destaques
conteúdo
publicidade
curtas

Legado Arte lança a segunda edição do livro Móvel Moderno no Brasil +

A Legado Arte lança entre 04/03/15, às 18h30, e 05/03/15, às 18h30, a 2ª edição da publicação “Móvel Moderno no Brasil” na Casa Electrolux e no Museu da Casa Brasileira, respectivamente. Com autoria da Dra. Maria Cecília Loschiavo dos Santos, o livro ganha revisão e ampliação com trabalhos dos principais designers da atualidades, em destaque para Rodrigo Almeida e a Cadeira Construtivista. O lançamento marca a exposição “Móvel Moderno no Brasil: seleção do Acervo do MCB”, com curadoria de Maria Cecília Loschiavo e Tatiana Sakurai.
|
Casa Electrolux
Jardim Paulista: r. Colômbia, 157, tel. (11) 3465-1400.
www.casaelectrolux.com.br
-
Museu da Casa Brasileira
Jardim Paulistano: av. Brigadeiro Faria Lima, 2.705, tels. (11) 3032-3727 / 2564. www.mcb.org.br

Sesc Pompeia realiza mostra de Marina Abramović +

O Sesc Pompeia apresenta de 10/03/15 a 10/05/15 a mostra retrospectiva “Terra Comunal – Marina Abramović + MAI”, com três instalações de imersão que representam as mais importantes performances de Marina Abramović (Belgrado, Sérvia, 1946; vive em Nova York / EUA) nos últimos 12 anos, uma seleção especial de vídeos de todas as fases da carreira da artista sérvia e um espaço destinado aos “Objetos Transitórios” (criados com minerais e outros materiais orgânicos do Brasil). A artista é considerada o principal expoente da arte da performance no mundo.
O projeto se divide em duas partes: “Terra Comunal – Marina Abramović” é a maior retrospectiva da artista já realizada na América do Sul e “Terra Comunal – MAI” é a mais abrangente experiência aplicada até hoje por seu instituto (MAI).
A programação tem ainda oito encontros da artista com o público, a aplicação do Método Abramović para até 500 visitantes por dia inscritos antecipadamente, oito performances de longa duração de artistas brasileiros selecionados pelo MAI (Marina Abramović Institute) e reperformances de trabalhos de Abramović
A retrospectiva reúne objetos interativos, vídeos históricos e instalações de imersão, que representam as recentes performances solo da artista. O conjunto destas obras traz à tona as fontes criativas de Marina, que nortearam sua carreira por mais de 40 anos. A curadoria é de Jochen Volz, curador-chefe da Serpentine Galleries, de Londres (Inglaterra).

Instalações de perfomances
A mostra traz instalações desenvolvidas a partir de performances célebres de Marina Abramović na última década:
- “The House with the Ocean View” (“A Casa com Vista para o Mar”) foi exibida na Sean Kelly Gallery, de Nova York, em 2002. Abramović viveu na galeria por 12 dias, sobre uma plataforma segmentada em três partes, há quase 2m do chão. Três escadas de degraus feitos com facas afiadas eram somente o que separavam a artista do público. Marina permaneceu sem comida, leitura e em silêncio durante toda a exposição e os visitantes observavam cada um de seus movimentos. Para “Terra Comunal”, a artista desenvolveu uma apresentação inédita desta obra. A instalação traz uma gravação em que Abramović narra suas ações durante a performance original. O público é convidado a ouvir sua voz e imaginar como tudo aconteceu.
- “The Artist is Present” (“A Artista está Presente”) foi uma performance realizada como parte de uma retrospectiva da artista no Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA), em 2010. Durante o período de funcionamento do museu, entre 13 de março e 31 de maio (736 horas), Marina ficou sentada em uma cadeira, em silêncio. Ela convidou os visitantes a se sentarem em uma cadeira, na sua frente, e manter contato visual, pelo tempo que quisessem. Ao final dos três meses de performance, 1675 pessoas haviam participado. No Sesc, a obra será apresentada como uma videoinstalação. Ela recria a dinâmica da performance, projetando, em um dos lados, o registro documental do olhar de Marina, e, na parede oposta, o olhar recíproco do público.
- Vídeo documental de “512 Hours” (“512 Horas”). A obra se baseia na performance realizada na Serpentine Gallery, de Londres, no ano passado, na qual a artista interagia diretamente com o público, sem mediação ou script. Os visitantes guardavam seus pertences em lockers e eram chamados para participar de exercícios simples desenvolvidos pela artista, como olhar para uma parede branca, andar em câmera lenta ou contar grãos de arroz, transitando livremente no espaço. A instalação no Sesc usará o material de sete câmeras posicionadas em diferentes ângulos para capturar a maior quantidade possível de registros sobre a performance. Com mais de 1000 horas de material – processo obsessivo de documentação –, a instalação reflete o espírito da performance original, que continha milhares de visitantes, suas ações inesperadas e centenas de horas de ocupação humana em um único espaço.

Registros em vídeo e galeria de retratos em vídeo
O curador reuniu 10 vídeos de performances que traçam a trajetória de Marina Abramović na arte. Todos destacam sua habilidade de se comprometer com uma única ação por um longo período, possibilitando a transformação pessoal da artista e do observador.
Performances mais antigas, da década de 1970, como “Rhythm 5” (“Ritmo 5”), de 1974, e “Freeing the Body” (“Libertando o Corpo”), de 1975, serão representadas por vídeos nesta sessão da exposição, assim como um conjunto de performances dos anos 1980, realizadas em colaboração com o artista alemão Ulay Laysiepen, seu parceiro na vida e na arte por 12 anos, como “Rest Energy” (“Energia em Repouso”), de 1980, e “The Lovers: The Great Wall Walk” (“Os Amantes: A Caminhada da Grande Muralha”), de 1989, que marcou o final da relação pessoal e profissional do casal. Na performance, cada um dos dois começou uma caminhada em direção ao outro, saindo de extremidades opostas da muralha da China. Eles andaram por 90 dias, até se encontrarem no meio do trajeto e se despedirem. A obra “Confession” (“Confissão”), de 2010, feita para vídeo, é parte do trabalho solo mais recente da artista.
A instalação “Video Portrait Gallery” (“Galeria de Retratos em Vídeo”) é um projeto contínuo em que Marina Abramović mostra seus trabalhos mais antigos. Serão apresentados 14 vídeos produzidos entre 1975 e o início dos anos 2000, como “Dragon Head No. 2” (“Cabeça de Dragão No. 2”), de 1990, “Lost Souls” (“Almas Perdidas”), de 1997, e “Stromboli” (“Stromboli”), de 2002. Os vídeos focam o rosto de Marina, destacando suas expressões durante estados mentais meditativos e em momentos agonizantes de determinação e resistência durante suas performances.

Objetos transitórios
A retrospectiva tem uma coleção de “Transitory Objects for Human Use” (“Objetos Transitórios para Uso Humano”). Depois que se separou de Ulay, Marina começou a desenvolver um conjunto de esculturas com as quais o público pudesse interagir.
Os objetos marcam o início da estreita relação que a artista vem construindo com o Brasil. A artista visita o país desde 1989 (já esteve no Pará, Minas Gerais, Santa Catarina e Amazonas, entre outros Estados), pesquisando cristais e outros minerais – e suas influências sobre o corpo e a mente humana – para a confecção destas peças.
Instruções escritas por ela orientam o uso dos “Objetos Transitórios”, que conduzem a posição corporal dos participantes. Por meio da interação com as obras, Marina pretende que o público sinta o poder dos componentes da terra dos quais os objetos são feitos e desacelere seu sistema de percepção, aumentando o campo de atenção.
Entre os 13 “Objetos Transitórios” produzidos com materiais como quartzo negro, quartzo rosa e ametista, 10 poderão ser manuseados pelo público, como “Black Dragon” (“Dragão Negro”), de 1989, “Crystal Cinema” (“Cinema de Cristal”), “Shoes for Departure” (“Sapatos para Partida”) e “Inner Sky” (“Céu Interior”), todos de 1991. “Soul Operation Table” (“Mesa de Operação da Alma”), de 2000/2008, também estará presente. Outros objetos são designados somente para contato espiritual e não para uso humano.
“Terra Comunal – MAI”
Com curadoria de Marina Abramović e das artistas Paula Garcia e Lynsey Peisinger, a segunda parte do evento será a maior experiência aplicada pelo Instituto Marina Abramović (MAI) até hoje. Em sua itinerância no Sesc Pompeia, apresentará o Método Abramović, uma série de encontros com Marina e performances de oito artistas brasileiros – incluindo um coletivo – durante todo o período de exposição. Além disso, haverá um espaço para experimentação e colaboração, onde as pessoas poderão explorar a arte imaterial e a performance, em uma programação especial que inclui novas performances de Lynsey Peisinger e reperformances de trabalhos antigos de Abramović por Andrea Boller.

Método Abramović
O Método Abramović oferece uma série de exercícios desenvolvidos por Marina Abramović, que visam explorar os limites do corpo e da mente. Sua prática, longe das distrações e da pressa do mundo moderno, exige foco e introspecção, proporcionando aos que o realizam um estado de clareza e conexão com si mesmos que é cada vez mais raro em nosso dia-a-dia.
Ao longo de sua trajetória artística, Abramović vem apagando as linhas que separam o observador e o observado no contexto da performance. Trocando estes papéis e convidando o público a participar do Método, e, portanto, a ser observado, a artista faz com que os participantes tenham uma experiência pessoal no processo da performance de longa duração, e assim, os prepara para melhor absorvê-la e apreciá-la.
Para aplicar o Método no Sesc Pompeia, Abramović desenvolveu uma série especial de “Objetos Transitórios” com os quais o público interagirá, adotando três posturas corporais básicas: de pé, sentado e deitado. São cadeiras, bancos, camas e pedestais feitos da combinação de madeira e cristais brasileiros (foi usada 1.5 tonelada de minerais), cada um com suas próprias qualidades energéticas. Além de utilizar os objetos, o público passará um tempo andando em câmera lenta, desacelerando o corpo, a respiração e os pensamentos, para desenvolver um senso de presença na ação por meio do Método.
São duas horas de exercícios, precedidos de 30 minutos para a preparação. É necessário guardar todos os pertences dentro de lockers e fones isoladores de som serão distribuídos. Cada sessão atenderá aproximadamente a 100 inscritos. De terça a sábado, serão cinco sessões diárias e aos domingos e feriados, quatro. As inscrições são gratuitas e o público pode se inscrever para o Método antecipadamente pelo site www.sescsp.org.br/terracomunal, a partir do dia 03/03/15.

Encontros com Marina Abramović
O MAI dedicará um espaço para o diálogo entre a artista e o público, numa reflexão sobre a performance e arte imaterial. Serão oito encontros com Marina Abramović, realizados nos dias 11/03/15 (palestra de abertura do projeto) e 26/03/15 e em 01, 02, 08, 15, 22 e 30/04/15, às 20h.
As conversas serão informais e o público será incentivado a participar e fazer perguntas, dispondo de tradução simultânea para o português. Os ingressos para os encontros são gratuitos e devem ser retirados – até dois por pessoa – nas bilheterias da Rede Sesc a partir das 13h do dia de cada palestra.

Oito performances
Artistas brasileiros foram convidados por Marina Abramović, Lynsey Peisinger e Paula Garcia para apresentarem trabalhos autorais de longa duração, produzidos em consonância com as propostas do MAI.
Cinco trabalhos serão performados durante os dois meses da exposição, de terça a sábado, das 13h às 21h, e aos domingos e feriados, das 11h às 19h. Já os outros três terão intervenções pontuais, como Ayrson Heráclito (BA), com “Transmutação da Carne”, que será apresentado unicamente no dia 10/03/15, entre 18h e 21h.
Os outros artistas convidados são: Fernando Ribeiro (PR), com “O Datilógrafo”; Grupo Empreza (DF/ GO), com “Vesúvio”; Maikon K (PR), com “DNA de DAN”; Marco Paulo Rolla (MG), com “Preenchendo o Espaço”; Maurício Ianês (SP), com “O Vínculo”; Rubiane Maia (ES), com “O Jardim”; além de Paula Garcia (NY), com “Corpo Ruindo”.
Uma semana antes do início do projeto, os artistas participarão do workshop “Cleaning the House” (“Limpando a Casa”), com Marina Abramović, em um espaço fora de São Paulo. Durante cinco dias, eles farão exercícios que irão prepará-los para realizar as performances de longa duração, adquirindo resistência, concentração, autocontrole e força de vontade.

Espaço “Entre” (“In Between”)
Em uma área exclusiva de 522m2 no Galpão do Sesc Pompeia, o espaço “Entre (In Between)”, funcionará como uma praça pública onde artistas, pesquisadores e o público em geral poderão se reunir para expor ideias e aprofundar seus conhecimentos sobre a arte da performance e a arte imaterial. Será um ponto de encontro para que todos possam relatar suas experiências.
Terá uma programação de performances com Lynsey Peisinger e “Serões Performáticos” do Grupo Empreza. Obras históricas de Marina Abramović serão reperformadas pela artista brasileira Andrea Boller (São Paulo, 1980; vive e trabalha em Berlim e São Paulo). O espaço também servirá para conversas interdisciplinares com convidados de diferentes áreas, atividades educativas e uma série de catálogos e publicações sobre performance e as práticas de Marina Abramović, disponíveis para consulta.

Instituto Marina Abramović
O MAI é uma plataforma dedicada à arte imaterial e às obras de longa duração, como dança, teatro, cinema, música, ópera, ciência, tecnologia e de outras formas de arte que possam se desenvolver no futuro. O instituto incentiva projetos colaborativos, criando novas possibilidades para que tanto os artistas como o público a se envolvam nesta experiência. A sede do MAI será instalada no centro de Hudson, a duas horas da cidade de Nova York, onde podemos encontrar diversas universidades e escolas de artes. Construído em 1929, o prédio de 3.065 m2, que já abrigou um teatro e um armazém de antiguidades, será reformado e, ao final das obras, proporcionará espaço com recursos para que artistas, cientistas e pensadores possam desenvolver novos projetos, bem como realizar palestras, workshops, programas públicos e aulas de ensino contínuo. No projeto está ainda uma extensa biblioteca sobre performance.

|

Programação

* Exposição. Ter. a sáb., 10h/21h; dom., 10h/19h.

*Oito Performances - Classificação indicativa: 12 anos
- Ayrson Heráclito com “Transmutação da Carne”. Data: 10/03/15, das 18h às 21h.
- Maikon K com “DNA de DAN”. Datas: 12, 13 e 14/03/15, das 17h às 21h.
- Marco Paulo Rolla com “Preenchendo o Espaço”. Datas: de 07 a 12/04/15. Horário: 13h às 21h (ter. a sáb.) e 13h às 19h (dom.).
- Paula Garcia, com “Corpo Ruindo”; Maurício Ianês, com “O Vínculo”; e Grupo Empreza, com “Vesúvio”. Data: 10/03/15 a 10/05/15. Horário: 13h às 21h (ter. a sáb.) e 13h às 19h (dom.).
- Fernando Ribeiro, com “O Datilógrafo”. Data: 10/03/15 a 10/05/15. Horário: 13h às 21h (ter. a sáb.) e 13h às 19h (dom.).
- Rubiane Maia, com “O Jardim”. Data: 10/03/15 a 10/05/15. Horário: 13h às 21h (ter. a sáb.) e 13h às 19h (dom.).

*Serões Performáticos por Grupo Empreza. Datas: 14 e 25/03/15, 07, 17 e 29/04/15 e 10/05/15. Horário: 13h às 21h (ter. a sáb.) e 13h às 19h (dom.). Classificação indicativa: 18 anos.

*Reperformances por Andrea Boller
“Freeing the Voice”, 21/03/15, às 17h. Classificação indicativa: 12 anos.
“Freeing the Memory”, 04/04/15, às 17h. Classificação indicativa: 12 anos.
“Freeing the Body”, 18/04/15, às 13h. Classificação indicativa: 18 anos.

* Encontros com Marina Abramović
Datas: 11/03/15 (palestra de abertura) e 26/03/15, 01, 02, 08, 15, 22 e 30/04/15.
Horário: 20h. Tradução simultânea. Classificação indicativa: 12 anos.
Local: Teatro (774 lugares - Sujeito à lotação do espaço).
Retirada de ingressos gratuitos (até dois por pessoa) nas bilheterias da Rede Sesc a partir das 13h no dia de cada palestra.

* Método Abramović
Data: 10/03/15 a 10/05/15. Classificação indicativa: 12 anos.
Cinco sessões diárias de ter. a sáb. e quatro aos domingos e feriados, a partir das 9h30. Inscrições pelo site www.sescsp.org.br/terracomunal, a partir de 03/03/15.
Cada sessão, com 2h30, atenderá aproximadamente a 90 inscritos.

|

Sesc Pompeia
Pompeia: r. Clélia, 93. sescsp.org.br/pompeia

CCBB apresenta segunda edição do festival Música Performance +

O Centro Cultural Banco do Brasil apresenta em 07/03/15, das 16h às 22h, a segunda edição do festival multimídia CCBB Música.Performance, sob o tema “Contamin.AÇÃO”. Através dos estágios de "contágio, transmissão e proliferação", o curador Marcelo D'Avilla convida artistas a realizar performances, instalações, projeções e atrações musicais no prédio do CCBB e arredores. A arte do evento é do coletivo AVAF. Confira a programação gratuita:
|
Instalação "O Dentro é o Fora #espelho" de Ricardo Càstro
Projeção performática "Venusplastia" de Fernando Timba e Lia Jupter

Às 16h - performance "Dança da Chuva - Uma Ação ABRAVANADA Coletiva" de Ricardo Càstro.

Às 17h - performance sonora "/dê rol(ê)/" de Cibelle Cavalli Bastos.

18h - DJ set Márcio Vermelho (Laço) / performance "Conjunctio" com Janaína Carrer.

19h - performance "Bomba" de Eidglas Xavier.

20h - DJ set Paulo Tessuto (Capslock) / performance "Killing My Selfie" de Elisa Band.

21h - performance "Lúcifer" de Felipe Vasconcellos.
|
Mais informações:
Centro Cultural Banco do Brasil
Centro: r. Álvares Penteado, 112, tel. (11) 3113-3651.
www.bb.com.br/cultura

Stela Barbieri apresenta obras e oficinas na Oficina Oswald de Andrade +

A Oficina Cultural Oswald de Andrade realiza em 28/02/15, às 15h, a abertura das exposições-instalações “Para Ver a Paisagem” e “Desfrutar”, da artista e educadora Stela Barbieri. A mostra, em cartaz até 25/04/15, conta ainda com uma residência para artistas que acompanharão a montagem das obras e ações educativas com o público, além de bate-papos com professores e artistas. A curadoria é de Galciani Neves.
“Para Ver a Paisagem” e “Desfrutar” são duas obras-oficinas desenvolvidas para dialogar com o espaço da Oficina Cultural, ocupando a galeria principal do local e também a área externa do prédio. São projetos em que a artista discute a construção do espaço expositivo e da própria obra pelo público.
Em “Para Ver a Paisagem”, o público é convidado a vivenciar as transformações que ocorrem entre algo que acontece como projeto (desenho, vontade) e se materializa no espaço como diálogo, como possíveis arquiteturas, através de estruturas de caixas de papelão.
Em “Desfrutar”, uma espécie de cozinha ao ar livre com hortaliças e frutas abre-se ao público para o preparo de sucos e saladas. A instalação busca promover um espaço de diálogo, já que ali ocorrerão bate-papos entre artistas, educadores e o público.
Ao longo da exposição, haverá agendamentos de grupos – escolares ou não – para Visitas Educativas às instalações. Haverá uma série de atividades práticas de ativação das obras. O agendamento deverá ser feito por meio do email oficinaculturaloswalddeandrade@gmail.com a partir de 02/03/15.
Em 07/03/15, das 10h às 12h, a artista coordenará um Encontro Aberto com professores e educadores das redes pública e privada de ensino sobre as instalações e sobre arte contemporânea. O mote será uma publicação educativa, a partir da qual se desdobrarão discussões sobre possibilidades de seu uso em sala de aula. As inscrições vão até 04/03/15, com seleção dos primeiros inscritos (40 vagas).
Está previsto ainda, em abril, uma Conversa com Artistas, coordenada por Stela Barbieri, com data e convidados a definir.
|
Oficina Cultural Oswald de Andrade
Bom Retiro: r. Três Rios, 363, tels. (11) 3222-2662 / 3221-4704.
Funcionamento: Seg. a sex., 9h/22h; sáb., 10h/18h.
Inscrições: Seg. a sex., 10h/21h30; sáb., 10h30/17h30.

Prêmio Illy Sustain Art recebe inscrições de participantes da SP-Arte +

O Illy Sustain Art recebe até 30/03/15 inscrições para a quarta edição do Prêmio Illy no Brasil. A premiação concede um prêmio de R$ 20.000,00 (vinte mil reis) para um artista brasileiro com até 35 anos de idade. As galerias participantes da Sp-Arte podem indicar o nome de até três artistas para concorrer ao prêmio através do e-mail: premio.illy@sp-arte.com . O Prêmio surgiu com o intuito de revelar e incentivar novos talentos da arte contemporânea em países em desenvolvimento. A SP-Arte contempla a premiação desde 2012 e. Foram selecionados nas edições anteriores os artistas Gustavo Speridião, artista da Galeria Anita Schwartz, em 2012; Waléria Lima, representada pela Galeria Laura Marsiaj, em 2013; e Cristiano Lenhardt, representado pelas galerias Amparo 60 e Fortes Vilaça, em 2014. O nome do vencedor será divulgado durante a SP-Arte/2015, que acontece entre 08 e 12/04/15.

Bolsa ICCo/SP-Arte recebe inscrições para residências internacionais +

O ICCo – Instituto de Cultura Contemporânea recebe até 23/03/15 inscrições para a terceira edição da Bolsa ICCo/SP-Arte 2015, que deve ser realizada através do site: doity.com.br/bolsaiccosp-arte
Nesta terceira edição do evento, são oferecidas duas bolsas internacionais com duração de dois a três meses, sendo uma na Residency Unlimited (RU), em Nova York, Estados Unidos; e outra na Flora, em Honda, na Colômbia.
Podem se inscrever artistas brasileiros ou estrangeiros residentes a mais de dois anos no país, que tenham seu trabalho exposto na 11ª edição da SP-Arte. Cada artista pode ser inscrito uma única vez e não há limite de inscrições por galeria.
No dia 06/04/15 serão divulgados os nomes de 10 artistas pré-selecionados. Os nomes dos dois ganhadores serão divulgados no dia 11/04/15 durante a feira.
Já foram contemplados com a Bolsa Bolsa ICCo/SP-Arte os artistas Bruno Cançado e Alexandre Brandão em 2014 e Marcia Xavier e Rodrigo Braga, em 2013.
|
Mais informações e inscrições: doity.com.br/bolsaiccosp-arte

Exposição de João Turin bate recorde de visitação no Museu Oscar Niemeyer +

A exposição “João Turin – Vida, Obra, Arte”, que esteve em cartaz durante oito meses, no Museu Oscar Niemeyer foi a mais visitada na história do museu. Entre junho de 2015 e fevereiro de 2015, 266 mil pessoas conferiram o legado deixado pelo artista paranaense.
A mostra, que será exibida também na Pinacoteca de São Paulo, ainda este ano, é composta por desenhos, estudos, documentos e cartas do artista paranaense (1878-1949). O destaque da mostra vai para a escultura "Pietá", feita em 1917 para a Igreja de Saint Martin, na Baixa Normandia, França. Uma verdadeira relíquia, a obra estava em uma igreja que foi severamente bombardeada na segunda guerra mundial e permaneceu intacta

MAC de La Coruña recebe inscrições para programa de residências internacionais +

O Museu de Arte Contemporânea de Gas Natural Fenosa, de La Coruña, na Espanha, recebe inscrições entre 02 e 12/03/15 para duas vagas de residências artísticas internacionais. Podem se inscrever artistas de qualquer nacionalidade com menos de 45 anos. As residências têm duração de dois meses, entre 04/05 e 01/07/15, com suporte no valor de 3.900 €, além de um espaço de trabalho e almoços de segunda a quinta-feira.
O regulamento e a ficha de inscrição estão disponíveis no site: http://artistasmac.com/res-int-2015/
|
Mais informações:
Museu de Arte Contemporânea
Avda de Arteixo 171 |. 15007 A Coruña
T. 981 911 476 | mac@gasnaturalfenosa.com
www.mac.gasnaturalfenosa.com | www.facebook.com/gasnaturalfenosa.mac

Clara Ianni, Célio Braga, Hudinilson Jr. e outros brasileiros no exterior +

Os artistas brasileiros Clara Ianni e Fábio Leão foram selecionados para participar da Bienal de las Fronteras, que acontece entre 5 e 31/3 no Museo de Arte Contemporáneo de Tamaulipas, em Matamoros, no México (www.bienaldelasfronteras.org/en/). Com direção executiva e curatorial de Othon Castaneda, a Bienal de Las Fronteras tem como foco promover o diálogo, intercâmbio e discussão crítica acerca da produção artística emergente a nível mundial, bem como dar visibilidade às expressões artísticas mais inovadoras da atualidade. O evento conta ainda com a participação dos artistas Andrés Felipe Castaño, Armando Miguélez Giambruno, Carlos Humberto Ramírez Lara, Claudio Correa, Efraín Salinas Salinas, Emilio Chapela, Eric Bourret, Florencia Levy, Georgina Arizpe Garza, Heliodoro Santos Sánchez, Jessica García de la Garza, Julien Friedler, Luz María Sánchez Cardona, Manuel Mathar, Manuela Viera-Gallo, Maryam Ashkanian, Maya Yadid, Miguel Ángel Ortega, Miriam Medrez, Pablo López Luz, Roberto Juárez Cervantes, Rodrigo Hernández, Rogelio Raúl Meléndez Cetina, Tom Henderson e Verónica Meloni.
|
O artista mineiro e radicado entre São Paulo e Amsterdã Célio Braga (Galeria Pilar) participa entre 13/3 e 7/6 da mostra coletiva “Love & Loss: Fashion & Mortality”, no Lentos KunstMuseum, em Linz, na Áustria (www.celiobraga.net).
|
A mostra “Hudinilson Jr.”, em caratz na Flash Art NY Desk, em Nova York, entre 6/3 e 4/4, apresenta uma coletânea de trabalhos produzidos em grande parte nos anos 80 e que evidenciam a obsessão do artista paulistano pelo corpo masculino. São apresentadas colagens, fotografias, objetos, esculturas e seu cultuado trabalho em xerox. Antes de se dedicar á carreira solo, Hudinilson Urbano Jr. (1957-2013) participou do cultuado grupo paulistano de performances 3NÓS3, composto ainda por Rafael França (1957-1991) e Mário Ramiro (1957). A curadoria da mostra de Hudinilson é de Michele D’ Aurizio e foi financiada pela Galeria Jaqueline Martins (São Paulo), que representa a obra do artista.
|
Marcius Galan (Galeria Luisa Strina) participa da mostra coletiva “Topsy Turvy World”, que acontece entre 25/2 e 30/4 na galeria Häusler Contemporary Zürich, na Suíça. Participam ainda os suíços Beto Boller, Jonas Etter, Arnold Odermatt, Koka Ramishvili e Roman Signer, o norte-americano Richard Allen Morris, os alemães Alicja Kwade e Ariel Schlesinger, e o austríaco Sébastien de Ganay.
|
Fábio Carvalho está mais uma vez em Lisboa, Portugal, onde realiza a intervenção urbana “Aposto”. É a segunda vez que o artista se apresenta na cidade. No ano passado, realizou a intervenção urbana “Migração Monarca”, durante as tradicionais Festas dos Santos Populares de Lisboa, que correspondem às festas juninas brasileiras, acrescentando bandeirinhas de papel de seda em seus “monarcas” (soldados em uniforme camuflado, com asas de borboleta saindo de suas costas), remetendo às migrações das borboletas Monarcas. Para o projeto de intervenção urbana deste ano, chamado “Aposto”, o artista, que é um apaixonado pelos azulejos antigos, tendo até mesmo um projeto paralelo de levantamento dos azulejos antigos em sua cidade natal, o Rio de Janeiro ( http://azulejosantigosrj.blogspot.com.br), criou um novo padrão de azulejo, que foi impresso em papel e depois aplicados com cola de amido em fachadas de prédios lisboetas onde os azulejos originais já estavam em falta, por deterioração ou roubo. Nenhum azulejo real foi encoberto pelos azulejos de papel do artista.
|
O artista James Kudo, atualmente com mostra individual em cartaz na Galeria Zipper (São Paulo), terá mostra individual na primeira edição da feira ART15, entre 21 e 23 de maio, em Londres. Foi selecionado pelo curador Jonathan Watkins. O evento acontece no London’s Global Art Fair (9 Manchester Square,, W1U 3PL).
|
O artista paraense Armando Queiroz (Luciana Caravello Arte Contemporânea) participará este ano da mostra de videoarte Moving Image, em Nova York, entre 5 e 7/5. Apresentará o trabalho “Ymá Nhandehetama”. A obra foi produzida para a 3ª edição do Prêmio CNI-SESI Marcantonio Vilaça (2010/2011) e participou ainda da última Bienal de São Paulo (2014) e das exposições “Amazônia - A Arte”, no Museu da Vale (Vitória, ES) e “Amazônia - Ciclos de Modernidade”, no CCBB (Rio de Janeiro e Brasília).
|
A galeria francesa MdM Gallery apresenta obras inéditas da série “Sudário”, do artista plástico gaúcho radicado no Rio de Janeiro Carlos Vergara (Bolsa de Arte de Porto Alegre). A mostra acontece na igreja de Saint Gervais, no bairro Marais, em Paris. A mostra acontece entre 13/3 e 7/4. “Sudário” dá seguimento ao trabalho inspirado nas Missões jesuítas, que se instalaram no século 17 no Novo Mundo e em sua interação na América do Sul com as tribos indígenas dos Guaranis. A mostra já passou pelo Museu de Arte Contemporânea de Niterói (RJ) e pelo Museu Nacional do Conjunto Cultural de República (Brasilia). www.mdmgallery.com
|
A galeria Marianne Boesky, em Nova York, apresenta a vídeo instalação “Temporal Maps of a Non-Sedimented Land”, do artista mineiro Thiago Rocha Pitta (Galeria Millan) a partir de 22/2. Curadoria de Simon Watson.
|
A filial de Hong Kong da galeria inglesa White Cube apresenta, entre 13/3 e 30/5 uma exposição individual com colagens e pinturas da carioca Beatriz Milhazes (Galeria Fortes Vilaça).

|
Marlon de Azambuja (Galeria Marília Razuk) participa atualmente de diversas exposições ao redor do mundo. Está na coletiva “Installations”, entre 31/1 e 13/3 no Studio Sandra Recio, em Genebra, na Suíça, ao lado de Benoit Billotte e Florent Meng (www.sandrarecio.com). Entre 5/2 e 6/3, Azambuja participa ainda da coletiva “La Angustia de Casi Saber y Quedarse no Sabiendo”, que acontece no espaço Diablo Rosso, no casco Antiguo da Cidade do Panamá. Participam ainda Ricardo Alcaide, Fabrizio Arrieta, Donna Conlon & Jonathan Harker, Federico Herrero e José Lerma. Entre 14/2 e 31/3 se apresenta com o colombiano Santiago Reyes da mostra “Contramuro”, que acontece na galeria Instituto de Visión (institutodevision.com), em Bogotá (Colômbia). A curadoria é de Omayra Alvarado. De 19/2 até 23/4, é um dos artistas selecionados “Ejercicios de Traslado”, curadoria de Osbel Suárez, da qual participam ainda os brasileiros Waltercio Caldas, José Damasceno, Fernanda Gomes, Nelson Leirner, Vik Muniz, Ernesto Neto e Tunga e os artistas latino-americanos Allora & Calzadilla, Francis Alÿs, Alexander Apóstol, Alexandre Arrechea, Fernando Bryce, Yaima Carrazana, José Dávila, Leandro Erlich, Sandra Gamarra, Carlos Garaicoa, Arturo Hernández Alcázar, Alfredo Jaar, Guillermo Kuitca, Glenda León, Jorge Macchi, Marco Maggi, Carlos Motta, Damián Ortega, Liliana Porter, Wilfredo Prieto, Doris Salcedo e outros. A mostra acontece no Centro de Arte Alcobendas, em Madri (Espanha). Não satisfeito, Azambuja organizou em seu ateliê em Madri (Espanha) a mostra coletiva “Todo Terreno – Open Studio”. Além dele, participaram Tony Camargo (Casa Triângulo), Ricardo Alcaide, Jorge Macchi, Javier Nuñez Gasco e Belén Rodríguez. O evento aconteceu entre 27/2 e 1/3. marlondeazambuja.com
|
A Galeria NovaOgiva, no Museu Nacional de Óbidos (Portugal), organiza entre 20/2 e 12/4 a exposição coletiva de cerâmica “Prometheus Fecit”, da qual participam os artistas portugueses Albuquerque Mendes, Beatriz Sanchez Horta Correia, Bela Silva, Catarina Branco, Graça Pereira Coutinho, Isaque Pinheiro, Jorge Abado, Luís Nobre, Maria Pia Oliveira e Sofia Castro, e os brasileiros Carolina Paz, Estela Sokol, Fábio Carvalho e Gabriela Machado. A curadoria é de Maria de Fátima Lambert. A mostra, que já passou pelo Museu Nacional Soares dos Reis (Porto), apresenta as obras resultantes de uma residência artística realizada entre fevereiro e julho de 2014 na Cerâmica PP&A São Bernardo, em Alcobaça (Portugal).
|
Os históricos fotógrafos brasileiros ou aqui radicados José Medeiros, Hans Gunter Flieg, Marcel Gautherot e Thomaz Farkas fazem parte da mostra “Modernidades: Fotografia Brasileira (1940-1964), que a Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, realiza entre 21/2 e 19/4. As obras fazem parte do acervo do Instituto Moreira Salles. A mesma mostra esteve em cartaz no Museu da Fotografia de Berlim em 2013 e tem curadoria de Samuel Titan Jr. (coordenador executivo cultural do IMS), Ludger Derenthal (diretor do Museu da Fotografia em Berlim) e António Pinto Ribeiro (diretor do Programa Gulbenkian Próximo Futuro). Entre 6/5 e 26/7, a mostra segue para Paris, onde será apresentada na Délégation en France da Fundação Gulbenkian.
|
Ernesto Neto, Valeska Soares e Cildo Meireles foram selecionados para a mostra coletiva “Belle Haleine: The Scent of Art”, que aborda o perfume nas artes plásticas. A coletiva acontece no Museu Tinguely, na Basiléia (Suíça) até 17/5 e conta ainda com obras de John Baldessari, Bernard Bazile, Louise Bourgeois, Marcel Broodthaers, Carlo Carrà, Marcel Duchamp, Peter de Cupere, Sylvie Fleury, Jaromír Funke, Yuan Gong, Raymond Hains, Carsten Höller, Bruno Jakob, Oswaldo Maciá, Piero Manzoni, Jenny Marketou, Kristoffer Myskja, Markus Raetz, Man Ray, Martial Raysse, François Roche, Dieter Roth, Ed Ruscha, Daniel Spoerri, Gerda Steiner & Jörg Lenzlinger, Jana Sterbak, Jean Tinguely, Sissel Tolaas, Clara Ursitti, Ben Vautier, Bill Viola, Claudia Vogel, Meg Webster e Anna-Sabina Zürrer. A mostra contará ainda com trabalhos alegóricos dos séculos 16 e 17, de atutores como Cornelis Dusart, Pieter Jansz. Quast, Jan Saenredam, e Jacob Fransz van der Merck.
|
Rivane Neuenschwander e Sandra Ramos estão na coletiva “Fractured Narratives: A Strategy to Engage”, com curadoria de Amy Galpin e Abigail Ross Goodman. A mostra acontece no David Owsley Museum of Art, na Ball State University, em Muncie (EUA), até 3/5. Participam ainda obras de Dawoud Bey, Eric Gottesman, Jenny Holzer, Alfredo Jaar, Amar Kanwar, William Kentridge, An-My Lê, Maya Lin, Goshka Macuga, “Moris” Israel Moreno, Trevor Paglen e Martha Rosler. As obras fazem parte da Alfond Collection of Contemporary Art, de Rollins College, em Winter Park (Flórida), que mantém parceria com a universidade de Muncie.
|
Móveis de Lina Bo Bardi e Roberto Burle Marx estarão em exposição em março na galeria R & Company, em Nova York, que é especializada em mobiliário moderno brasileiro. A mostra coincidirá com a abertura da mostra “Latin America in Construction”, marcada para o fim de março, no MoMA, em Nova York.
|
O artista Daniel Caballero realiza em Lisboa, entre 11/2 e 2/4, a mostra individual “Tóxico Trópico”, com curadoria de Mariaelena Cappucci. A mostra acontece na galeria lisboeta Carlos Carvalho Arte Contemporânea. www.carloscarvalho-ac.com
|
Caio Reisewitz (Luciana Brito Galeria) inaugurou em 12/2 a sua individual “Altamira”, a terceira na Galería Joan Prats, em que exibe fotografias, colagens e vídeos. O título remete ao município paraense onde está sendo construída a usina hidroelétrica de Belo Monte, a terceira maior do mundo e que alterará o curso do rio Xingú, provocando um enorme impacto ambiental na Amazônia e graves transformações sociais em diversas populações indígenas.
|
As monotipias de Mira Schendel (1919-1988) são tema central de mostra individual “Monotypes”, que acontece na sede londrina da renomada galeria suíça Hauser & Wirth até 7/3. A mostra tem curadoria de Taisa Palhares e organização de Olivier Renaud-Clément, Fica em cartaz até 7/3. Além das monotipias, a exposição inclui ainda duas instalações suspensas "Variantes II" (1965) e "Trenzinho" (1965) e a escultura em papel "Droguinha" (anos 60) (www.hauserwirth.com).
|
O paulistano Rodrigo Sassi (Galeria Pilar) inaugura em 3/2 a sua individual “In Between” na galeria Nosco/Frameless, em Londres.
|

O artista f.marquespenteado (Mendes Wood DM) participa da mostra “Rituais com Máscaras – Um Face-a-Face”, no Centro Cultural de Artes José de Guimarães, em Guimarães (Portugal), até 5/4.
|
O Institute of Contemporay Art (ICA), de Boston, abriga até 5/4 a primeira exposição individual em um museu americano da carioca Adriana Varejão (Galeria Fortes Vilaça), com 23 obras produzidas entre 1993 e 2014.
|
O artista plástico e médico mineiro Avilmar Maia participará a partir de 1º de março da exposição do Prêmio Sandro Botticelli, no Museu Casa di Dante, em Florença (Itália).
|
O carioca Daniel Lannes (Luciana Caravello Arte Contemporânea participará em julho e agosto deste ano do programa Kunstresidenz Bad Gastein, uma residência artística na cidade de Bad Gastein, próxima a Salsburgo, na Áustria.

Casa Tomada recebe inscrições para o novo Ciclo de Pesquisas +

A Casa Tomada recebe até 09/03/15 inscrições para o Ciclo de Pesquisas, plataforma de compartilhamento de trajetórias e pesquisas em andamento para artistas, curadores, críticos, escritores, antropólogos, historiadores, músicos, arquitetos, bailarinos ou qualquer outro pesquisador interessado. Na primeira etapa participam Isabella Rjeille e Tainá Azeredo para conversa individual sobre os projetos dos participantes; e na segunda etapa ocorre uma fala pública e debate entre os presentes. As apresentações ocorrem entre 08/04/15 e 29/04/15. Serão dois participantes convidados e até seis selecionados e as inscrições podem ser feitas pelo e-mail inscricao@casatomada.com.br, com ficha de inscrição (www.casatomada.com.br/ciclodepesquisas/2015/ficha_ciclopesquisas_2015.doc) e portfólio, sob o título Ciclo de Pesquisas 2015.
|
Mais informações:
Casa Tomada
Aclimação: r. Brás Cubas, 335, tel. (11) 2532-7455.
www.casatomada.com.br

Hauser & Wirth inaugura seu terceiro endereço em Nova York +

O império da galeria suíça Hauser & Wirth não para de crescer, com duas galerias em Nova York, duas Galerias na Inglaterra e uma em Zurique, na Suíça, a galeria anuncia o endereço de sua terceira unidade em Nova York e marca para janeiro de 2016 a inauguração de uma nova galeria em Los Angeles.
A Hauser & Wirth já possui duas galerias de tamanhos consideráveis em Nova York, uma delas em uma casa no Upper East Side, na 69 Street, entre a Madison e Parque, e outra no Chelsea, na 18th Street, entre a 10th Avenue e 11th Avenue, que foi inaugurada em janeiro de 2013. A nova galeria no 542 West 22nd Street (foto), irá substituir a galeria da rua 18 definitivamente em 2017. O projeto de arquitetura para os mais de 700 m² do espaço está a cargo de Annabelle Selldorf, o arquiteto mais amado dos galeristas de Nova York (que também assinou projetos para as galerias Acquavella, David Zwirner, Gladstone e Michael Werner).
A Hauser & Wirth, que representa a artista brasileira Maria Maiolino e o espólio de Mira Schendel, não participará da 11ª edição da SP-Arte, como vinha fazendo nos últimos anos. No ano passado, Marc Payot, um dos diretores da, disse ao jornal Folha de São Paulo que a galeria não voltaria à SP-Arte antes que caíssem os impostos que incidem sobre as obras de arte no país –a alíquota de cerca de 50% do valor de uma peça cobrada no Brasil é uma das mais altas do mundo, contra uma média de 5% na Europa.

Seminário debate produção da Geração 80 em Fortaleza +

O seminário 80+30, que ocorre entre 04 e 06/03/15 no Centro Cultural Banco do Nordeste, em Fortaleza, integra a programação de exposição homônima que tem como objetivo estimular o debate sobre as artes visuais produzidas no Brasil durante a década de 1980, passados 30 anos da exposição “Como Vai Você, Geração 80?”, realizada na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, em 1984, que tem sido compreendida como marco daquele período.
O evento pretende ir além, atualizando informações sobre trajetórias individuais de artistas atuantes naquele momento, que falarão de suas obras, processos e do contexto. Participam do seminário Analu Cunha, Angelo Venosa, Barrão, Bitú Cassundé, Daniel Senise, Daniela Name, Delson Uchôa, Eduardo Frota, Herbert Rolim, Ivair Reinaldim, Jacqueline Medeiros, Leda Catunda, Luiz Zerbini, Marcelo Campos, Marcus Lontra, Tadeu Chiarelli.
|
Confira a programação:
04/03/15, às 15h - Abertura oficial com Jacqueline Medeiros e os curadores
16h - Mesa 1 – Enamorados da imagem, com Daniel Senise + Bitú Cassundé (falando sobre Leonilson). Mediação: Daniela Name
19h - Mesa 2 –Forma e imanência, com Angelo Venosa + Eduardo Frota.
Mediação: Marcelo Campos
-
05/03/15, às 16h - Mesa 3 – Outros meios e ações coletivas, com Analu Cunha + Herbert Rolim (falando sobre Grupo Aranha). Mediação: Ivair Reinaldim
19h - Mesa 4 – Fragmentos do mundo, com Luiz Zerbini + Delson Uchôa. Mediação: Marcelo Campos
-
06/03/15, às 16h - Mesa 5 – Caleidoscópio pop e popular, com Leda Catunda + Barrão. Mediação: Daniela Name
19h - Mesa 6 – Retrospecto crítico, com Marcus Lontra + Tadeu Chiarelli. Mediação: Ivair Reinaldim
|
Mais informações:
Centro Cultural Banco do Nordeste de Fortaleza
Centro: r. Floriano Peixoto, 941, tel. (85) 3464-3108. Ter. a sáb., 10h/20h; dom., 10h/18h. www.bnb.gov.br/cultura

Claudia Jaguaribe lança edições na Casa Nova Arte e Cultura Contemporânea +

A Casa Nova Arte e Cultura Contemporânea, em parceria com a Editora Madalena, lança em 22/03/15, das 15h30 às 19h, o 'box sobre são paulo" – uma edição especial que contempla os dois últimos livros da artista Claudia Jaguaribe "SobreSãoPaulo" e o recente "EntreVistas" juntamente com um print especial assinado pela artista. O Box, que possui 50 edições, estará disponível no evento juntamente com uma exposição dos trabalhos da mesma série.
|
Mais informações:
Casa Nova Arte e Cultura Contemporanea
Jardim Paulista: Rua Chabad, 61, tel. (11) 2305-2427
www.nacasanova.com

Mônica Esmanhotto e Daniele Dal Col ministram curso no Cemec +

Mônica Esmanhotto e Daniele Dal Col ministram cursos no Cemec
O Cemec – Centro de Estudos do Mercado da Cultura está com inscrições abertas para dois cursos que abordam o mercado de arte. O primeiro deles “Mercado de Arte – O Sistema a Arte e Internacionalização”, é ministrado por Mônica Mônica Novaes Esmanhotto, gerente executiva do Latitude – Platform for Brazilian Art Galleries Abroad. As aulas, que acontecem nos dias 07 e 08/03/15, das 09h às 17h, abordam peculiaridades deste segmento da economia, possibilitando ao aluno reciclar seus conhecimentos e visualizar novas oportunidades de atuação profissional. Valor: R$ 624,00.
O segundo curso “Gestão de Carreira para Artistas Visuais -Visão Estratégica no Mercado de Arte”, é ministrado por Daniela Dal Col, diretora da Galeria Superfície e consultora de Arte. Com aulas entre 15/04 e 08/07/15, totalizando 42h, o curso visa desenvolver no artista visual competências de gestão, decisórias e de comunicação para que além do desenvolvimento do trabalho artístico, ele também esteja preparado para administrar a sua carreira. O objetivo do curso é desenvolver no artista visão estratégica da carreira com foco no desenvolvimento em médio e longo prazo, além de competência emocional, decisória e de comunicação, através de ferramentas para que o artista possa planejar e organizar seu próprio trabalho, a partir do conhecimento de normas, processos e fluxos. Valor: R$ 1872,00
|
Mais informações:
Rede Cemec
Bela Vista: rua Silvia, 423. http://redecemec.com

Designer brasileiro Fernando Degrossi é vencedor de concurso da Heineken +

O designer brasileiro Fernando Degrossi venceu o concurso internacional da Heineken e criou design para edições comemorativas dos 140 anos da cervejaria. A competição recebeu cerca de dois mil inscritos. Para comemorar, a Heineken arma uma festa em 25/02/15, às 19h, no Heineken up on the Roof, no Edicio Martinelli. A festa conta com os DJs Lara Gerin, Theodoro Cochrane.
|
Mais informações:
Heineken Up on the Roof @ Edifício Martinelli
Av. São João, 35 - Terraço

Obras de artistas contemporâneos figuram em comercial da Leroy Merlin na TV +

A rede de materiais de construção Leroy Merlin estreou em 05/02/15, no intervalo da novela “Império”, da TV Globo, um vídeo que conta com a participação de obras de sete artistas plásticos brasileiros contemporâneos: Eduardo Srur, Flávio Junqueira, Selvva, Yiann Saura, Tulio Pinto, Laerte Ramos e Carol Gay. As obras foram produzidas pela Attack, com curadoria de Srur, à convite da agência Loducca. A filmagem é da Conspiração Filmes.
O vídeo de um minuto tem direção fotográfica de Robert Yeoman (do filme “O Grande Hotel Budapeste”, ganhador de quatro Oscar e também do último Globo de Ouro). Ele apresenta 14 obras criadas com materiais e produtos vendidos nas Leroy Merlin. Foram utilizados cerca de 5 mil produtos na criação dos trabalhos. Algumas das peças, como "Tornado", de Srur, foram exibidas até 13/02/15 na Galeria Rabieh, em São Paulo (SP).

Arco Madri chega a 34ª edição com participação de 13 galerias brasileiras +

Uma das mais tradicionais pontes da arte latino-americana na Europa, a Feira Arco Madri, abre o calendário de feiras de arte internacionais. Em sua 34ª edição, a feira destaca a politizada arte produzida na Colômbia, país homenageado e ocorre entre 25 /02 e 01/03/15, no Centro de exposições Ifema, em Madri. Participam 218 galerias, provenientes de 29 países, apresentando obras e artistas de maior projeção internacional.
O Brasil conta com a participação de 13 importantes galerias, as paulistanas Baró, Casa Triângulo, Dan, Emma Thomas, Jaqueline Martins, Leme, Luciana Brito, Luisa Strina, Millan, Pilar e Vermelho e as cariocas Anita Schwartz e Silvia Cintra + Box4. Embora a representação brasileira seja menor que no ano passado, a feira vem reconquistando a confiança de grandes casas brasileiras como a Millan e a Luisa Strina, que não participaram das últimas edições. Deixaram de participar do evento a Mendes Wood DM, a Dconcept, ambas de São Paulo, e a Ybakatu Espaço de Arte, de Curitiba.
|
Mais informações:
www.ifema.es/arcomadrid_01

Casa Tomada recebe inscrições de pesquisas artísticas, teóricas ou curatoriais +

A Casa Tomada recebe até 09/03/15 inscrições de pesquisas artísticas, teóricas ou curatoriais para o projeto Ciclo de Pesquisas. O projeto nasceu da necessidade de estabelecer cruzamentos e conversas entre artistas e público ou entre as artes visuais e outras áreas do conhecimento, criando um espaço para compartilhar trajetórias, criar diálogos, experimentação. Artistas, curadores, antropólogos, músicos, escritores, etc. compartilham suas trajetórias e pesquisas em andamento através de apresentações abertas ao público na Casa Tomada, nas seguintes datas: 08, 15, 22 e 29/04/15.
O programa divide-se em duas etapas: a primeira consiste em uma conversa individual sobre os trabalhos realizados anteriormente e um acompanhamento na elaboração de uma apresentação pública, com Isabella Rjeille e Tainá Azeredo, gestoras do projeto. Para a segunda etapa, aproveitando-se do espaço informal da Casa Tomada, os participantes participam de uma fala aberta, promovendo um debate e troca direta entre os presentes na ocasião.
|
Mais informações e ficha de inscrição: www.casatomada.com.br/ciclodepesquisas/2015|
-
Casa Tomada
Aclimação: r. Brás Cubas, 335, tel. (11) 2532-7455. www.casatomada.com.br

Marcelo Araújo é condecorado com a Ordem de Mérito Civil de Portugal +

O Secretário de Estado da Cultura de São Paulo, Marcelo Mattos Araújo, recebe em 19/02/15, às 19h, no Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, a condecoração com a Ordem de Mérito Civil, no grau de comendador, pelo Presidente da República português, Aníbal Cavaco e Silva, através embaixador de Portugal no Brasil, Francisco Ribeiro Telles.

As autoridades portuguesas deram testemunho público de reconhecimento pela trajetória profissional e pessoal de Araújo, que no quadro das funções públicas que vem exercendo em São Paulo, contribui de forma valiosa para o reforço da cooperação e dos laços entre os dois países, bem como para o conhecimento e divulgação da arte e cultura portuguesas no Brasil.

Casa da Dona Yayá recebe inscrições para curso de conservação de fotografias +

A Casa da Dona Yayá recebe entre 02/03/15 e 10/03/15 inscrições para o curso de difusão “Conservação de Filmes Fotográficos”, em parceria com Centro de Preservação Cultural da Universidade de São Paulo (CPC-USP), com sede no local. O curso propõe apresentar as características físicas dos filmes fotográficos como acervo, além de identificar os materiais componentes de deterioração, as diferentes ações de conservação, confecção de embalagens de acondicionamento e higienização. Ao final será realizada visita técnica monitorada a uma instituição com acervo de materiais fotográficos. As aulas são ministradas pelos restauradores Leandro Melo e Giselle Rocha e ocorrem entre 09/04/15 e 21/05/15. 20 vagas. Taxa de R$ 180. As inscrições podem ser feitas pelo link www.facebook.com/cpcusp. Há cinco vagas gratuitas destinadas a docentes, discentes, funcionários da USP; terceira idade e para comunidade.
|
Mais informações:
Casa de Dona Yayá
Bela Vista: r. Major Diogo, 353, tel. (11) 3106-3562.
www.usp.br/cpc

Artista chilena ocupa praças e avenidas da zona sul da capital com pinturas +

Avenidas, ruas e praças da região de Santo Amaro recebem 14 instalações da artista chilena radicada no Brasil Nicole Tijoux. Suas obras, na maioria óleo sobre tela, contrastam com a agitação da cidade trazendo silêncio e melancolia em paisagens azuis que retratam cenas em piscinas.

Confira os locais:
1) Praça Augusto Tortorello de Araújo (Estátua do Borba Gato)

2) Praça Marcos Manzini (Biblioteca Prestes Maia)

3) Canteiro Central na Av. Interlagos, altura do nº 4300 (Av. Interlagos x Av. Nações Unidas)

4) Praça Ruy de Amorim Cortez

5) Praça Salvador Strano (na confluência da Av. Bandeirantes com Av. Antonio de Macedo Soares)
6) Av. Roque Petroni Junior altura do nº 1089 (em frente ao Shopping Morumbi)
7) Canteiro Central na Av. Washington Luis (em frente ao Aeroporto de Congonhas)
8) Canteiro entre a Av. Washington Luis e Av. Nossa Sra. do Sabará
9) Praça Dona Benta Vieira
10) Canteiro de retorno da Av. Mário Villas Boas Rodrigues
11) Praça Embaixador Cyro e Freitas Valle (localizada à Av. Prof. Alceu Maynard Araújo)
12) Canteiro Central da Av. Roberto Marinho
13) Canteiro Central da Av. Dr. Chucri Zaidan
14) Canteiro Central da Av. Nações Unidas, próximo ao shopping Morumbi.

Instituto Tomie Ohtake recebe inscrições para 2º prêmio de arquitetura +

Em busca de reconhecer o trabalho de jovens arquitetos e escritórios de talentos notáveis, o Instituto Tomie Ohtake e a companhia global AkzoNobel apresentaram a 2ª edição do Prêmio de Arquitetura Tomie Ohtake AkzoNobel 2015.
As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas até 10/04/15 no site da instituição (www.institutotomieohtake.org.br), onde está disponível o regulamento e a ficha de inscrição.
O prêmio é exclusivamente destinado a arquitetos brasileiros ou estrangeiros que vivam no Brasil há pelo menos dois anos, com até 45 anos de idade, e projetos arquitetônicos construídos nos últimos oito anos.
A intenção é dar continuidade ao mapeamento da produção arquitetônica contemporânea, reunindo trabalhos que promovam discussão acerca das formas urbanas atuais nos seus diversos aspectos, tais como mobilidade, habitação, relação entre espaços públicos e privados, paisagens naturais e construídas, entre tantos outros desafios presentes em cada projeto.
O Prêmio vai selecionara até 10 arquitetos para uma exposição dos projetos no Instituto Tomie Ohtake, entre eles, três serão premiados com viagens internacionais para cidades onde a arquitetura e o urbanismo tem grande valor. A comissão de jurados é composta pelos arquitetos Abílio Guerra, Carlos Teixeira, Priscyla Gomes e Shundi Iwamizu.
Premiação:
1º Lugar– Troféu e destaque no Catálogo Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel 2015, em cerimônia oficial.
– Viagem a Seul, Coreia do Sul.

2º Lugar – Troféu e destaque no Catálogo Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel 2015, em cerimônia oficial.
– Viagem a Doha, Qatar.

3º Lugar – Troféu e destaque no Catálogo Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel 2015, em cerimônia oficial.
– Viagem a Bogotá, Colômbia.
|
Mais informações: www.institutotomieohtake.org.br

Projeto As Cidades Descaradas recebe inscrições até o dia 22 +

O projeto colaborativo “As Cidades Descaradas”, criado pela artista visual Viviane Gueller, faz um mapeamento de situações ordinárias capturadas da vida cotidiana que resultarão em intervenções em Belém (PA) e Belo Horizonte (MG). A convocatória fica aberta até 22/02/15.
A primeira etapa, em Belém, está marcada para a primeira semana de março. No dia 03/03/15, às 18h, Viviane fará parte do Café Fotográfico, no Centro Cultural Sesc Boulevard, projeto iniciado em 2008 pela Associação Fotoativa que propõe a difusão e o debate da produção e do pensamento crítico a partir da fotografia e seus diálogos com a imagem. O projeto ocorre por meio de um encontro mensal em que convidados dialogam com o público a partir de apresentações de pesquisas, artigos, projeções de imagens e relatos de experiência no campo da imagem. No dia 06/03/15 está programada a intervenção no Mercado Municipal de Carne Francisco Bolonha, quando os materiais audiovisuais enviados pela convocatória serão apresentados. O Mercado, recentemente restaurado, foi construído em 1867 e remodelado em 1908 com uma estrutura de ferro que retrata a Belle Époque.
Viabilizado pelo Programa Rede Nacional Funarte Artes Visuais – 11ª edição, “As Cidades Descaradas” iniciou sua trajetória através do trabalho de Viviane, que garimpa e edita imagens e sons, colecionando um arquivo audiovisual de situações inusitadas, para então propor intervenções urbanas, devolvendo o trabalho para o lugar onde ele nasceu.
Em Belém e Belo Horizonte, uma artista-anfitriã recebe a artista e o projeto: em Belém, Flavya Mutran; em Belo Horizonte, Janaína Rodrigues.
Para participar do projeto, os interessados devem enviar para o email ascidadesdescaradas@gmail.com a gravação de sons com até 3 minutos de duração (ruídos, vozes, leituras) ou vídeos de até 5 minutos de duração (cenas urbanas, rurais, domésticas). Os arquivos podem ser disponibilizados em qualquer formato de áudio ou vídeo. Estes registros vão ser utilizados como material bruto para a edição final e os nomes de todos os participantes irão constar na ficha técnica do trabalho.
Mais informações em www.facebook.com/ascidadesdescaradas

BNDES divulga lista de eventos que recebem patrocínio em 2015 +

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou alista de projetos culturais que receberão patrocínio em 2015. Recebem apoio da iniciativa 12 projetos musicais e literários, além de 19 outros festivais em todo o Brasil, como a Festa Literária de Paraty (FLIP) e festivais de cinema como o MIMO, que acontece em Olinda (PE), Ouro Preto (MG), Paraty (RJ), a e pela primeira vez em Tiradentes (MG).
Entre os selecionados na categoria Música estão projetos como o 4º Festival de Música Barroca de Alcântara (MA), o Rio Cello Encounter
(RJ/CE), o Festival de Música em Trancoso (BA), o 3º Festival Internacional da Sanfona (PE/BA), entre outros.=. Entre os projetos selecionados em literatura estão a 4ª Festa Literária das Periferias (Flupp 2015), o 3º Festival de História, a 10ª Feira Nacional do Livro/Festival Literário de Poços de Caldas (Flipoços 2015) e a 15ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto.

Confira a lista de eventos selecionados para o 1º período de 2015:
•    Música
Orquestra Sinfônica de Heliópolis
Festival Música em Trancoso 2015
3º Festival Internacional da Sanfona
Flupp 2015
Plano Anual Cultural 2015 do Mozarteum Brasileiro
10ª Flipoços
2ª Conferência Internacional Multiorquestra: a Orquestra e a Cidade
6º Circuito Música Brasilis – Música, Doce Música
3º Festival de História (Festhist 2015)
15ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto
4º Festival de Música Barroca de Alcântara
Rio International Cello Encounter

•    Cinema
Anima Mundi 2015/Circuito Anima Mundi 2015
38ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo
Festival do Rio
10ª Mostra de Cinema de Ouro Preto (CineOP 2015)
É Tudo Verdade
13º Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI 2015)
Festival Latino-Americano de Cinema Ambiental/13º FestCine Amazônia Itinerante
Recine
CinePE Festival do Audiovisual 2015
25º CineCeará – Festival Ibero-Americano de Cinema
6º CineFest Brasil – Montevidéu
8º CineFest Brasil – Canudos
6º CineFest Brasil – Buenos Aires
48º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro
43º Festival de Cinema de Gramado
4º Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba
Festival de Vitória
|
www.bndes.gov.br/patrocinio

Denis Bruza Molino promove curso e conferências sobre a História da Arte +

O professor de arte Denis Bruza Molino promove no primeiro semestre de 2015 o “Arte & Café - Curso de História da Arte” na Doceria Moscatel. São oficinas sobre historia da arte além de conferência sobre importantes nomes da pintura do século 19. As inscrições podem ser feitas pelo telefone (11) 3853-0954 ou pelo e-mail curso@moscatel.com.br .
Estudantes e aposentados tem 20 % de desconto. Confira o cronograma:
|
Cursos
Introdução à História da Arte I - Antiguidade
De 05/03 a 23/04/15 – quintas-feiras, das 19h30 às 21h45.
valor: 560,00
-
Introdução à História da Arte II - Renascimento
De 07/05 a 02/07 – quintas-feiras, das 19h30 às 21h45.
valor R$ 560,00
-
Os Mitos na Pintura
De 06/05 a 27/05/ - quartas-feiras, das 19h30 às 21h45.
R$ 280,00.
-
Conferências “Modernos ou malditos”
Terças-feiras, das 19h30 às 21h45
24/02 - Goya
17/03 - Courbet
14/04 - Gauguin
12/05 - Van Gogh
09/06 - Munch
R$ 80,00 por aula.
|
Doceria Moscatel
Bixiga: rua Treze de Maio, 655, tel. (11) 3853-0954.