo
Dan Contemporânea
FASS
Fólio Livraria
FOTOSPOT
Galeria da Gávea
Galeria Leme
Galeria Lume
Luciana Brito Galeria
Luciana Caravello Arte Contemporânea
Galeria Marcelo Guarnieri
Galeria Millan
Andrea Rehder
Mario Cohen Fine Art Photography
Pinakotheke São Paulo Ltda.
Portas Vilaseca Galeria
Galeria Rabieh
Galeria Room 8
Schoeler Editions
SIM Galeria
Vermelho
Zipper Galeria

|

Texto originalmente publicado no site “Touch of Class” (www.touchofclass.com.br) | 21/06/16.

Fundação Ema Klabin realiza visitas educativas antes de manutenção de acervo +

A Fundação Ema Klabin fecha entre 02 e 18/07/16 para manutenção higienização anual do acervo e retoma as atividades em 19/07/16. A casa-museu realiza, então, até 01/07/16 visitas educativas ao redor da casa e o público poderá conferir as mostras “Controle Remoto”, de Gisela Motta e Leandro Lima; “Vida Doméstica”, composta por documentos, fotografias e objetos pessoais de Ema Klabin e o acervo.
|
Mais informações:
Fundação Ema Klabin
Jardim Europa: r. Portugal, 43. tel. (11) 3062-5245 ou e-mail agendamento@emaklabin.org.br | www.emaklabin.org.br

Thyssen-Bornemisza de Madri apresenta maior mostra de Caravaggio fora da Itália +

O museu Thyssen-Bornemisza, em Madri, apresenta até 18/09/16 a exposição “Caravaggio y los Pintores del Norte”, cujo eixo central é a figura de Michelangelo Merisi Caravaggio (1571-1610) e a sua influência sobre o círculo de pintores do Norte da Europa que, fascinados pela sua obra, difundiram seu estilo.
Às doze pinturas do pintor italiano, o museu juntou 41 quadros de artistas que se inspiraram tanto no claro-escuro como nas figuras e temas tratados por Caravaggio.
Foram três anos de difícil trabalho, de intensa negociação com museus e curadores para conseguir o empréstimo das obras que chegam de diferentes lugares, como o Metropolitan de Nova York, a galeria Uffizi de Florença ou o Museu Hermitage de São Petersburgo.
A exposição está organizada em seis núcleos. No primeiro estão quadros de Caravaggio em Roma entre os anos 1592 e 1606, onde predominam as cenas de gênero e a natureza-morta de frutas e flores, clássicos da sua terra, a Lombardia. No segundo, misturam-se quadros do pintor italiano e dos primeiros admiradores em Roma: Rubens e Elsheimer.
A mostra continua com obras de artistas e amantes da arte como Fiammingo, Régnier e van Baburen para chegar ao núcleo de Brugghen e a Escola de Utrecht. As obras dos pintores franceses em Roma, como Vignon ou Saraceni, e as pinturas dos seguidores de Nápoles e do Sul de Itália como Finson ou Stom, junto a dois quadros de Caravaggio, formam os dois últimos momentos expositivos.
O Martírio de Santa Úrsula, da coleção Intensa Sanpolo, de Nápoles, exposto sozinho na última sala, é o derradeiro quadro que o artista pintou antes de morrer.
|
Texto originalmente publicado no site “Touch of Class” (www.touchofclass.com.br) | 21/06/16.

Obra cubista de Picasso estabelece novo recorde na Sotheby’s +

O leilão de impressionismo e arte moderna na Sotheby’s de Londres, realizada nesta semana, causou boa impressão no mercado de arte. Quase dois terços das obras oferecidas estavam fora do mercado por mais de 30 anos e 88,9% delas encontraram novos proprietários. “Femme Assise” (na foto ao lado), de Pablo Picasso, era a estrela do evento e atingiu o preço recorde de US$ 63,6 milhões (£ 43,3 milhões), tornando-se a obra cubista mais cara vendida em leilão até hoje. A pintura permaneceu na mesma coleção particular desde 1973, adquirida na época por £ 340 mil.
Outro sucesso foi um retrato de Jeanne Hébuterne, de 1919, musa do artista italiano Amadeo Modigliani, cujo preço final alcançou US$ 56,6 milhões, superando a estimativa inicial de US$ 41 milhões. A mesma obra havia sido comprada em 1986, na Christie’s, por £ 1,9 milhões.
O leilão teve outros preços notáveis, incluindo: novo recorde estabelecido por uma litogravura do icônico “O Grito”, de Edvard Munch (US$ 2,7 milhões); “Nature Morte aux Pommes”, de Paul Gauguin, excedeu a expectativa inicial de £ 2,8 milhões (vendida por £ 3,4 milhões); “Portrait de Diego”, de Alberto Giacometti, apareceu pela primeira vez no mercado. A obra, que havia sido mantida pelo artista até a sua morte (vendida por US$ 2 milhões); “Fruits Tropicaux”, de Wilfredo Lam (US$ 1.7 milhão).

Ateliê Alê oferece acompanhamento de portfólios e oficinas +

O Ateliê Alê oferece entre 14/07/16 e 15/12/16 o acompanhamento de portfólios em grupo, que busca estabelecer interlocução entre o crítico e curador Paulo Gallina e os participantes. Os encontros ocorrem uma vez por semana, às quartas-feiras, das 19h às 22h, e percorrem as produções dos participantes por meio de bibliografia, acadêmica e ficcional, para assim como desconstruir camadas de interpretação da imagem e com recurso crítico histórico-filosófico de teóricos, literatos e artistas. São 12 vagas e investimento é de R$ 350 por mês. O ateliê ainda oferece outras atividades como cursos de pintura, aquarela e acrílica, exposições abertas com o Lab570, o Projeto Portão e o Anual Bazarte. Inscrições pelo e-mail atelieale@atelieale.com.
|
Mais informações:
Ateliê Alê
Santo Amaro: r. São Sebastião, 570, tel. (11) 2548-8508.
www.atelieale.com

Caio Reisewitz participa do PHotoEspaña +

Pela primeira vez, a comunidade de Castilla – La Mancha integra a seção oficial do PHotoEspaña, com um programa expositivo em comemoração o quarto centenário de morte de Miguel de Cervantes. São trabalhos de cinco fotógrafos, em cartaz até 18/08/16.
O brasileiro Caio Reisewitz realiza a exposição “Ingenios de Hoy” no Museo de Albacete. “Dato Primitivo 5. Pinacoteca” é mostra de Montserrat Soto, no Museo de Ciudad Real. No Museo de Cuenca tem “Las Huellas del Quijote”, de Jordí Bernadó. No Museo de Guadalajara, Ferdinando Scianna, fotógrafo da agência Magnun, exibe “La Ciudad y sus Gentes”. John Davies participa com “Paisajes de La Mancha”, no Museo de Santa Cruz de Toledo.
|
Mais informações:
www.phe.es

SEC recebe inscrições para edital da Lei Estadual de Incentivo à Cultura 2016 +

A Secretaria de Estado de Cultura recebe inscrições até 25/07/16 para o edital da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, com valor total de R$ 15 milhões. Este ano, o edital inclui aprimoramentos sugeridos por representantes de segmento artístico e sociedade civil, que possibilitam a distribuição regional dos recursos captados, uma ampliação das possibilidades de acesso ao benefício, com a diminuição do teto de recursos para cada proposta, além do mais rígido padrão de qualidade para análise das propostas, desde a sua criação. A principal mudança refere-se à Declaração de Incentivo (DI), que não será necessária a apresentação no ato da inscrição do projeto, só deverá ser entregue entre 25/08 e 03/10. Outra mudança é a relação das propostas aprovadas na fase de pré-análise a ser divulgada pela Secretaria de Estado de Cultura no dia 25/08/16, e a análise da Comissão Técnica de Análise de Projetos – CTAP, que vai considerar somente projetos classificados na primeira etapa, e que apresentarem uma documentação completa, incluindo a Declaração de Incentivo.
O limite de projetos a serem apresentados por pessoas jurídicas passa dois para um projeto e os valores orçamentários máximos para cada projeto cultural proposto por pessoa jurídica foi reduzido:
Até R$ 350 mil para propostas relativas à promoção de eventos culturais;
Até R$ 500 mil para propostas de manutenção de entidade artístico-cultural sem fins lucrativos;
Até R$ 650 mil para propostas de reforma e/ou construção de edificação, aquisição de acervo e equipamentos de entidade artístico-cultural sem fins lucrativos.
|
Mais informações, edital e inscrições:
www.cultura.mg.gov.br

Cosmopolitismo é tema de atividades no CPF Sesc +

O Centro de Pesquisa e Formação Sesc-SP e a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) promovem a partir de 06/07/16 o ciclo de atividades “Cosmopolitismos”, que visa explorar questões de consumo cultural e de cultura global para explorar as diferentes facetas do cosmopolitismo na vida contemporânea. As atividades são propostas pelo projeto de pesquisa Cosmopolitismos Juvenis no Brasil (www.cosmocult.com.br), parceiro do projeto internacional Cultures Juveniles à l' ère de la globalization, da Université de Paris e o Ministério da Cultura e Comunicação da França. O evento também antecede a conferência internacional “Cultura Global e Cosmopolitismo Estético”, que ocorre em novembro no Sesc Vila Mariana. Confira o cronograma:
|
Consumo Cultural Híbrido
Debate como o consumo das inscrições midiáticas nos contextos globais indicam a percepção de como os sujeitos constroem representações de si próprios e daí para com o mundo.
06/07 - Consumo cultural global/local;
13/07 - Consumo cultural digital/físico;
20/07 - Consumo cultural como entretenimento e/ou como participação;
27/07 - Experiência consumo cultural híbrido - jogo interativo Cosmocult.
-
Filme: Rede Social, “No Internet week”, com Renato Mader, mestre em Comunicação e Consumo pelo PPGCOM – ESPM e Wilson Bekesas, doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC/SP.
|
Centro de Pesquisa e Formação Sesc-SP
Bela Vista: r. Dr. Plínio Barreto, 285, 4º andar. Tel. (11) 3254-5600.
www.centrodepesquisaeformacao.sescsp.org.br

Sérgio Sister, Cao Guimarães, AVAF e outros brasileiros no exterior +

A Galeria M Beck, em Homburg, na Alemanha, apresenta até 28/6 a mostra “Schönheit” (Beleza), em que 18 artistas internacionais, entre eles a brasileira Adriana Woll, interpretam as diferentes variantes do conceito de beleza. Na curadoria de Christopher Naumann e Mathias Beck participam ainda Claudia Birkheuer, Natalja Crowell, Sandra Dürr, Michael Frangen, Diana Gier, Jacklyn Gratzfeld, Christel Haag, Petra Heck, Renate Hoyer, Nika Kleiman, Michael Köllner, Alf Lengauer, Dawn Poli, Claus Friedrich Rudolph, Irma Michaela Szalkay, Claudia Tejeda, e Barbara Zucker.
|
Paulo Bruscky (Galeria Nara Roesler) participa da mostra “Space to Dream – Recent Art From South America”, em cartaz na Auckland Art Gallery, em Auckland, na Nova Zelândia, até 18/9. O artista também foi selecionado para a mostra coletiva Under the Same Sun: Art From Latin America Todaqy, em cartaz na South London Gallery, em Londres, no Reino Unido, até 4/9.
|
Daniel Lie (Casa Triângulo) participa da mostra “Tá Tranquilo, Tá Favorável”, uma curadoria de Paula Borghi que acontece no espaço Hellerau, em Dresden, na Alemnha, até 30/6.
|
Sérgio Sister (Galeria Nara Roesler) participa da coletiva “International Series: Contemporary Artists From Brazil”, no Turchin Centre, em Boone (EUA), até 3/12.
|
O baiano Arthur Scovino (Casa Triângulo) apresenta a obra “Caboclo dos Aflitos” em coletiva na Solyanka State Gallery, em Moscou (Rússia) até 6/7. Curadoria de Margarita Osepyan. Scovino participa ainda, junto com o coletivo Avaf e a paulista Sandra Cinto da mostra “Soft Power, Arte Brasil”, com curadoria de Robert Roos e Judith Van Meeuwen, no Kunsthal Kade, na cidade de Amersfoort, na Holanda. A mostra fica em cartaz até 28/8.
|
O paraense Armando Queróz (Luciana Caravello Galeria de Arte, no Rio de Janeiro, e Orlando Lemos Galeria, em Belo Horizonte) participa da mostra “Schöne ferne Welten” (Belos Mundos Distantes), em Munique, na Alemanha, até final de julho. A mostra faz parte do próximo festival de ópera de Munique, que começa no final de junho e corre durante aproximadamente um mês (https://www.staatsoper.de/opernfestspiele.html). Serão apresentadas as obras “Les Indes Galantes de Rameau” e “Mare Nostrum de Kagel”, um projeto do Goethe-Institut na Alemanha em parceria com o Münchner Staatsoper (Teatro municipal de Munique). Ambas trazem temas ligados à interculturalidade, imaginação, projeção do outro, clichês e exotismos. Para explorar estes temas, o festival está organizando um encontro previsto para acontecer no dia 10/07/2016 em Munique intitulado Schöne ferne Welten (Belos Mundos Distantes), com Armando Queiroz e Almires Martins como convidados.
|
Francisco Maringelli (Galeria Mezanino), junto com Andreas Kramer, expõe suas xilogravuras na Grafik Studio Galerie, em Berlim, entre 6 e 28/7.
|
Mariannita Luzzati (Galeria Marcelo Guarnieri) exibe pinturas, desenhos e vídeos na embaixada do Brasil, em Bruxelas, na Bélgica, entre 8/6 e 26/8. Curadoria de Cristina Barros-Greindl.
|
Prossegue até 15/7 a mostra individual “Two Forces”, de Sandra Cinto (Casa Triângulo), na Tanya Bonakdar Gallery, em Nova York.
|
Os fotógrafos Cao Guimarães (Galeria Nara Roesler ) e Rochelle Costi (Luciana Brito Galeria) participa da 20ª Bienal de Arte Paiz, intitulada “Ordinária – Extraordinária”, até 3/7, na Ciudad de Guatemala, capital da homônima Guatemala.
|
O fotógrafo Caio Reisewitz apresenta no Museo de Albacete, na Espanha, a mostra “Ingenios de Hoy” até 18/8. Nela, Reisewitz aborda a potência industrial da Comunidad de Castilla – La Mancha, terra natal de Dom Quixote, aparentemente ancorada em seu passado agrícola. O artista viajou por diversas cidades da Comunidad, registrando suas empresas de tecnologia, centros astronômicos e de hidrogênio, institutos fotovoltaicos, centrais térmicas e vinícolas com denominação de origem. A mostra faz parte da programação do Photoespaña, que este ano tem como tema “Visiones de la Mancha”, em comemoração ao 4º Centenário da morte de Miguel de Cervantes (1547-1616).
|
O cyber-erotic artista Eduardo Kac participa das seguintes mostras: coletiva “Osmoboxes”, na Waterfall Gallery, em Nova York (até 31/8); “Move 36 Suite”, no Victoria & Albert Museum, em Londres (até 30/9); “Möglichkeit Mensch”, no Zeppelin Museum, em Friedrichshafen (Alemanha, até 9/10); da Bienal de la Fundación ONCE, em Madri (Espanha, até 20/9); da coletiva “Poner el Cuerpo”, na Henrique Faria Gallery, de Buenos Aires (até 20/7); da mostra “Say It with Flowers”, entre 26/6 e 23/10, no Museum Schloss Moyland Foundation, em Bedburg-Hau, na Alemanha; da International Digital Art Biennial 2016, entre 3/6 e 4/9, em Montreal, no Canadá; e da mostra “Snacks”, entre 16/7 e 16/10, na Power Station of Art Shanghai, na China. Kac tem ainda uma individual na La Plaque Tournante, em Berlim, entre 14/9 e 17/11.
|
O coletivo AVAF (Assume Vivid Astro Focus), da Casa Triângulo, ganha mostra individual na Sammlung Goetz, em Munique, na Alemanha, entre 9/7 e 3/12/16. Curadoria de Susanne Touw.
|
Vik Muniz (Galeria Nara Roesler) é o primeiro artista contemporâneo a ganhar exposição no The Mauritshuis, em Haia, na Holanda, museu fundado por João Mauricio de Nassau e considerado um dos mais importantes museus do país. A mostra é a maior da série “Verso”, com cinco novos trabalhos feitos a partir de obras primas da coleção do museu: “A Menina om Brinco de Pérola”, de Vermeer, e “A Lição de Anatomia do Dr. Nicolaes Tulp”, de Rembrandt. A mostra fica em cartaz de 9/6/16 a 4/9/16. A maratona internacional de Vik Muniz inclui ainda a mostra individual “Vik Muniz: A Retrospective”, no High Museum of Art, em Atlanta (EUA), até 21/8; participação na mostra “Everything You Are I Am Not”, no Mana Contemporary, em New Jersey (EUA), até 1/8; na coletiva “International Series: Contemporary Artists From Brazil”, no Turchin Centre, em Boone (EUA), até 3/12; e, na Itália, a participação no pavilhão brasileiro na 15ª Bienal de Arquitetura de Veneza (até 27/11).
|
Alice Miceli (Galeria Nara Roesler) participa da 5ª Moscow International Biennale for Young Art, no Trekhgornaya Manufaktura Exhibition Space, em Moscou, na Rússia, até 10/8. A artista foi selecionada ainda para o John Jay College of Criminal Justice, em Nova York, nos EUA, até 15/7.
|
Virgínia de Medeiros (Galeria Nara Roesler) foi selecionada para a mostra ”Behind the Sun – Pipa Prize”, que acontece na Manchester Metropolitan University, no Reino Unido, até setembro. A artista participa ainda das mostras “La Réplica Fiel”, em cartaz no espaço ca2m, em Madri, na Espanha, até 25/9; e “Soft Power. Arte Brasil”, no Kunsthal Kade, na cidade de Amersfoort, na Holanda, com curadoria de Robert Roos e Judith Van Meeuwen. A mostra fica em cartaz até 28/8.
|
O fotógrafo mineiro Cao Guimarães (Galeria Nara Roesler) está na mostra “The Campaign for Art: Contemporary”, San Francisco MoMA, nos EUA, até 30/10. Cao também está na mostra “Soft Power. Arte Brasil”, no Kunsthal Kade, na cidade de Amersfoort, na Holanda, com curadoria de Robert Roos e Judith Van Meeuwen. A mostra fica em cartaz até 28/8.
|
Brigida Baltar (Galeria Nara Roesler) participa da coletiva “International Series: Contemporary Artists From Brazil”, no Turchin Centre, em Boone (EUA), até 3/12.
|
Carlito Carvalhosa (Galeria Nara Roesler) participa na mostra “Everything You Are I Am Not”, no Mana Contemporary, em New Jersey (EUA), até 1/8.
|
Alexandre da Cunha, Marcius Galan, Laura Lima, Jarbas Lopes, Antonio Manuel e Cildo Meireles, todos representados pela galeria paulistana Luisa Strina; José Bento e o grupo Opavivará (A Gentil Carioca, RJ); e Eduardo Coimbra, Lucia Koch e Marcos Chaves (Galeria Nara Roesler) participam da mostra “Brazil, Beleza?! Contemporary Brazilian Sculpture, que acontece no Museum Beelden aan Zee, em Haia, na Holanda, entre 25/5 e 2/10/16. www.beeldenaanzee.nl/engels/brasil-beleza
|
Lúcia Koch (Galeria Nara Roesler) participa da mostra coletiva do Jameel Prize 4, no Pera Museum, em Istambul, na Turquia, até 14/8.
|
Oscar Satio Oiwa (Galeria Nara Roesler) está na Setouchi Triennale com o trabalho Oiwa Island 2. A mostra acontece no Shodoshima Tonosho Honmachi, em Setouchi, no Japão, entre 18/7 e 4/9.
|
Duas novas obras site-specific de Rodrigo Matheus (Galeria Fortes Vilaça), “A Tale in a Thousand” e “Workers”, ambas de 2016, fazem parte da coletiva “What Separates Us”, em cartaz até 2/7 na Embaixada Brasileira de Londres.
|
Edith Derdik (Galeria Mezanino) participa com as obras “Tábula” e “Fotolivro” da mostra coletiva “Divided Waters”, no Palazzo Fontana, em Veneza, que comemora os 500 anos do Ghetto de Veneza (até 26/9).
|
O artista carioca Ramon Martins (Galeria Movimento, Rio de Janeiro) é o único brasileiro selecionado para a 3ª edição do evento Rouen Impressionnée 2016, que acontece na cidade francesa de Rouen. Martins realizou o mural “Eterna Primavera em Oito Semanas” e foi realizada em um dos bairros mais antigos da cidade, o Quartier des Sapins, habitado por grande parte de população de origem africana.
|
O Musée du Quai Branly, em Paris, divulgou os selecionados da edição 2016 de suas residências fotográficas. Foram selecionados o fotógrafo nipo-brasileiro Tatewaki Nio (artista selecionado no 2º Salão dos Artistas Sem Galeria, em 2011), que fará uam residência na Bolívia; a equatoriana Karen Miranda (residência no Equador) e o Singapurano Zhao Renhui (residência em Singapura, Malásia e Indonésia). O Musée du Quai Branly se dedica às artes e às civilizações da África, da Ásia, da Oceania e das Américas e foi projetado por Jean Nouvel. Fica às margens do Rio Sena.
|
Os artistas Juliane Fuganti e Marcelo Conrado (Galeria de Arte Zilda Fraletti, em Curitiba) apresentarão seus trabalhos na Gallery 32, a galeria da Embaixada brasileira em Londres em julho. www.zildafraletti.com.br
|
Até 30/6/16, a Galeria Nara Roesler, em Nova York, abriga a mostra individual de Abraham Palatnik.
|
Rochelle Costi (Luciana Brito Galeria) e Sara Ramo (Galeria Fortes Vilaça) participam da 20ª Bienal de Arte Paiz, cujo tema é Ordinary / Extraordinary: The democratization of art or the will to change things. Com curadoria de Alma Ruiz e Alexia Tala, a bienal acontece na Ciudad de Guatemala até 3/7/16. Sara Ramo está ainda na coletiva “El Canto de los Arboles”, na galeria Matucana 100, em Santiago do Chile, até 3/7/16.
|
Janaina Tschäpe (Galeria Fortes Vilaça) está selecionada para a mostra “Day for Night”, coletiva em cartaz no Le Shed - Centre d’Art Contemporain de Normandie, em Notre-Dame de Bondeville, na França, até 31/7/16. No Japão, a artista participa da coletiva “Nous - Sewing and Living”, no 21st Century Museum of Contemporary Art, em Kanazawa, até 25/9/16.
|
Erika Verzutti, Rivane Neuenschwander e Tamar Guimarães (Galeria Fortes Vilaça) participam da mostra coletiva “Under the Same Sun: Art from Latin America Today”, na South London Gallery, curadoria de Pablo Léon de la Barra. A mostra fica em cartaz até 4/9/16.
|
A artista carioca Maria Nepomuceno (Galeria A Gentil Carioca) participa da mostra coletiva “Cosmic Tela!”, no Barbican Centre, de Londres, entre 25/5 e 23/9/16. www.barbican.org.uk/theatre/event-detail.asp
|
O artista carioca Ricardo Basbaum (Luciana Brito Galeria e A Gentil Carioca) participa da mostra coletiva “New Collection Displays”, na New Tate Modern, em Londres, a partir de 17/6/16. www.tate.org.uk/visit/tate-modern/new-tate-modern/art
|
A Maison Européenne de la Photographie, em Paris, realiza entre 14/6 e 4/9/16 uma retrospectiva da carreira do fotógrafo francês Marcel Gautherot (1910-1996), onde ele nasceu. A mostra é uma produção do Instituto Moreira Salles, que realiza pela primeira vez fora do Brasil uam mostra do artista, que viveu a maior parte de sua vida no Brasil. “Marcel Gautherot – Brésil: Tradition, Invention” visa reintroduzir o fotógrafo em seu país, onde ele foi figura ativa nos anos 30, quando trabalhou no Musée de l’Homme e na agência fotográfica Alliance Foto, e apresentar um panorama completo de sua obra, que abrange a construção de Brasília e os usos e costumes do povo brasileiro, por meio de 250 trabalhos. A curadoria é de Samuel Titan Jr. e Sérgio Burgi. Gautherot viveu a maior parte de sua vida no Brasil e trabalhou com nomes fundamentais da cultura brasileira, como Rodrigo Melo Franco e Lucio Costa, no Serviço Nacional do Patrimônio (Sphan); Edison Carneiro, na Comissão Nacional de Folclore; Oscar Niemeyer, fotografando os principais projetos do arquiteto, incluindo a construção de Brasília; e Roberto Burle Marx, documentando seus projetos de paisagismo mais importantes. Adquirida pelo Instituto Moreira Salles em 1999, a obra completa de Marcel Gautherot compõe-se de cerca de 25 mil imagens, que abrangem muitos temas (o folclore brasileiro, a arquitetura moderna e barroca, a natureza do país e sua paisagem humana), situando Gautherot entre os nomes fundamentais da fotografia brasileira no século XX.
|
O Musée International d’Art Naïf Anatole Jakovsky, em Nice, na França, realiza de 10/6/16 a 3/10/16, em parceria com a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, a mostra “Fantaisies Bresiliennes”, com obras de cerca de 50 artistas naïf brasileiros.
A exposição reúne obras datadas desde os anos 1940. A curadoria é de Anne Stilz, diretora do museu francês, em parceria com o galerista Jacques Ardies, de São Paulo (SP). Na ocasião, será lançado o livro “L´Art Naïf du Brésil”, de Ardies.
A arte naïf, também chamada de arte ingênua ou espontânea, surgiu na França, no período da Segunda Guerra, apresentando a criatividade de gente do povo. A arte naïf brasileira explora as paisagens rurais, litorâneas e urbanas, os costumes populares, a religião e o futebol, entre outros temas. Musée International d’Art Naïf Anatole Jakovsky, Château Ste. Hélène, 23, avenue de Fabron, Nice, França.
|
O artista brasileiro radicado em Barcelona Marlon de Azambuja (Galeria Marília Razuk) realiza a mostra individual “Herencia”, no Museo Patio Herreriano, em Valladolid, na Espanha, entre 4/6/16 e 8/1/2017. museopatioherreriano.org.No Centro Del Carmen, em Valência, também na Espanha, Azambuja participa da mostra coletiva “Vanidades, Intelecto y Espiritualidad, uma curadoria de Javier Martin que fica em cartaz na cidade entre 9/6 e 25/9/16. consorciomuseos.gva.es. Também está em cartaz coletiva na galeria colombiana NC Arte, de Bogotá. “Hacia una Nueva Orilla” reúne obras de Azambuja e de artistas como Julieta Aranda, Tania Candiani, Adriana Ciudad, Regina de Miguel, Víctor Garcés, César González, Alberto Lezaca, Basim Magdy, Mayana Redin, Pedro Torres, James Turrell e Juan Zamora. Curadria de Claudia Segura. Em cartaz até 9/7. www.nc-arte.org.
|
O paulistano Beto Shwafaty (Galeria Luisa Strina) realiza sua primeira mostra individual na Europa, “Hablemos de Reparaciones”, a partir de 20/5, na Prometeogallery, em Milão (Itália). www.prometeogallery.com
|
A artista plástica Debora Muszkat vai integrar o projeto de arte contemporânea Global Village 2016 com sua obra “Waterfall”, criada com resíduos de vidros industrializados. O evento acontece de maio a setembro e passa por Holanda (Koog ad Zaan, de 20/5 a 30/5), Alemanha (Ladshut, de 25/6 a 4/7) e Dinamarca (Brandy Strand, de 20/8 a 19/9). O projeto Global Village integra o Instituto White Cube e foi criado em 2009 pelo artista e curador holandês Jeroen van Paassen com o objetivo de integrar artistas expoentes de várias partes do mundo, apresentá-los em diferentes paises e investir na interação deles com o público.
|
A fotógrafa Rochelle Costi (Luciana Brito Galeria de Arte) apresenta em Londres, na The Photographers' Gallery, a mostra “Reproducer”, já exibida no Sesc Carmo, em São Paulo. Em cartaz até 30/6.
|
O Instituto Moreira Salles leva ao Japão uma exposição com cerca de 400 obras do fotógrafo japonês radicado no Brasil Haruo Ohara. Será exibido também um conjunto com 39 objetos, documentos, ferramentas, álbuns e algumas fotografias originais, com curadoria de Sergio Burgi. Imigrante, lavrador e fotógrafo, Haruo nasceu em Kochi, em 1909. Veio para o Brasil aos 17 anos, com seus pais e irmãos, e cultivou a terra com dedicação e arte ao longo de boa parte de sua vida, ao mesmo tempo que fotografava seu cotidiano e o de seus familiares. A exposição fica em sua cidade natal até 12 de junho. Em seguida, vai para mais duas cidades, Itami (de 18/6 a 18/7) e Kiyosato (de 22/10 a 4/12).
|
Os artistas Tonico Lemos Auad, Marcellvs L. e Beto Shwafaty (os três da Galeria Luisa Strina), Arthur Scovino (Casa Triângulo), Maria Nepomuceno e o grupo Opavivará (ambos da Galeria A Gentil Carioca, RJ) participam da exposição coletiva “Soft Power, Arte Brasil”, que acontece no KunsthalKade, em Amersfoort, na Holanda, entre 20/5 e 28/8/16. A mostra receberá 35 artistas e grupos artísticos contemporâneos brasileiros. www.kunsthalkade.nl
|
O paraense radicado em Londres Tonico Lemos Auad (Galeria Luisa Strina) participa da mostra coletiva “Who Separate Us”, que acontece na embaixada brasileira em Londres entre 20/5 e 2/7/16. O artista também está na coletiva “Herar o Vento: Novas Perspectivas sobre o Patrimônio”, coletiva na Fundação Eugénio de Almeida, em Évora (Portugal), de 14/5 a 4/9/16.
|
O paulistano radicado em Londres Alexandre da Cunha (Galeria Luisa Strina) figura na mostra coletiva “Câmera de Maravilhas/Camera of Wonders”, com curadoria de Jens Hoffmann e que acontece no MAMM Museo de Arte Moderno de Medellín, na Colômbia, entre 20/4 e 20/7/16. Em um momento de infinita produção de imagens e intercâmbio, a mostra apresenta um display associativo de mais de cem obras fotográficas abrangendo a história da fotografia. As obras foram reunidas a partir da Colección Isabel y Agustín Coppel (CIAC A.C.) e da coleção da Kadist Art Foundation.
|
A carioca Fernanda Gomes (Galeria Luisa Strina) se apresenta na coletiva “Accrochage”, na Punta della Dogana, em Veneza, entre 17/4 e 20/11/16. Com curadoria de Caroline Bourgeois, a mostra reúne cerca de setenta obras que não foram expostas desde que se tornaram parte da coleção Pinault e mais de dois terços dos artistas nunca foram mostrados em uma exposição da coleção. Especificamente concebida para Punta della Dogana, a mostra vai ocupar todo o espaço expositivo do museu.
|
A italiana radicada no Brasil Anna Maria Maiolino (Galeria Luisa Strina) participa da 16ª Biennale Donna, que acontece no Padiglione di Arte Contemporanea, em Ferrara, na Itália, entre 17/4 e 12/6/16.
|
A carioca Beatriz Milhazes (Galeria Fortes Vilaça) criou uma nova série de esculturas para as mostras “Using Walls, Floors, and Ceilings”, que apresentará no lobby do Jewish Museum, em Nova Yor, entre 6/5 e 18/9/16. A instalação é inspirada no Carnaval brasileiro, de onde pegou os materiais necessários para a sua realização. A mostra foi organizada pela curadora assistente Kelly Taxter e pelo diretor Jens Hoffmann.
|
A carioca Maria Nepomuceno (Blau Projects) participa da mostra coletiva “Space to Dream: Recent Art from South America”, na Auckland Art Gallery, em Auckland, na Nova Zelandia, entre 7/5 e 18/9/16. www.aucklandartgallery.com
|
O Museu Nacional de Arte Moderna e Contemporânea da Coreia do Sul (MMCA) recebe Igor Vidor (Luciana Caravello Galeria de Arte; RJ) em seu International Artist Fellowship Program 2016. O artista carioca foi contemplado para o programa, através de indicação do MAR (Museu de Arte do Rio) e acontece entre 28/9 e 14/12.
|
A itinerância da mostra “Memórias Inapagáveis — Um Olhar Histórico no Acervo Videobrasil” chega ao Laboratório Arte Alameda, na Cidade do México, em 18/5 e fica em cartaz até 24/7/16. Sob curadoria de Agustín Pérez Rubio, a primeira grande exposição concebida a partir do Acervo Videobrasil, realizada em parceria com o Sesc São Paulo, foi inaugurada em agosto de 2014, no Sesc Pompeia, em São Paulo, integrando um conjunto crescente de estratégias pensadas para manter o acervo da Associação ativo e em contato com o mundo. Em junho de 2015, teve início a sua itinerância internacional com a exposição em Buenos Aires, Argentina (no MALBA, na Univesidad Torcuato Di Tella e na Embaixada do Brasil). Na sequência, a mostra passou pelo Museo de Arte Contemporáneo de Vigo, na Espanha, e integrou a programação da B3 Biennial of the Moving Image em Frankfurt, na Alemanha.
|
O Kunsten Museum of Modern Art, em Aalborg, na Dinamarca, recebe entre 21/4 e 23/10/16, a exposição individual “Rui Ni – Voices of the Forest”, do artista carioca Ernesto Neto (Galeria Fortes Vilaça). A mostra faz parte de uma série de mostras em que o museu solicita aos artistas que usem a arquitetura do prédio, criada pelo gênio Alvar Aalto. Neto criará no museu sua maior instalação já exibida na Dinamarca e, assim como Aalto, se inspira nas curvas e formas da natureza. Neto realiza ainda a mostra “Boa Jiboia”, no Museum of Contemporary Art KIASMA, em Helsinki, na Finlândia, até 4/9. Ernesto Neto participa ainda da mostra coletiva “Space to Dream”, na Auckland Art Gallery, em Auckland, na Nova Zelândia, até 18/9/16. Curadoria de Beatriz Bustos Oyanedel e Zara Stanhope.
|
A dupla de artistas OsGêmeos (Galeria Fortes Vilaça), formada pelos paulistanos Gustavo e Otávio Pandolfo, inaugura em 20/4 um novo programa do Hangar Bicocca, em Milão (Itália): “Outside the Cube”. O grafite de grandes dimensões “Efêmero” ficará em caratz até abril de 2017. A curadoria do programa é de Cedar Lewisohn.
|
Rochelle Costi (Galeria Luciana Brito) participa da mostra “Reproducer”, em cartaz na The Photographers Gallery, em Londres, até 30/6/16.
|
A artista paranaense Romy Pocztaruk (Sim Galeria) realiza a mostra individual “Geologia Euclidiana” no Centro de Fotografia de Montevidéu, no Uruguai, entre 18/03 e 18/06/16.
|
A fotógrafa Luzia Simons (Galeria Nara Roesler) realiza a mostra individual “Jardin” entre 01/04 e 02/11/16 no Centre d’Arts et de Nature de Domaine de Claumont-sur-Loire, na França. www.domaine-chaumont.fr/en. Também em cartaz, até 15/05, mostra individual na Gelrie Hartwich, em Sellin/Rügen, na Alemanha. www.galerie-hartwich.de. A artista participa ainda da coletiva “True Mirror”, no Espace Commines, em Paris, a partir de 08/04.
|
O artista paulistano Rodrigo Franzão apresenta 16 trabalhos de sua autoria no Centro de Exposições de Odivelas, em Portugal, entre 5/5 e 3/7/16.
|
Até 26/9/16, o The Olympic Museum, em Lausanne, na Suíça, realiza a mostra “Body and Culture Rio”, com obras de sete artistas brasileiros, entre eles Maria Nepomuceno, Adriana Varejão e Marcos Cardoso.
|
Alexandre da Cunha (Galeria Luisa Strina) é o convidado do Plaza Projects, no MCA Chicago (EUA), até 24/7/16.

MoLA (Mostra Livre de Artes) recebe inscrições - Rio de Janeiro (RJ) +

A MoLA – Mostra Livre de Artes, no Circo Voador, no Rio de Janeiro (RJ), chega à 8ª edição no dia 24/09/16. Serão selecionados quatro bandas, quatro artistas visuais, três performances e um cineclube. As inscrições estão abertas até 10/08/16.
Os interessados podem inscrever mais de um trabalho, tanto na mesma quanto em diferentes áreas. Basta entrar no site http://mola2016.com.br, baixar a ficha de inscrição da área interessada, preencher a convocatória e enviar por email para 2016mola@gmail.com. O resultado sai em 24/08/16.

Itaú Cultural e Faap promovem workshop Cultura - Similaridades e Diferenças +

O Itaú Cultural, em São Paulo (SP), recebe inscrições para o programa Entreolhares, de formação em artes visuais, até 28/06/16. São 20 vagas para o workshop “Cultura - Similaridades e Diferenças”, com o artista africano Mário Macilau, de 07 a 09/07/16. A série conta com a parceria da Faap (Fundação Armando Alvares Penteado). São 20 vagas.
O workshop tem como público-alvo estudantes, artistas, curadores, videomakers, iniciantes e profissionais de todas as vertentes artísticas. As inscrições devem ser feitas pelo site do Itaú Cultural (www.itaucultural.org.br). Os nomes dos selecionados serão divulgados em 01/07/16.
No workshop, Macilau, atualmente na Residência Artística da Faap, parte de pontos de convergência entre o seu país, Moçambique, e o Brasil, como a língua portuguesa, para promover um trabalho de construção e discussão criativa com os participantes. A matéria-prima das criações será as experiências pessoais dos próprios alunos.
O objetivo é suscitar uma reflexão sobre a similaridade entre as duas nações e demonstrar que, quando se trata de cultura, o próprio ser humano pode criar extensas fronteiras que precisam ser ultrapassadas.
As aulas são teóricas e práticas. Macilau é especializado em projetos que envolvem diversos gêneros fotográficos de documentação pessoal para dar suporte à investigações e análises críticas de temas como identidade, questões políticas, condições ambientais e grupos sociais isolados.
As atividades ocorrem no Itaú Cultural (07 e 08/07/16, 18h30/21h30) e na Residência Artística Faap (09/07/16, 10h30/17h)
|
|
Itaú Cultural – São Paulo (SP)
Av. Paulista, 149, estação Brigadeiro do Metrô.
|
Residência Artística Faap – São Paulo (SP)
Edifício Lutetia, Praça do Patriarca, 78, Centro.
|
Mais informações:
Tel. (11) 2168-1777
www.itaucultural.org.br

ProAC (SP) seleciona projetos de preservação e difusão de acervos museológicos +

O ProAC (Programa de Ação Cultural), da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, recebe inscrições até 28/07/16 para concursos de apoio a projetos de preservação e difusão de acervos museológicos.
Para difusão de acervos museológicos, serão premiados oito projetos divididos em dois módulos. No primeiro, serão contemplados quatro iniciativas com prêmio de R$ 30 mil. No segundo, serão premiados mais quatro projetos, com valor de R$ 75 mil. A verba é destinada a apoio para projetos de produção e execução de exposição temporária ou de longa duração, itinerância, produção de catálogo, confecção de material educativo ou ação educativa.
No edital de preservação de acervos museológicos, também serão premiadas oito propostas, dividas em dois módulos. No primeiro, projetos aprovados receberão R$ 30 mil. Quem se inscrever no segundo módulo, estará concorrendo a quatro prêmios de R$ 75 mil. A idéia é de incentivo a projetos de produção, execução, tratamento técnico, acervo, acondicionamento e documentação do acervo.
Os editais estabelecem que 50% dos projetos selecionados sejam de proponentes do interior, litoral e Grande São Paulo.
Mais informações estão disponíveis em www.cultura.sp.gov.br

Casa do Saber promove com cursos voltados às artes visuais +

A Casa do Saber promove entre junho e julho uma programação com cursos voltados às artes visuais, como “Universo Feminino na Arte - Maternidade, amor e erotismo”; com visita guiada à mostra “Picasso: Mão Erudita, Olho Selvagem”; e o curso “Fotografia e Impressionismo” com Claudio Edinger. Confira o cronograma:
|
Universo Feminino na Arte - Maternidade, amor e erotismo, ministrado por Alexandre Faisal Cury.
Influenciados pelos eventos históricos, sociais e científicos de suas épocas, bem como por suas próprias biografias, repleta de desejos, amores, sucessos e fracassos, eles criaram obras de arte que nos ajudam a compreender o significado da palavra mulher.
30/06/16 – quinta –feira, das 20h às 22h -
Investimento de: 3x R$170.
-
Picasso: Mão Erudita, Olho Selvagem, ministrado por Denis Bruza Molino.
Com visita à exposição no Instituto Tomie Ohtake .
Os encontros resgatam o percurso artístico de Picasso, destacando os processos, suportes e estilos que ele desenvolveu por mais de setenta anos de carreira, e terminam com uma visita guiada à exposição.
13/07/16 - quartas-feiras, das 20h às 22h (três encontros).
Investimento de: 3x de R$170.
-
Fotografia e Impressionismo, com Claudio Edinger
O curso apresenta a transição e convivência entre a fotografia e a pintura, que se deu no século 19 e mudou os rumos das artes visuais.
20/07/16, quarta e sexta-feira, das 20h às 22h.
Investimento de: 4x de R$170.
|
Mais informações e inscrições:
Casa do Saber
Jd. Paulistano: r. Dr. Mario Ferraz, 414, (11) 3707-8900.
www.casadosaber.com.br/sp

Prêmio Mundie de Fotografia recebe inscrições +

O Prêmio Mundie de Fotografia recebe até 05/07/16 inscrições de fotógrafos profissionais e amadores, brasileiros ou estrangeiros residentes no Brasil, nas categorias Ensaio/Série e Fotografia Única. Serão selecionados para aquisição cinco trabalhos, sendo dois na categoria Ensaio/Série, que receberão o valor líquido de R$ 20 mil cada, e três na categoria Fotografia Única, com prêmio de R$ 5 mil cada.
O tema “A Afirmação do Direito às Artes e à Cultura” tem como referência o artigo XXVII,1, da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que reconhece a todo ser humano “o direito de participar livremente da vida cultural da comunidade, de fruir das artes e de participar do progresso científico e de seus benefícios”.
As inscrições devem ser feitas pelo site www.mundie.com.br. Na Comissão de Premiação estão o professor, curador e pesquisador de fotografia Eder Chiodetto, o fotógrafo, escritor e advogado Eduardo Muylaert e a fotógrafa e advogada Elinor Cotait, sócia do escritório Mundie e Advogados, que promove o prêmio.
Os resultados serão divulgados na segunda quinzena de julho de 2016. Os trabalhos premiados e adquiridos passarão a integrar o acervo do escritório e serão exibidos em duas exposições coletivas no segundo semestre de 2016.

Memorial da Resistência recebe a peça E Nós que Amávamos Tanto a Revolução (SP) +

O Memorial da Resistência, na Estação Pinacoteca, em São Paulo (SP), promove uma temporada da peça teatral “E Nós que Amávamos Tanto a Revolução”.
Veja a programação:

|

- Todos os domingos, de 03/07/16 a 28/08/16, das 15h às 16h30
“E Nós que Amávamos Tanto a Revolução”
O espetáculo aborda de forma realista a situação dos presos políticos durante a ditadura civil-militar no Brasil. Diante deste turbulento momento da História, dois homens têm o destino alterado por um golpe. Antônio Maria (Alison Bento) é professor, solteiro e que tem como passatempo escrever poesias, nada de ameaçador, se não fosse 13 de dezembro de 1968. Nesse dia, o professor é levado arbitrariamente ao Dops para prestar depoimento por causa de um poema considerado subversivo e que tinha sido publicado num jornal. Sem ter uma explicação, pois o próprio desconhece a informação, é preso e torturado pelo delegado Miranda (Antônio Marques), que o acusa de terrorismo. Após as apresentações haverá debate com ex-presos políticos.
Classificação: 14 anos. Entrada Gratuita
Mais informações: http://memorialdaresistenciasp.org.br/memorial/default.aspx?c=340&mn=&s=7

|

Memorial da Resistência - São Paulo (SP)
Luz, Largo General Osório, 66, tel. (11) 3335-4990
memorialdaresistenciasp.org.br

Prêmio Energias na Arte anuncia os 10 finalistas +

A 5ª edição do Prêmio EDP nas Artes - Prêmio Energias na Arte, parceria entre instituto EDP e o Instituto Tomie Ohtake, anuncia os 10 finalistas. São eles: André Arçari (Vitória – ES); Antonio Társis de Jesus Miranda (Salvador – BA); Beatriz Barros Martins (Rio de Janeiro – RJ); Eduardo Montelli Lacerda (Porto Alegre – RS); Gabriel Bondezan Botta (São Paulo – SP); Hassan Shahateet (São Paulo – SP); Laura Berbet Ferreira Albino (Belo Horizonte – MG); Luisa Puterman (São Paulo – SP); Santidio Pereira de Sousa (São Paulo – SP); e Van Holanda (Fortaleza – CE).
Dos 237 inscritos, um aumento de 66% em relação à edição anterior, foram pré-selecionados 27 artistas por análise de portfólio. Após entrevistas individuais via Skype, o júri definiu a lista dos 10 finalistas, que terão sua produção acompanhada pelo corpo de jurados até a abertura da exposição, em cartaz entre 09/11/16 e 04/12/16 no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo (SP).
O corpo de jurados foi composto pelas curadoras Beatriz Lemos, Fernanda Albuquerque, Galciani Neves e Julia Lima e os artistas plásticos Marcius Galan e Rodrigo Martins, vencedor da última edição do Prêmio Energias na Arte, em 2014. Os três vencedores, que serão anunciados na abertura da mostra, serão contemplados com bolsas para realizar uma residência artística no Brasil ou exterior.

|

5º Prêmio Energias na Arte
Abertura: 08/11/16, às 20h, para convidados.
Exposição: de 09/11/16 a 04/12/16.

|

Instituto Tomie Ohtake – São Paulo (SP)
Pinheiros: av. Faria Lima, 201, entrada pela Rua Coropés, 88.
Tel. (11) 2245-1900.
Ter. a dom., 11h/20h.
www.institutotomieohtake.org.br

ABRA da Vila Mariana muda de endereço e ganha exposição +

A ABRA - Escola de Arte e Design da Vila Mariana está de mudança para um novo endereço: sai da rua Aurea e vai para a Rua Cubatão, 959. No dia 25/06/16, ao meio dia, ocorre mostra uma exposição com trabalhos de alunos da unidade.
Fundada em 1987, pelo artista plástco Laerte Galesso, a escola, que tem escola quatro unidades na capital, oferece cursos na áreas de artes visuais, fotografia, design gráfico, design de interiores, ilustração, moda, arquitetura e paisagismo.
|
Mais informações:
ABRA - Academia Brasileira de Arte
Vila Mariana: r. Cubatão, 959, tels. (11) 3564-2695 / 2696. www.abra.com.br/vilamariana

Galeria Península tem convocatória aberta para programa de performances +

A Galeria Península, de Porto Alegre (RS), recebe, até 01/07/16, inscrições para o PPPP - Programa Público de Performance Península, que seleciona cinco novas residências artísticas e um grupo permanente de estudos gerando intercâmbios múltiplos de conhecimento e reflexões através das práticas.
Os interessados devem se inscrever através do site: http://pppp.art.br/
Os programas passarão a integrar a programação da Galeria Península de julho 2016 a abril 2017, e terá nas suas primeiras residências a participação dos artistas: Carina Senh, Elen Gruber, La Pocha Nostra (Dani d`Emília, Daniel Chavez e Violeta Luna), Marion Velasco, Liana Padilha, Bruno Mendonça, Carla Borba, Rubiane Maia, Andressa Cantergiani e artistas convidados.
O PPPP é um espaço de ativação e trocas em torno das práticas performativas e seus desdobramentos para artistas contemporâneos.
|
Mais informações: http://pppp.art.br/

7º Salão dos Artistas Sem Galeria chega a Goiânia com mostra dos selecionados +

A Potrich Arte Contemporânea apresenta, a partir de 18/06/16, das 10h às 16h, a produção dos 10 artistas selecionados na 7ª edição do Salão dos Artistas Sem Galeria, evento promovido por este Mapa das Artes. A itinerância da mostra, que já foi exibida na Zipper Galeria e na Sancovsky Galeria, ambas em São Paulo; e na Orlando Lemos Galeria, em Belo Horizonte, agora chega a Goiânia e firma o Salão dos Artistas sem Galeria como um evento que fomenta a profissionalização e a circulação de novos nomes no circuito das artes visuais.
O júri de seleção foi formado pelos curadores Jacopo Crivelli Visconti, Marta Ramos-Yzquierdo e Douglas de Freitas, que escolheram os artistas Bruno Bernardi (GO/SP; natural de Goiânia, mas radicado em São Paulo), Daniel Antônio (MG/SP), Daniel Jablonski (RJ), Felipe Seixas (SP), Giulia Bianchi (SP), Marcelo Oliveira (RJ), Mariana Teixeira (SP), Renan Marcondes (SP), Renato Castanhari (SP) e Sergio Pinzón (Colômbia/SP), que exibem pinturas, esculturas, fotografias, vídeos e instalações. A mostra fica em cartaz até 13/8/16.
|
Mais informações:
A Potrich Arte Contemporânea
Jardim Goiás: rua 52, 689, tel. (62) 3945-0450. www.potrichgaleria.com