destaques
conteúdo
publicidade
curtas

Museu do Açude ganha três obras permanentes - Rio de Janeiro (RJ) +

O Museu do Açude, no Rio de Janeiro (RJ), ganha em 31/07/16, a partir das 12h, obras permanentes de Waltercio Caldas, José Resende e Angelo Venosa, enriquecendo o espaço de instalações permanentes do local, que já conta com obras de Iole de Freitas, Lygia Pape, Nuno Ramos, Helio Oiticica, Anna Maria Maiolino e Eduardo Coimbra.
Em uma obra em aço inoxidável de 14m de altura por 6m de largura, o carioca Waltercio usará a grama da Floresta da Tijuca (onde fica o museu) como parte da produção, uma abordagem sobre a relação do azul do objeto com o próprio céu.
Já o paulistano José Resende é autor de uma escultura para o Museu do Açude que foi devastada por uma tempestade em 2002. Agora, ele foi convidado para criar uma nova instalação. A peça é uma linha reta, solta no espaço, que aparece inesperadamente, feita com tubo de aço e placas de granito cinza claro.
O também paulistano Angelo Venosa apresenta um objeto feito em madeira, com técnica usada em construção de barcos. A obra, de forma arredondada, mede 2,4m nas três dimensões e tem 300kg.
|
Museu do Açude – Rio de Janeiro (RJ)
Estrada do Açude, 764, Alto da Boa Vista, tel. (21) 3433-4990.
Diariamente, exceto terças-feiras, das 11h às 17h.

Mariana Pinto realiza oficina de desenho no B_arco (São Paulo / SP) +

A modelo-vivo Mariana Pinto realiza a oficina de desenho livre “Desenha-me” no Centro Cultural B_arco, em São Paulo (SP), de 01 a 04/08/16 (seg. a qui., 19h30/22h30). Inscrições até 01/08/16. O preço é R$ 290.
É abordado o estudo dos efeitos dos movimentos sugeridos e da interdependência dos elementos constitutivos das situações extra-cotidianas e de aprendizagem. Estudos dos objetivos servem como norteadores da ação educativa. São estudadas a representação de formas na perspectiva, no uso de luz e sombra na figura humana, com inspiração nos artistas clássicos e modernos. Tem 5% de explanações teóricas e 95% de prática.
O objetivo é aprimorar a expressão artística de cada aluno e gerar conteúdo de crítica diante de suas obras e dos colegas de oficina, com análise dos efeitos das mudanças adquiridas durante o curso.
|
Centro Cultural B_arco - São Paulo (SP)
Pinheiros: r. Dr. Virgílio de Carvalho Pinto, 426, tel. (11) 3081-6986.
http://barco.art.br/desenha-me

Laura Belém ministra curso gratuito na Chácara Lane +

A Chácara Lane | Museu da Cidade de São Paulo recebe até 26/07/16 inscrições para o curso "Paisagem, Natureza e Meio-Ambiente na Arte Contemporânea", com a artista Laura Belém. O curso é gratuito, e as inscrições são feitas mediante a envio de portfólio ou carta de intenção e cv para o email: chacaralane@gmail.com. O curso ocorre entre os dias 30/7 e 05/08/16.

Vencedores do Prêmio Brasil Fotografia participam de encontros gratuitos +

O Espaço Cultural Porto Seguro promove nos sábados (23 e 30/07; e 06 e 13/08, sempre às 14h) a série de encontros gratuitos “Diálogos” que conta com a participação de vencedores do Prêmio Brasil Fotografia 2015 e curadores. Os encontros, que tratam dos processos produção e criação dos ensaios artísticos, serãotransmitidos pelo site www.premiobrasilfotografia.com.br para que um maior número de pessoas tenha acesso às reflexões.

Confira a programação:

Dia 23/07/16 – Sábado, às 14h
“Fotografia Virtual”, com Leticia Ranzani e Lúcia Py

Dia 30/07/16 – Sábado, às 14h
“O Olhar Estrangeiro”, com Marcos Muniz e Simonetta Persichetti

Dia 06/08/16 - Sábado, às 14h
“O Externo e o Interno”, com Edu Simões e Ligia Jardim

Dia 13/08/16 - Sábado, às 14h
“Multiversos, O Conceito Expandido”, com Paula Almozara e Cildo Oliveira
|
Mais informações:
Espaço Cultural Porto Seguro
Campos Elíseos: alameda Barão de Piracicaba, 610, tel. (11) 3226-7361. www.espacoculturalportoseguro.com.br

Conjunto Moderno da Pampulha é tombado pela Unesco como patrimônio mundial +

O Conjunto Moderno da Pampulha, em Belo Horizonte, é mais novo Patrimônio Mundial no Brasil. Composto pela Igreja de São Francisco de Assis, o Cassino (atual Museu de Arte da Pampulha), a Casa de Baile (Centro de Referência em Urbanismo, Arquitetura e Design de Belo Horizonte) e o Iate Golfe Clube (Iate Tênis Clube), construídos entre 1942 e 1943, o conjunto foi projetado por Oscar Niemeyer e conta com colaborações artísticas de Cândido Portinari, Alfredo Ceschiatti, Augusto Zamoyski, Paulo Werneck e José Alves Pedrosa e do paisagista Roberto Burle Marx. O conjunto da Pampulha é o 20º sítio brasileiro reconhecido mundialmente pela Unesco – a lista inclui patrimônios culturais e naturais, como o complexo de áreas protegidas na Amazônia, o plano piloto da cidade de Brasília ou o Centro Histórico de Salvador.

Armando Queiróz, Fernanda Eva, Daniel Lie e outros brasileiros no exterior +

Domaine de Saint-Véran é o nome da nova residência de artistas brasileiros em Vaison- la- Romaine, na Provence, na França. Totalmente restaurada para abrigar um novo espaço para arte contemporânea, “La Galerie” abre sua portas neste verão com o primeiro grupo de artistas convidados: Bruno Schmidt, Roberto Barciela, Heloisa Maia e Rosane Franco, com supervisão de Fréderíc Vinzia. Endereço: La Galerie, 28, Rues des Fours, Cité Médiévale, 84110 Vaison-La-Romaine, France.
|
O Centro Cultural Solar dos Condes de Vinhais, em Vinhais (Portugal), recebe de 6/7 a 14/9 a exposição individual da arte plástica luso-brasileira Fernanda Eva. São apresentadas 13 obras em acrílica sobre tela com a temática de azulejos portugueses e afins. São retratados animais, igrejas e pessoas da região. Como diz o curador Franchini : "na fase dos azulejos portugueses, que se seguiu a uma residência artística na cidade do Porto , Fernanda Eva começou a retratar com absoluta maturidade e domínio das técnicas os belos azulejos que ia captando nas suas visitas a cidade, misturando-os com visões dos sonhos e fantasias , que foi colhendo nos seus passeios alguns dos quais por Trás-os-Montes.".
|
Paulo Climachauska (Galeria Nara Roesler) realiza a mostra “A Pele e a Espessura do Desenho” na Casa Museu Guerra Junqueiro, na cidade do Porto, em Portugal, entre 8/7 e 4/9/16.
|
A artista carioca Maria Lynch (Blau Projects) realiza até 30/7 a mostra “Spaces and Spectacles”, na Wilding Cran Gallery, em Los Angeles (EUA). É a primeira exibição dos trabalhos da artista na cidade e conta com novas pinturas, esculturas moles e um sala de experiência, uma instalação imersiva que ocupa quase metade da galeria com esferas de plástico coloridas com a trilha sonora produzida por Rodrigo Amarante. Endereço: 939 South Santa Fe Ave, Los Angeles, California, EUA.
|
O Centro Português de Fotografia, da cidade do Porto, uma das mais importantes instituições da Europa e que detém um dos maiores acervos de toda Portugal, abre suas portas para receber entre 15/7 e 30/10 para receber a exposição “Only You”, do fotógrafo brasileiro Leonardo Kossoy, com curadoria do escultor e gravurista Emanoel Araujo (criador e diretor do Museu Afro Brasil). Kossoy já apresentou a mostra em São Paulo (Instituto Tomie Ohtake), Niterói (Palácio dos Correios) e no Rio de Janeiro (Centro Cultural Correios).
|
A mostra “Miniature – Disegni di Marina Perez Simão” apresenta artista representada pelas galerias paulistana Mendes Wood DM e carioca Luciana Caravello, com curadoria de Bernardo Mosqueira. A mostra acontece na Galleria Candido Portinari, no Palazzo Pamphilli,, embaixada do Brasil em Roma (Piazza Navina 10), entre 7 e 29/7.
|
Dona de uma coleção que reúne grandes nomes da arte mundial, a Tate Modern, em Londres, exibe, na mostra “In The Studio”, uma parte dessa coleção que ocupará por tempo indeterminado o segundo andar do museu. Dentre os trabalhos selecionados para essa mostra estão duas fotos de Gaspar Gasparian: (Mediunico, c.1950) e (Triplice, 1958), que se encontram na terceira sala expositiva intitulada “Composing for the Camera Room”. A sala, dedicada a fotografia, conta com curadoria de Shoair Mavlian.
In the Studio busca investigar o elo entre a arte e a experiência individual, seja através da experiência do artista ou do espectador. A exposição é gratuita e permanente.
|
A Galeria Espaço Arte organiza em Miami a exposição “Confluences in Brazilia Contemporary Art, com obras de Claudio Tozzi, Yuli Geszti, Marcos Coelho Benjamin, Arthur Luiz Piza, Eduardo Sued e Marysia Portinari, entre outros. A mostra acontece em parceria com a galeria norte-americana Art& Design Gallery. Fica em cartaz entre 21/7 e 13/8. Endereço: 8690 Biscayne Blvd. #2, Miami, FL, 33138, USA, tel.(305) 762 5896.
|
Juliana Cerqueira Leite (Casa Triângulo) participa da 5th Moscow International Biennial for Young Art. A curadoria é de Nadim Samman e a mostra acontece no Trekhgornaya Factory, em Moscou (Rússia) entre 1/7 e 10/8/16.
|
Albano Afonso (Casa Triângulo) apresenta a mostra individual “Self Portrait as Light”, com curadoria de Aluice Gray Stites, no 21C Museum Hotel, em Louisville (EUA), até 28/8/16.
|
Lucia Koch está na mostra “Human Ecology”, na filial norte-americana da Galeria Nara Roesler, em Novan York, ao lado de Isaac Julien e Eduardo Navarro. A mostra fica em cartaz de 13/7 a 3/9/16.
|
Paulo Bruscky (Galeria Nara Roesler) participa da mostra “Space to Dream – Recent Art From South America”, em cartaz na Auckland Art Gallery, em Auckland, na Nova Zelândia, até 18/9. O artista também foi selecionado para a mostra coletiva Under the Same Sun: Art From Latin America Todaqy, em cartaz na South London Gallery, em Londres, no Reino Unido, até 4/9.
|
Daniel Lie (Casa Triângulo) participa da mostra “Tá Tranquilo, Tá Favorável”, uma curadoria de Paula Borghi que acontece no espaço Hellerau, em Dresden, na Alemnha, até 30/6. Também realiza a individual “Até Onde Você Pode Descer”, no Change-Change Project, em Budapeste (Hungría), entre 7 e 28/7. A mostra acontece nas ruínas de uma antiga tradicional loja de doces. Será a segunda exposição do projeto Change-change, dos artistas Bruno Baptistelli e Sari Ember.
|
Sérgio Sister (Galeria Nara Roesler) participa da coletiva “International Series: Contemporary Artists From Brazil”, no Turchin Centre, em Boone (EUA), até 3/12.
|
O baiano Arthur Scovino (Casa Triângulo) participa, junto com o coletivo Avaf e a paulista Sandra Cinto da mostra “Soft Power, Arte Brasil”, com curadoria de Robert Roos e Judith Van Meeuwen, no Kunsthal Kade, na cidade de Amersfoort, na Holanda. A mostra fica em cartaz até 28/8.
|
O paraense Armando Queiróz (Luciana Caravello Galeria de Arte, no Rio de Janeiro, e Orlando Lemos Galeria, em Belo Horizonte) participa da mostra “Schöne ferne Welten” (Belos Mundos Distantes), em Munique, na Alemanha, até final de julho. A mostra faz parte do próximo festival de ópera de Munique, que começa no final de junho e corre durante aproximadamente um mês (https://www.staatsoper.de/opernfestspiele.html). Serão apresentadas as obras “Les Indes Galantes de Rameau” e “Mare Nostrum de Kagel”, um projeto do Goethe-Institut na Alemanha em parceria com o Münchner Staatsoper (Teatro municipal de Munique). Ambas trazem temas ligados à interculturalidade, imaginação, projeção do outro, clichês e exotismos. Para explorar estes temas, o festival está organizando um encontro previsto para acontecer no dia 10/07/2016 em Munique intitulado Schöne ferne Welten (Belos Mundos Distantes), com Armando Queiroz e Almires Martins como convidados.
|
Francisco Maringelli (Galeria Mezanino), junto com Andreas Kramer, expõe suas xilogravuras na Grafik Studio Galerie, em Berlim, entre 6 e 28/7.
|
Mariannita Luzzati (Galeria Marcelo Guarnieri) exibe pinturas, desenhos e vídeos na embaixada do Brasil, em Bruxelas, na Bélgica, entre 8/6 e 26/8. Curadoria de Cristina Barros-Greindl.
|
O fotógrafo Caio Reisewitz apresenta no Museo de Albacete, na Espanha, a mostra “Ingenios de Hoy” até 18/8. Nela, Reisewitz aborda a potência industrial da Comunidad de Castilla – La Mancha, terra natal de Dom Quixote, aparentemente ancorada em seu passado agrícola. O artista viajou por diversas cidades da Comunidad, registrando suas empresas de tecnologia, centros astronômicos e de hidrogênio, institutos fotovoltaicos, centrais térmicas e vinícolas com denominação de origem. A mostra faz parte da programação do Photoespaña, que este ano tem como tema “Visiones de la Mancha”, em comemoração ao 4º Centenário da morte de Miguel de Cervantes (1547-1616).
|
O cyber-erotic artista Eduardo Kac protagoniza uma mostra individual no La Plaque Tournante, em Berlim (Alemanha), entre 14/9 e 17/11. O artista participa ainda das seguintes coletivas: “Osmoboxes”, na Waterfall Gallery, em Nova York (até 31/8); “Move 36 Suite”, no Victoria & Albert Museum, em Londres (até 30/9); “Möglichkeit Mensch”, no Zeppelin Museum, em Friedrichshafen (Alemanha, até 9/10); da Bienal de la Fundación ONCE, em Madri (Espanha, até 20/9); da coletiva “Poner el Cuerpo”, na Henrique Faria Gallery, de Buenos Aires (até 20/7); da mostra “Say It with Flowers”, entre 26/6 e 23/10, no Museum Schloss Moyland Foundation, em Bedburg-Hau, na Alemanha; da International Digital Art Biennial 2016, entre 3/6 e 4/9, em Montreal, no Canadá; e da mostra “Snacks”, entre 16/7 e 16/10, na Power Station of Art Shanghai, na China. Kac tem ainda uma individual na La Plaque Tournante, em Berlim, entre 14/9 e 17/11. www.ekac.org
|
O coletivo AVAF (Assume Vivid Astro Focus), da Casa Triângulo, ganha mostra individual na Sammlung Goetz, em Munique, na Alemanha, entre 9/7 e 3/12/16. Curadoria de Susanne Touw. Participa ainda das mostras coletivas “Manifesta 11”, curadoria de Manuel Scheiwiller, no Cabaret Voltaire, em Zurich, na Suíça, a partir de 29/7.
|
Vik Muniz (Galeria Nara Roesler) é o primeiro artista contemporâneo a ganhar exposição no The Mauritshuis, em Haia, na Holanda, museu fundado por João Mauricio de Nassau e considerado um dos mais importantes museus do país. A mostra é a maior da série “Verso”, com cinco novos trabalhos feitos a partir de obras primas da coleção do museu: “A Menina om Brinco de Pérola”, de Vermeer, e “A Lição de Anatomia do Dr. Nicolaes Tulp”, de Rembrandt. A mostra fica em cartaz de 9/6/16 a 4/9/16. A maratona internacional de Vik Muniz inclui ainda a mostra individual “Vik Muniz: A Retrospective”, no High Museum of Art, em Atlanta (EUA), até 21/8; participação na mostra “Everything You Are I Am Not”, no Mana Contemporary, em New Jersey (EUA), até 1/8; na coletiva “International Series: Contemporary Artists From Brazil”, no Turchin Centre, em Boone (EUA), até 3/12; na Itália, a participação no pavilhão brasileiro na 15ª Bienal de Arquitetura de Veneza (até 27/11); e em Lugano, na Suíça, está na mostra “And Now the Good News”, no MASI, até 14/8/16.
|
Alice Miceli (Galeria Nara Roesler) participa da 5ª Moscow International Biennale for Young Art, no Trekhgornaya Manufaktura Exhibition Space, em Moscou, na Rússia, até 10/8.
|
Virgínia de Medeiros (Galeria Nara Roesler) foi selecionada para a mostra ”Behind the Sun – Pipa Prize”, que acontece na Manchester Metropolitan University, no Reino Unido, até setembro. A artista participa ainda das mostras “La Réplica Fiel”, em cartaz no espaço ca2m, em Madri, na Espanha, até 25/9; e “Soft Power. Arte Brasil”, no Kunsthal Kade, na cidade de Amersfoort, na Holanda, com curadoria de Robert Roos e Judith Van Meeuwen. A mostra fica em cartaz até 28/8.
|
O fotógrafo mineiro Cao Guimarães (Galeria Nara Roesler) está na mostra “The Campaign for Art: Contemporary”, San Francisco MoMA, nos EUA, até 30/10. Cao também está na mostra “Soft Power. Arte Brasil”, no Kunsthal Kade, na cidade de Amersfoort, na Holanda, com curadoria de Robert Roos e Judith Van Meeuwen. A mostra fica em cartaz até 28/8.
|
Brigida Baltar (Galeria Nara Roesler) participa da coletiva “International Series: Contemporary Artists From Brazil”, no Turchin Centre, em Boone (EUA), até 3/12.
|
Carlito Carvalhosa (Galeria Nara Roesler) e Rodrigo Matheus (Fortes Vilaça) participam na mostra “Everything You Are I Am Not”, no Mana Contemporary, em New Jersey (EUA), até 1/8. O título é emprestado do trabalho de um dos artistas argentinos com maior visibilidade, Adrián Villar Rojas. Ele alude à prática comum entre artistas contemporâneos de subverter os cânones da arte convencional, para produzir obras provocativas, que despertem questionamentos, muitas vezes com um claro toque de humor. Com curadoria da renomada historiadora da arte e colecionadora Catherine Petitgas, a exposição apresenta mais de 60 obras, selecionadas da Coleção DeLeon Tiroche, de 35 artistas latino-americanos.
|
Alexandre da Cunha, Marcius Galan, Laura Lima, Jarbas Lopes, Antonio Manuel e Cildo Meireles, todos representados pela galeria paulistana Luisa Strina; José Bento e o grupo Opavivará (A Gentil Carioca, RJ); e Eduardo Coimbra, Lucia Koch e Marcos Chaves (Galeria Nara Roesler) participam da mostra “Brazil, Beleza?! Contemporary Brazilian Sculpture, que acontece no Museum Beelden aan Zee, em Haia, na Holanda, entre 25/5 e 2/10/16. www.beeldenaanzee.nl/engels/brasil-beleza
|
Marcius Galan e Anna Maria Maiolino, ambos da Galeria Luisa Strina, participakm da mostra “De lo Espiritual en el Arte”, coletiva com curadoria de María Iovino e Emiliano Valdés que acontece no Museo de Arte Moderno de Medellín, na Colômbia, até 11/9/16.
|
Lúcia Koch (Galeria Nara Roesler) participa da mostra coletiva do Jameel Prize 4, no Pera Museum, em Istambul, na Turquia, até 14/8.
|
Oscar Satio Oiwa (Galeria Nara Roesler) está na Setouchi Triennale com o trabalho Oiwa Island 2. A mostra acontece no Shodoshima Tonosho Honmachi, em Setouchi, no Japão, entre 18/7 e 4/9.
|
Edith Derdik (Galeria Mezanino) participa com as obras “Tábula” e “Fotolivro” da mostra coletiva “Divided Waters”, no Palazzo Fontana, em Veneza, que comemora os 500 anos do Ghetto de Veneza (até 26/9).
|
O artista carioca Ramon Martins (Galeria Movimento, Rio de Janeiro) é o único brasileiro selecionado para a 3ª edição do evento Rouen Impressionnée 2016, que acontece na cidade francesa de Rouen. Martins realizou o mural “Eterna Primavera em Oito Semanas” e foi realizada em um dos bairros mais antigos da cidade, o Quartier des Sapins, habitado por grande parte de população de origem africana.
|
O Musée du Quai Branly, em Paris, divulgou os selecionados da edição 2016 de suas residências fotográficas. Foram selecionados o fotógrafo nipo-brasileiro Tatewaki Nio (artista selecionado no 2º Salão dos Artistas Sem Galeria, em 2011), que fará uam residência na Bolívia; a equatoriana Karen Miranda (residência no Equador) e o Singapurano Zhao Renhui (residência em Singapura, Malásia e Indonésia). O Musée du Quai Branly se dedica às artes e às civilizações da África, da Ásia, da Oceania e das Américas e foi projetado por Jean Nouvel. Fica às margens do Rio Sena.
|
Os artistas Juliane Fuganti e Marcelo Conrado (Galeria de Arte Zilda Fraletti, em Curitiba) apresentarão seus trabalhos na Gallery 32, a galeria da Embaixada brasileira em Londres em julho. www.zildafraletti.com.br
|
Janaina Tschäpe (Galeria Fortes Vilaça) está selecionada para a mostra “Day for Night”, coletiva em cartaz no Le Shed - Centre d’Art Contemporain de Normandie, em Notre-Dame de Bondeville, na França, até 31/7/16. No Japão, a artista participa da coletiva “Nous - Sewing and Living”, no 21st Century Museum of Contemporary Art, em Kanazawa, até 25/9/16.
|
Erika Verzutti, Rivane Neuenschwander e Tamar Guimarães (Galeria Fortes Vilaça) participam da mostra coletiva “Under the Same Sun: Art from Latin America Today”, na South London Gallery, curadoria de Pablo Léon de la Barra. A mostra fica em cartaz até 4/9/16.
|
A artista carioca Maria Nepomuceno (Galeria A Gentil Carioca) participa da mostra coletiva “Cosmic Tela!”, no Barbican Centre, de Londres, entre 25/5 e 23/9/16. www.barbican.org.uk/theatre/event-detail.asp
||
A Maison Européenne de la Photographie, em Paris, realiza entre 14/6 e 4/9/16 uma retrospectiva da carreira do fotógrafo francês Marcel Gautherot (1910-1996), onde ele nasceu. A mostra é uma produção do Instituto Moreira Salles, que realiza pela primeira vez fora do Brasil uam mostra do artista, que viveu a maior parte de sua vida no Brasil. “Marcel Gautherot – Brésil: Tradition, Invention” visa reintroduzir o fotógrafo em seu país, onde ele foi figura ativa nos anos 30, quando trabalhou no Musée de l’Homme e na agência fotográfica Alliance Foto, e apresentar um panorama completo de sua obra, que abrange a construção de Brasília e os usos e costumes do povo brasileiro, por meio de 250 trabalhos. A curadoria é de Samuel Titan Jr. e Sérgio Burgi. Gautherot viveu a maior parte de sua vida no Brasil e trabalhou com nomes fundamentais da cultura brasileira, como Rodrigo Melo Franco e Lucio Costa, no Serviço Nacional do Patrimônio (Sphan); Edison Carneiro, na Comissão Nacional de Folclore; Oscar Niemeyer, fotografando os principais projetos do arquiteto, incluindo a construção de Brasília; e Roberto Burle Marx, documentando seus projetos de paisagismo mais importantes. Adquirida pelo Instituto Moreira Salles em 1999, a obra completa de Marcel Gautherot compõe-se de cerca de 25 mil imagens, que abrangem muitos temas (o folclore brasileiro, a arquitetura moderna e barroca, a natureza do país e sua paisagem humana), situando Gautherot entre os nomes fundamentais da fotografia brasileira no século XX.
|
O Musée International d’Art Naïf Anatole Jakovsky, em Nice, na França, realiza de 10/6/16 a 3/10/16, em parceria com a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, a mostra “Fantaisies Bresiliennes”, com obras de cerca de 50 artistas naïf brasileiros. A exposição reúne obras datadas desde os anos 1940. A curadoria é de Anne Stilz, diretora do museu francês, em parceria com o galerista Jacques Ardies, de São Paulo (SP). Na ocasião, será lançado o livro “L´Art Naïf du Brésil”, de Ardies. A arte naïf, também chamada de arte ingênua ou espontânea, surgiu na França, no período da Segunda Guerra, apresentando a criatividade de gente do povo. A arte naïf brasileira explora as paisagens rurais, litorâneas e urbanas, os costumes populares, a religião e o futebol, entre outros temas. Musée International d’Art Naïf Anatole Jakovsky, Château Ste. Hélène, 23, avenue de Fabron, Nice, França.
|
O artista brasileiro radicado em Barcelona Marlon de Azambuja (Galeria Marília Razuk) realiza a mostra individual “Herencia”, no Museo Patio Herreriano, em Valladolid, na Espanha, entre 4/6/16 e 8/1/2017. museopatioherreriano.org.No Centro Del Carmen, em Valência, também na Espanha, Azambuja participa da mostra coletiva “Vanidades, Intelecto y Espiritualidad, uma curadoria de Javier Martin que fica em cartaz na cidade entre 9/6 e 25/9/16. consorciomuseos.gva.es. Também está em cartaz coletiva na galeria colombiana NC Arte, de Bogotá. “Hacia una Nueva Orilla” reúne obras de Azambuja e de artistas como Julieta Aranda, Tania Candiani, Adriana Ciudad, Regina de Miguel, Víctor Garcés, César González, Alberto Lezaca, Basim Magdy, Mayana Redin, Pedro Torres, James Turrell e Juan Zamora. Curadria de Claudia Segura. Em cartaz até 9/7. www.nc-arte.org.
|
A artista plástica Debora Muszkat vai integrar o projeto de arte contemporânea Global Village 2016 com sua obra “Waterfall”, criada com resíduos de vidros industrializados. O evento acontece de maio a setembro e passa por Holanda (Koog ad Zaan, de 20/5 a 30/5), Alemanha (Ladshut, de 25/6 a 4/7) e Dinamarca (Brandy Strand, de 20/8 a 19/9). O projeto Global Village integra o Instituto White Cube e foi criado em 2009 pelo artista e curador holandês Jeroen van Paassen com o objetivo de integrar artistas expoentes de várias partes do mundo, apresentá-los em diferentes paises e investir na interação deles com o público.
|
O Instituto Moreira Salles leva ao Japão uma exposição com cerca de 400 obras do fotógrafo japonês radicado no Brasil Haruo Ohara. Será exibido também um conjunto com 39 objetos, documentos, ferramentas, álbuns e algumas fotografias originais, com curadoria de Sergio Burgi. Imigrante, lavrador e fotógrafo, Haruo nasceu em Kochi, em 1909. Veio para o Brasil aos 17 anos, com seus pais e irmãos, e cultivou a terra com dedicação e arte ao longo de boa parte de sua vida, ao mesmo tempo que fotografava seu cotidiano e o de seus familiares. A exposição fica em sua cidade natal até 12 de junho. Em seguida, vai para mais duas cidades, Itami (de 18/6 a 18/7) e Kiyosato (de 22/10 a 4/12).
|
Os artistas Tonico Lemos Auad, Marcellvs L. e Beto Shwafaty (os três da Galeria Luisa Strina), Arthur Scovino (Casa Triângulo), Maria Nepomuceno e o grupo Opavivará (ambos da Galeria A Gentil Carioca, RJ) participam da exposição coletiva “Soft Power, Arte Brasil”, que acontece no KunsthalKade, em Amersfoort, na Holanda, entre 20/5 e 28/8/16. A mostra receberá 35 artistas e grupos artísticos contemporâneos brasileiros. www.kunsthalkade.nl
|
O paraense radicado em Londres Tonico Lemos Auad (Galeria Luisa Strina) participa da mostra coletiva “Herar o Vento: Novas Perspectivas sobre o Patrimônio”, coletiva na Fundação Eugénio de Almeida, em Évora (Portugal), de 14/5 a 4/9/16.
|
O paulistano radicado em Londres Alexandre da Cunha (Galeria Luisa Strina) figura na mostra coletiva “Making & Unmaking”, com curadoria de Duro Olowu, que acontece no Camden Arts Centre, em Londres, entre 19/7 e 18/9.
|
A carioca Fernanda Gomes (Galeria Luisa Strina) se apresenta na coletiva “Accrochage”, na Punta della Dogana, em Veneza, entre 17/4 e 20/11/16. Com curadoria de Caroline Bourgeois, a mostra reúne cerca de setenta obras que não foram expostas desde que se tornaram parte da coleção Pinault e mais de dois terços dos artistas nunca foram mostrados em uma exposição da coleção. Especificamente concebida para Punta della Dogana, a mostra vai ocupar todo o espaço expositivo do museu.
|
A carioca Beatriz Milhazes (Galeria Fortes Vilaça) criou uma nova série de esculturas para as mostras “Using Walls, Floors, and Ceilings”, que apresentará no lobby do Jewish Museum, em Nova Yor, entre 6/5 e 18/9/16. A instalação é inspirada no Carnaval brasileiro, de onde pegou os materiais necessários para a sua realização. A mostra foi organizada pela curadora assistente Kelly Taxter e pelo diretor Jens Hoffmann.
|
A carioca Maria Nepomuceno (Blau Projects) participa da mostra coletiva “Space to Dream: Recent Art from South America”, na Auckland Art Gallery, em Auckland, na Nova Zelandia, entre 7/5 e 18/9/16. www.aucklandartgallery.com
|
O Museu Nacional de Arte Moderna e Contemporânea da Coreia do Sul (MMCA) recebe Igor Vidor (Luciana Caravello Galeria de Arte; RJ) em seu International Artist Fellowship Program 2016. O artista carioca foi contemplado para o programa, através de indicação do MAR (Museu de Arte do Rio) e acontece entre 28/9 e 14/12.
|
A itinerância da mostra “Memórias Inapagáveis — Um Olhar Histórico no Acervo Videobrasil” chega ao Laboratório Arte Alameda, na Cidade do México, em 18/5 e fica em cartaz até 24/7/16. Sob curadoria de Agustín Pérez Rubio, a primeira grande exposição concebida a partir do Acervo Videobrasil, realizada em parceria com o Sesc São Paulo, foi inaugurada em agosto de 2014, no Sesc Pompeia, em São Paulo, integrando um conjunto crescente de estratégias pensadas para manter o acervo da Associação ativo e em contato com o mundo. Em junho de 2015, teve início a sua itinerância internacional com a exposição em Buenos Aires, Argentina (no MALBA, na Univesidad Torcuato Di Tella e na Embaixada do Brasil). Na sequência, a mostra passou pelo Museo de Arte Contemporáneo de Vigo, na Espanha, e integrou a programação da B3 Biennial of the Moving Image em Frankfurt, na Alemanha.
|
O Kunsten Museum of Modern Art, em Aalborg, na Dinamarca, recebe entre 21/4 e 23/10/16, a exposição individual “Rui Ni – Voices of the Forest”, do artista carioca Ernesto Neto (Galeria Fortes Vilaça). A mostra faz parte de uma série de mostras em que o museu solicita aos artistas que usem a arquitetura do prédio, criada pelo gênio Alvar Aalto. Neto criará no museu sua maior instalação já exibida na Dinamarca e, assim como Aalto, se inspira nas curvas e formas da natureza. Neto realiza ainda a mostra “Boa Jiboia”, no Museum of Contemporary Art KIASMA, em Helsinki, na Finlândia, até 4/9. Ernesto Neto participa ainda da mostra coletiva “Space to Dream”, na Auckland Art Gallery, em Auckland, na Nova Zelândia, até 18/9/16. Curadoria de Beatriz Bustos Oyanedel e Zara Stanhope.
|
A dupla de artistas OsGêmeos (Galeria Fortes Vilaça), formada pelos paulistanos Gustavo e Otávio Pandolfo, inaugura em 20/4 um novo programa do Hangar Bicocca, em Milão (Itália): “Outside the Cube”. O grafite de grandes dimensões “Efêmero” ficará em caratz até abril de 2017. A curadoria do programa é de Cedar Lewisohn.
|
A fotógrafa Luzia Simons (Galeria Nara Roesler) realiza a mostra individual “Jardin” entre 01/04 e 02/11/16 no Centre d’Arts et de Nature de Domaine de Claumont-sur-Loire, na França. www.domaine-chaumont.fr/en. Também em cartaz, até 15/05, mostra individual na Gelrie Hartwich, em Sellin/Rügen, na Alemanha. www.galerie-hartwich.de.
|
Até 26/9/16, o The Olympic Museum, em Lausanne, na Suíça, realiza a mostra “Body and Culture Rio”, com obras de sete artistas brasileiros, entre eles Maria Nepomuceno, Adriana Varejão e Marcos Cardoso.

Galeria Mezanino promove mostra de performances #Movimenta +

A Galeria Mezanino promove a segunda edição da mostra #movimenta de performances entre os dias 27 e 31/07/16. O evento, sob direção artística de Luanna Jimenes, conta com apresentações de 17 artistas que trabalham o corpo e a dramaticidade. O projeto envolve artistas plásticos do staff da galeria e convidados, entre eles Shima, Emídio Contente, Fause Haten, Renan Marcondes, Felipe Bittencourt, Alexandre De Angeli, Natália Barros, Jorge Feitosa, Lucas Rampazzo, Nilda Neves, Osmar Zampieri, Jorge Garcia, Willy Helm, Henrique Lima, Jeronimo Bitencourt, Fernando Martins, Roberto Alencar. A Mostra #movimento conta tambérm com a colaboração de Marilia Botelho Albuquerque, Katia Salvany, Ananda Carvalho e apoio do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo.
Programação
27/07/16 - quarta-feira
20h ¬- Vídeo performance “Protetor De Proximidade Humana Para Valsa”, de Renan
Marcondes
20h30 – “CemPeitos”, de Fause Haten
-
28/07/16 - quinta-feira
11h - Comunicação “Sobre Viver em Suspensão”, curadora Ananda Carvalho conversa com Jorge Feitosa
14h – “O Leitor”, de Alexandre de Angeli
15h – “0 mm”, de Karia Salvany (Largo da Batata)
16h –“Ensaio para Atlas Fotográfico Definitivo de Anatomia Humana”, de Emídio Contente
18h e 19h – “Cartas Individuais”, de Natalia Barros e “Vídeos”, de Osmar Zampieri
19h30 – “Corpo Intenso / Corpo Pleno”, com Luiz Funganti
-
29/07/16 - sexta-feira
10h e 16h – “Ensaio para Atlas Fotográfico Definitivo de Anatomia Humana”, de Emídio Contente.
14h – “O Leitor”, de Alexandre De Angeli
15h¬ – “Performance GRUA” – Gentleman de Rua¬ (deslocamento do Largo da
Batata a Galeria).
17h - “0 mm”, de Karia Salvany (Galeria Mezanino)
19h30 – “Como um Jabuti Matou uma Onça e Fez uma Gaita de um de Seus Ossos”,
com Renan Marcondes
-
30/07/16 - Sábado
10h e 16h – “Ensaio para Atlas Fotográfico Definitivo de Anatomia Humana”, de Emídio Contente
11h – “Do ‘X’ ao Klein: Investigações Performáticas”, de Kátia Salvany e Felipe Bittencourt
14h – “Sobre Viver em Suspensão”, de Jorge Feitosa
14h – “O Leitor”, de Alexandre de Angeli
17h ¬– “AGORA”, de Shima
20h30 – “CemPeitos”, de Fause Haten
-
31/07/16 - Domingo
13h - Acarajé da pintora baiana Nilda Neves
17h – “Espaço” de Lucas Rampazzo
|
Mais informações:
Galeria Mezanino
Pinheiros: r. Cunha Gago, 208, estação Faria Lima do Metrô, tel. (11) 3436-6306. Ter a sáb., 11h/19h. www.galeriamezanino.com

Galeria Murilo Castro volta a ocupar seu antigo endereço em Belo Horizonte +

Uma das galerias mais importantes fora do eixo Rio-São Paulo, a Murilo Castro volta a ocupar seu antigo endereço, na Rua Benvinda de Carvalho, 60, no bairro Santo Antonio em Belo Horizonte (MG). Após dez anos em um espaço comercial no bairro do Savassi, a galeria volta a ocupar a casa de ares modernista que firmou sua presença no circuito de arte como ponto de convergência entre artistas e colecionadores. Espaçosa e rica em áreas externas, a casa passou por uma grande reforma e ganhou paredes em cimento marmorizado, fugindo do tradicional cubo branco. A reinauguração do espaço aconteceu em 05/07, com a exposição “Benvinda”, que ocupa as três salas expositivas da galeria e o pátio externo pinturas, desenhos, fotografias objetos e esculturas de 23 artistas representados: Alexandre Mazza, Beth Moysés, BrunoMiguel, Camille Kachani, CarolineValansi, Chico Fransé, David Cury, Fábio Cançado, Felipe Barbosa, Jorge Duarte, José Bento, Júlio Villani, Mara Martins, Marcos Coelho Benjamim, Maria Lynch, Mariana Manhães, Nazareth Pacheco, Otávio Schipper, Paulo Vivacqua, Rosana Ricalde, Sérgio Allevato, Tomás Ribas e Walton Hoffman. A coletiva fica em cartaz até 05/08/16. Vale a pena visitar!
|
Mais informações:
Galeria Murilo Castro
Santo Antônio: r. Benvinda de Carvalho, 60. tel. (31) 3287-0110. Seg. a sex., 10h/19h; sáb., 10h/14h. www.murilocastro.com.br

Fundação Ema Klabin realiza Quinzena do Livro com livros, palestra e monotipia +

A Fundação Ema Klabin retoma suas atividades e realiza entre 19/07/16 e 30/07/16 a Quinzena do Livro com exposição de livros raros, palestras, uma oficina de monotipia e ainda visita ao acervo de 1500 obras de grandes mestres da arte. Na ocasião, ocorre também a exposição "As Vozes do Livro", composta por obras da coleção de Ema Klabin em diálogo com os ambientes da casa; cada cômodo abriga uma instalação sonora com trechos dos livros expostos. Também estão abertas as inscrições para uma oficina de monotipia e para as palestras: “Como conservar bibliotecas pessoais”, com a cientista social e coordenadora da biblioteca e do centro de documentação do MASP, Ivani Di Grazia Costa e “Gravuras-construção visual do novo mundo a partir do olhar europeu”, ministrada pela doutora em História, Flávia Galli Tasch, em parceria com a Unifesp.
|
19 a 30/07 - Exposição "As Vozes do Livro" com obras da coleção de livros de Ema Klabin e visitas mediadas a casa museu - De 3ª a 6ª das 14h às 18h – sábados das 13h às 17h Entrada: R$10 (inteira) R$5 (meia), sextas e sábados tem entrada franca e sem agendamento.
23/07/16, das 14h às 16h30 - Oficina de monotipia
20 vagas; inscrição: educativo@emaklabin.org.br
23/07, das 11h às 13h - Palestra “Gravuras-construção visual do novo mundo a partir do olhar europeu”, com Flavia Galli Tasch e parceria Unifesp
30 vagas; inscrição: cursos@emaklabin.org.br
30/07, das 11 às 13h - Palestra “Como conservar bibliotecas pessoais”, com Ivani Di Grazia Costa - R$ 35.
30 vagas; inscrição: cursos@emaklabin.org.br
|
Mais informações:
Fundação Ema Klabin
Jardim Europa: r. Portugal, 43. Tel. (11) 3062-5245 ou e-mail agendamento@emaklabin.org.br | www.emaklabin.org.br

MAM promove curso com aula gratuita com foco no Renascimento italiano +

O Museu de Arte Moderna de São Paulo realiza nos sábados 16, 23 e 30/07/16, às 10h30, curso de história da arte com foco no Renascimento italiano, ministrado pelo professor Felipe Martinez. O primeiro encontro, gratuito e aberto ao público, aborda a pintura; os outros dois são sobre escultura e arquitetura, exclusivos para sócios do museu.
Com objetivo de analisar a arte no ocidente, o curso mostra como o renascentismo italiano dialoga com movimentos como o maneirismo, o barroco, o neoclassicismo e até a arte moderna e contemporânea. Nas aulas são discutidos os principais aspectos da produção artística da época renascentista, divididos entre pintura, escultura e arquitetura.
A primeira aula, que é gratuita e aberta ao público, analisa as principais manifestações pictóricas do período com destaque para a pintura de Giotto, Rafael e Leonardo da Vinci. Para participar, precisa pegar senha com 30 minutos de antecedência.
As aulas sobre escultura e arquitetura, exclusiva para os associados do MAM, focam obras de Donatello, Michelangelo e de alguns escultores do final do Renascimento, próximos do estilo conhecido como maneirismo como Giambologna e Cellini. A última aula, mostra como os tratados de arquitetura do período renascentista recuperaram a arquitetura greco-romana e a organizaram em um sistema de colunas e estruturas, que foi utilizado pelos séculos seguintes e abandonado no modernismo do século XX. Neste caso, estão em destaque obras de Brunelleschi, Bramante, Sansovino e Michelangelo.
|
Mais informações:
Museu de Arte Moderna de São Paulo
Parque do Ibirapuera: av. Pedro Álvares Cabral, s/nº, portão 3, tel. (11) 5085-1300. www.mam.org.br

Passaporte garante entrada gratuita em 18 museus de São Paulo +

A Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo começa a distribuir, a partir deste sábado, 16/07/16, uma nova tiragem do Passaporte dos Museus, exemplar que garante a entrada gratuita em 18 museus da capital, e em mais quatro do interior do estado. Cerca de 20 mil exemplares serão distribuídos nas instituições participantes, por ordem de chegada do público.
O Passaporte, que é gratuito e dispõe de espaço para incluir uma foto 3x4, pretende despertar o interesse do público estimulando a visitação em museus paulistas. A cada instituição visitada, o passaporte ganha um carimbo na página correspondente. Assim o público é desafiado a carimbar todo o passaporte e se tornar um viajante no mundo da arte e da cultura.
O Passaporte garante visita gratuita aos museus: Casa das Rosas, Casa Guilherme de Almeida, Catavento, Memorial da Resistência, Museu Afro Brasil, Museu da Casa Brasileira, Museu da Imagem e do Som, Museu da Imigração, Museu do Futebol, Museu de Arte Sacra, Estação Pinacoteca, Pinacoteca do Estado, Paço das Artes na Oficina Cultural Oswald de Andrade, Museu da Diversidade Sexual, na Capital. E os museus Museu Índia Vanuíre, em Tupã (SP); Museu Felícia Leirner, em Campos do Jordão (SP); Museu do Café,em Santos (SP); e Museu Casa de Portinari, em Brodowski (SP).
|
Mais informações: http://estadodacultura.sp.gov.br/

Projeto propõe ocupação artística no edifício Louvre no centro de São Paulo +

Os curadores e pesquisadores Guilherme Giufrida e Jéssica Varrichio promovem um financiamento coletivo (crowdfunding) para desenvolver o projeto “museu do louvre pau-brazyl”, que consiste em pensar novas formas de exposição e ocupação no mezanino do edifício Louvre, projetado por Artacho Jurado e localizado na avenida São Luis, em São Paulo, desde da década de 1950. A proposta é criar uma sede do Museu do Louvre no Brasil de forma ficcional, a fim de articular significados e associações dessa relação entre os dois Louvres: o museu parisiense e o edifício, através de instalações, objetos, fotografias, vídeos, ações e performances. Entre os participantes do projeto estão Cao Guimarães, Burle Marx, Coletivo filé de peixe, Guía San Pablo, Grupo Cinza, Laura Vinci, Luiza Baldan, Maurício Ianês, Pazé, Rafael RG, Sandra Gamarra, Tuca Vieira e Yuri Firmeza. Durante o período da exposição, entre 09/09/16 e 14/10/16, ocorre também uma série de diálogos e conversas abertas com Felipe Martinez, Gabriel Kogan, Guilherme Wisnik, Ligia Nobre, Martin Smit, Mirtes Marins de Oliveira, Pablo Lafuente e Suely Rolnik.
Os interessados em participar ou financiar este projeto podem acessar o link: https://www.banque.com.br/campanhas/museu-do-louvre-pau-brazyl .
|
Mais informações:
museu do louvre pau-brazyl
Edifício Louvre – mezanino
República: av. São Luís, 192 – São Paulo – SP.
www.louvrepaubrazyl.org

Mostra no Museu de Arte de Londrina divulga selecionados +

A organização da “Passageira 16” divulgou a lista com os oito artistas selecionados para a exposição site specific que vai ocupar o Museu de Arte de Londrina de 13/08/16 a 30/09/16. Cada contemplado recebe R$ 2,5 mil para execução e montagem dos trabalhos. A proposta é de valorizar obras que dialoguem com o edifício da antiga rodoviária, inaugurada em 1952, hoje sede do museu, assinado pelos arquitetos João Batista Vilanova Artigas (1915-1985) e Carlos Cascaldi. Os recursos são do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic). A comissão de seleção foi composta por Danillo Villa, Fatima Savignon e Rogerio Ghomes.
Além da antiga rodoviária, a parceria entre Artigas e Cascalgi rendeu outros prédios a Londrina: edifício Autolon (rua Minas Gerais, 194; 1951), Cine Ouro Verde (rua Maranhão, 85; 1952), a Casa da Criança (praça Primeiro de Maio, 110; 1955) e ampliação da Santa Casa (rua Senador Souza Naves, 441; 1955).

|

Selecionados
Coletivo Barafunda, de Londrina / PR, com a performance "Barafunda".
Felipe Cidade, de São Paulo / SP, com a intervenção "Zona de Desconforto".
Jean Yoshimura, de Londrina / PR, com a videoarte "Passageiro".
Mabu, de São Paulo / SP, com a instalação "Canto 180".
Marcelo Zocchio, de São Paulo / SP, com a interativa fotográfica "O Passado num Ponto".
Márcio Diegues, do Rio de Janeiro / RJ, com a instalação "Monumento de Vento".
Romulo Milanese, de Bauru / SP, com a instalação "Demolição do Museu".
Vanessa S., do Rio de Janeiro / RJ, com a arte sonora "O Silêncio no Ruído".

|

MUSEU DE ARTE DE LONDRINA (PR)
Centro: r. Sergipe, 640, tel. (43) 3337-6238. Seg. a sex., 13h/18h; sáb., 8h/13h. www.londrina.pr.gov.br

|

Mais informações:
www.passageira16.com

Festival Arte Serrinha chega à 15ª edição (Bragança Paulista / SP) +

A 15ª edição do Festival Arte Serrinha ocorre de 09 a 31/07/16, diariamente das 10h às 17h, em Bragança Paulista (SP), a 90 km de São Paulo (SP), com programação ampla de shows, oficinas, vivências, exposições, cinema e teatro. O evento tem o tema “Uma Só Tribo”, uma resposta às muitas polarizações que tomaram conta da sociedade brasileira nos últimos tempos.
As atividades ocorrem no bairro da Serrinha, na zona rural de Bragança, no pé da Serra da Mantiqueira e às margens da represa Jaguari-Jacareí, a principal do Sistema Cantareira. Elas se concentram no Galpão Busca Vida, Teatro Rural, Casarão Dois Irmãos e nos ateliês, salas de aula e áreas abertas da centenária Fazenda Serrinha.
Idealizado pelo artista Fabio Delduque, o jornalista Marcelo Delduque e o empresário e chef de cozinha Carlão de Oliveira, o evento discute a pluralidade de diferentes crenças, raças e costumes no Brasil, além de debater o pouco caso histórico com os índios.
Para isso, ocorre um encontro aberto ao público com o líder indígena e ambientalista Ailton Krenak. Esta edição conta também com uma homenagem ao cantor, compositor e ativista cultural Sergio Ricardo que, em 1967, protagonizou uma das cenas mais emblemáticas dos festivais de música da TV Record. Quando impedido de cantar pelo som de vaias do público, ele quebrou seu violão no palco e o atirou na plateia. Hoje, com 83 anos, ele realiza um show e será tema de mesa redonda com o cantor Otto e o diretor de teatro Guti Fraga.
Outro destaque é a obra “Oca Xinguana”, concebida por Bené Fonteles e construída pelos índios do Alto Xingu, com inauguração com um ritual na beira de uma fogueira. A Oca passa a integrar o Parque de Instalações da Serrinha, que já conta com obras permanentes de José Roberto Aguilar, Luiz Hermano, Gustavo Godoy, Eduardo Srur, Hugo França e Edith Derdyk e do próprio Fonteles, artista convidado da Bienal de São Paulo 2016.
Durante todo o mês, são oferecidas oficinas com artistas como Guti Fraga, Carlos Fajardo, Dudi Maia Rosa, Caio Reisewitz, Renata Melo, Suzana Salles, Paulo Padilha e Lucas Bambozzi, que faz uma instalação com um carro pendurado numa árvore da fazenda.
As atividades do festival se concentram no Galpão Busca Vida, Teatro Rural, Casarão Dois Irmãos, Cine Rancho e nos ateliês e áreas abertas da centenária e cafeeira Fazenda Serrinha.

|

Shows

16/07/16, às 23h - Fabio Carvalho.
Galpão Busca Vida.
R$ 20 (antecipado), R$ 70 (inteira na bilheteria) e R$ 35 (estudante na bilheteria).
16/07/16, às 18h – Giana Viscardi
Teatro Rural.

17/07/16, às 16h – Jaques Morelenbaum e Zélia Duncan
Fazenda Serrinha.

23/07/16, às 23h – Funk Como Le Gusta
Galpão Busca Vida.
R$ 30 (antecipado), R$ 70 (inteira na bilheteria) e R$ 35 (estudante na bilheteria)

24/07/16, às 18h – Sérgio Ricardo
Teatro Rural.

30/07/16, às 23h – Chico César
Galpão Busca Vida.
R$ 30 (antecipado), R$ 70 (inteira na bilheteria) e R$ 35 (estudante na bilheteria)

31/07/16, às 18h – Moska
Teatro Rural.

-

Workshops e Oficinas

De 11 a 16/07/16 – Bené Fonteles em Vivência “Oca dos sentidos”: uma semana habitando uma oca construída por indígenas do Xingu.
A oficina ocorre na Oca Xinguana e, durante uma semana, os participantes irão dormir em redes e se alimentar com as mãos, vivenciando todos os sentidos que o corpo assimila e os que o transcende. A oca, “casa do ser” ancestral e primordial, será um espaço para reconhecer a origem humana e divina, da terra e do céu, e também lugar para intercâmbios entre as pessoas e a natureza da Fazenda Serrinha.
20 vagas. Investimento R$ 400.

De 11 a 16/07/16 – Carlos Fajardo e Dudi Maia Rosa em “Residência de Artes Visuais”
Os participantes a oportunidade de desenvolver projetos individuais ou coletivos em artes visuais por toda a área da Fazenda Serrinha durante seis dias. A fazenda é um local inspirador para a criação, e durante a vivência os alunos poderão se apropriar dos seus espaços e interagir com o entorno.
30 vagas. Investimento de R$ 400.

De 11 a 16/07/16 – Caio Reisewitz em workshop de fotografia “Antes de Ver Aquilo que Já foi Visto: o uso da fotografia como linguagem”.
15 vagas. Investimento de R$ 400.

De 18 a 23/07/16 – Guti Fraga em teatro “Nós do morro – Vidigal”: fazer teatral ligado a arte de viver e transformar-se a cada dia.
30 vagas. Investimento de R$ 400.

18 a 23/07/16 – Lucas Bambozzi em vídeo, performance e instalação “Justiça selvagem”: intervenções na paisagem.
15 vagas. Investimento de R$ 400.

20 a 23/07/16 – Renata Melo em expressão corporal: o corpo como suporte coreográfico da palavra.
20 vagas. Investimento de R$ 300.

22 a 24/07/16 – Paulo Varella e Kraus Von Secca em “Astronomia e desenho”.

25 a 30/07/16 – Suzana Salles e Paulo Padilha em música “Rapsódia musical brasileira”: um passeio rítmico, melódico e poético pela história da canção popular do Brasil do século 20.
20 vagas. Investimento de R$ 300.

25 a 30/07/16 – Diversos Convidados - Vivência com povos indígenas.
30 vagas. Investimento de R$ 200.

25 a 30/07/16 – Rodrigo Bueno em laboratório do levante: mapeamento, plantas, reciclagem, aconchego entre outras histórias.
20 vagas. Grátis.

29 e 30/07/16 – Denise Mattar em História da Arte “O eterno retorno do encontro”: Como o índio brasileiro foi visto e incorporado pelos artistas do Brasil colônia até a contemporaneidade.
20 vagas. Investimento de R$ 200.

-

Mesas e Debates

14/07/16 (horário a definir) – Encontro com Ailton Krenak.

15/07/16, às 20h – “A Queda do Céu” com Moacir os Anjos.

21/07/16, às 20h – “Vidigal, Ontem, Hoje e Amanhã” com Sérgio Ricardo, Guti Fraga e Otto.

22/07/16, às 20h – “A noite do espantalho” com Sérgio Ricardo.

28/07/16, às 20h – Mesa Redonda com Rodrigo Braga, Priscilla Arantes e Lucas Bambozzi.

29/07/17 às 20h - Projeções de Vincent Moon;
Exibição do documentário Brazilian Burners (2015);
Performance Dj Davi DA.

|

Mais informações:
15º Festival Arte Serrinha - Bragança Paulista (SP)
Rodovia Fernão Dias km 20 - Estrada Municipal José Vaccari, s/n - Zona Rural.
www.arteserrinha.com.br

Adriana Rocha lança livro e exposição dos seus 30 anos de carreira +

A artista Adriana Rocha lança em 30/07/16, das 11h às 15h30, o livro "Habitar o Limite" que marca os 30 anos de sua carreira, no Ateliê Tonelero, em São Paulo. Ocorre também uma exposição das obras da publicação entre 18 e 30/07 no local. A produção da artista é apresentada dentro de um panorama, onde a pesquisa e a prática trafegam entre a pintura, o desenho e a fotografia, feitas nas ruas e na ONG AFAGO-SP (Associação de apoio a Família, ao Grupo e à Comunidade - São Paulo). O livro inclui imagens de desenhos e pinturas, além de textos críticos escritos por Regina Johas, Maria Alice Milliet, Agnaldo Farias, Kátia Canton, entre outros.
|
Mais informações:
Ateliê Tonelero
Lapa: r. Tonelero, 719, São Paulo – SP.

Espaço Cultural Porto Seguro oferece cursos, vivências e oficinas de fotografia +

O Espaço Cultural Porto Seguro oferece em julho uma série de vivências, palestras, cursos e oficinas como parte da programação paralela da exposição Prêmio Brasil Fotografia 2015. O FabLat Kids (rede latino-americana de FabLabs, localizada em Lima, no Peru), em parceria com o PortoFabLab, realiza oficinas para o público infantil, com a utilização de equipamentos de fabricação digital.Nas aulas ministradas por Alex Garcia, as crianças podem criar mini cadeiras, calculadoras, luminárias, entre outros objetos, e a cada encontro traz um tema diferente. A oficina de cianótipo propõe a experiência de mudança de uma fotografia feita pelo celular por uma imagem de processo histórico do século 19. Já o fotógrafo Kenji Ota ministra uma palestra sobre processos fotográficos, abordando questões que instigam fotógrafos ligados às experimentações fotográficas. O curso de Fotoetching mostra a preparação da imagem em Photoshop e sua transferência química para a chapa, por meio de impressão a laser sobre papel. E, às sextas-feiras, das 10h às 18h, o PortoFabLab fica aberto para os interessados em conhecer seu funcionamento e seus projetos. As inscrições podem ser feitas pela bilheteria do Espaço Porto Seguro: de terça-feira a sábado, das 10h às 19h; domingo das 10h às 17h ou reservas de ingresso pelo Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br). Confira a programação completa:
|
PortoFabLab – Open Day
Laboratório destinado à prática de materialização de modelos digitais em duas ou três dimensões. Aberto às sextas-feiras, das 10h às 12h e das 14h às 18h.
-
29/07, das 19h às 21h30 - Palestra com Kenji Ota
Fotógrafo com apuradas pesquisas dos processos fotográficos históricos. Durante os anos 1980 incursionou pela fotogravura, sendo o introdutor desta técnica híbrida em São Paulo.
-
Ateliê aberto - Gravura em metal
Aberto às sextas-feiras, das 10h às 13h e das 14h às 17h.
Ateliê Experimental convida estudantes, artistas, interessados em gravura em metal a compor este espaço.
-
Vivências
De 06/07 a 13/08 - Pincel Azul: Cianótipo
Aberto às quartas e sextas-feiras, às 12h e 17h30. Sábados, às 12h, 14h, 16h e 17h.
10 vagas. Ingressos R$ 20/R$ 10 (meia).
A partir de fotolitos disponíveis, o visitante terá a oportunidade de experimentar o processo de revelação de imagens em cianótipo.
-
Oficinas
02, 09, 23 e 30/07 - FabLat Kids, com Alex Garcia
Oficinas de conteúdo complementar às temáticas escolares e promovem a expressividade artística por meio da tecnologia do PortoFabLab.
Aberto aos sábados das 14h às 16h30. 20 vagas. Ingressos: R$60 /R$ 30 (meia).
|
Cronograma das oficinas infantis:
02/07 – Emossilla.
Em espanhol, "silla" é cadeira e "emo" representa emoção. Os participantes personalizarão uma pequena cadeira em MDF com uma face humana, representando conceitos de tridimensionalidade e expressão artística.
Recomendado para crianças de seis a 10 anos de idade.

09/07 – FabLamp
Os participantes personalizarão uma pequena luminária com a temática "animais imaginários" que construirão com um pequeno circuito eletrônico.
Recomendado para crianças de oito a 12 anos de idade.

23/07 - Arte e matemática
Os participantes terão uma vivência com aritmética básica e a construção de estruturas artísticas livres com papel e canudo, utilizando uma calculadora produzida no FabLab.
Recomendado para crianças de oito a 12 anos de idade.

30/07 - Circuitos de papel
Os participantes terão uma vivência com a eletrônica básica por meio da construção de um circuito simples em papel para a criação de um cartão interativo.
Recomendado para crianças de seis a 10 anos de idade.

|
Cronograma das oficinas:
03, 17 e 31/07 e 14/08 - Luz desenho - Impressão da luz: entre o pouso e o vôo
A câmara escura Luna Córnea é a base dessa experiência, que aproxima princípios fotográficos antigos e práticas de impressão e circulação de imagens, desde as invenções mecânicas para copiar a natureza ao êxito da fixação, reprodução e difusão da imagem impressa.
Aberto aos domingos, das 14h às 16h. 15 vagas.
-
10, 24 e 07/08 - Luz desenho - Entorno da paisagem ao redor com Marcos Blau
Usando a câmara escura Luna Córnea, a experiência "luz desenho - entorno da paisagem ao redor" promove o contato e entendimento de princípios fotográficos relacionados às práticas de impressão e circulação de imagem.
Aberto aos domingos, das 14h às 16h. 15 vagas.
-
05 e 28/07 - Cianótipo
Uma foto tirada do seu celular se torna uma imagem semelhante às do século XIX através de um processo fotográfico chamado cianótipo. O workshop propõe um diálogo com tecnologias contemporâneas de geração de imagem e processos históricos de revelação.
Aberto terças e quintas-feiras, das 10h às 13h e das 14h às 17h. 10 vagas. Ingressos: R$30/ R$ 15 (meia).
-
02 a 28/07 - Estêncil paramétrico
A partir da fotografia do rosto de cada participante o arquivo digitalizado será interpretado por um software paramétrico gerando uma malha de grafismos compatíveis com a variação de claro e escuro da imagem original.
Aberto às quartas-feiras, das 14h às 16h30, e quintas-feiras, das 10h às 12h30. 10 vagas. Ingressos: R$30/R$15 (meia).
-
09, 16 e 23/07 - Monotipia e monoprint
Processos híbridos entre a imagem única e o múltiplo gravado, com características dos dois que se unem, formando uma linguagem única, entre outras possibilidades de monocromática e policromática, com e sem o uso de prensa de gravura.
Aberto aos sábados, das 10h às 13h. 10 vagas. Ingressos: R$ 60 /R$ 30.
Obs: O material de uso individual não está incluso.
-
13, 20 e 27/07 - Linóleo /matriz perdida.
A técnica da matriz perdida é um processo de gravura com uma edição de uma gravura colorida, com sucessivas gravações e impressões da mesma matriz, e ir reduzindo os cortes até chegar a um resíduo do todo.
Aberto às quartas-feiras, das 10h às 13h. 10 vagas. Ingressos: R$ 60/R$ 30.
Obs: O material de uso individual não está incluso.
-
13, 20 e 27/07 - Fotoetching – Passagem para a chapa e impressão como gravura em metal
"Fotoetching" é o nome que se dá à gravação de uma imagem fotográfica em chapa de cobre para a impressão nos modos da gravura em metal tradicional. O curso mostrará a preparação da imagem em Photoshop e sua transferência química para a chapa, por meio de impressão a laser sobre papel. O aluno precisa levar matrizes e papéis para prova.
Aberto às quartas-feiras, das 14h às 17h. 10 vagas. Ingressos: R$ 60/R$ 30.
Obs: O material de uso individual não está incluso.
-
16/07, das 10h às 12h30 e das 14h às 16h30, e 23 e 30/07, das 10h às 12h30 - Fotografia na cidade e realidade virtual
Por meio de um percurso a pé pelos arredores do Espaço Cultural Porto Seguro, os participantes terão aulas sobre captação de imagens panorâmicas, usando tecnologias de registros visuais em 360º e um óculos virtual open source Google Cardboard produzido no PortoFabLab. A oficina será ministrada por Tony de Marco e a equipe PortoFabLab.
15 vagas. Ingressos: R$ 100/R$ 50 (dois encontros com carga horária de cinco horas).
Recomendado para maiores de 12 anos.
|
Mais informações:
Espaço Cultural Porto Seguro
Campos Elíseos: alameda Barão de Piracicaba, 610, tel. (11) 3226-7361. Ter. a sáb., 10h/19h; dom., 10h/17h. Estacionamento pago no local. Vans gratuitas fazem o transporte de ida e volta da Estação da Luz (na saída Praça da Luz; Rua José Paulino) às dependências do espaço cultural.
www.espacoculturalportoseguro.com.br

Centro norte-americano Watermill Center exibe instalações na Toscana +

O Watermill Center comemora o 10º aniversário e organiza o “ART of the Treasure Hunt”, uma visita por sete importantes vinícolas da região de Chianti Classico, na Toscana (Itália), na qual os convidados embarcam em uma “caça ao tesouro” artístico, com obras de grandes nomes da arte contemporânea mundial, como o inglês Isaac Julien (representado no Brasil pela Galeria Nara Roesler), o franco-alemão Anselm Kiefer e a italiana Giulia Piscitelli, entre outros, em meio às atrações naturais e gastronômicas de uma das regiões vinícolas mais famosas do mundo.
O Watermill Center, no East End de Long Island, em Nova York, foi fundado pelo artista visual vanguardista Robert Wilson. É um laboratório interdisciplinar de artes e humanidades dedicado ao apoio a artistas jovens e emergentes por meio de programas educacionais, de residências e pesquisas.
A viagem pela Toscana começa em Florença, na região de Chianti Classico, uma zona especial que produz vinhos D.O.C.G, qualificação máxima para a bebida. As intervenções artísticas podem ser visitadas pelo público até o dia 30/10/16. Elas também fazem parte de uma programação especial que marca a comemoração dos 300 anos da famosa região vinícola italiana.
|
Mais informações:
www.artthunt.com
www.chianticlassico.com/en

Sesc Bom Retiro (SP) exibe importante acervo de arte contemporânea brasileira +

O Sesc Bom Retiro, inaugurado em 2011, é a unidade do Sesc no Estado de São Paulo com o maior conjunto de obras de arte. Os três andares abrigam cerca de 40 trabalhos assinados por artistas brasileiros contemporâneos como Daniel Costa, Anna Maria Maiolino, Daniel Costa, Descartes Gadelha, Cleber Machado, Anna Teixeira, Iran do Espírito Santo, J.Borges, Karen Kabbani, Marcelo Ivanhez, Maria Lira, Rubens Gerchman, Arthur Barrio, Bernadete Amorim, Claudio Tozzi e Marcelo Ivanhez. As intervenções artísticas dialogam com os locais que ocupam.
Na entrada está “Coletivo” (2008), fotografia de Cássio Vasconcelos. O artista sobrevoou a cidade de São Paulo fotografando veículos estacionados em diversos pátios. Dessa forma, compôs as imagens de forma que vistas de longe assemelham-se a uma tapeçaria tramada por milhares de pontos coloridos, como em um mosaico de grandes proporções.
No térreo, a Comedoria do Sesc permite a convivência harmônica entre arte e alimentação. Lá fica uma xilogravura de Antônio Henrique Amaral da série “Bananas”, de 1971. A imagem remete a um cacho de bananas. A obra é uma crítica ao comportamento político então vigente no Brasil.
O teatro conta com uma gravura de Darel Valença, de 1977, trabalho que representa um fragmento da mulher sensual e contestadora. No primeiro andar, “Construtivismo Musical”, de Nelson Leirner, é um piano emparedado, uma crítica ao sistema das artes e à sacralização de obras pelo mercado.
A biblioteca, no segundo andar, tem um painel de Eduardo Coimbra denominado “Luz Natural”. Formado por uma combinação de lâmpadas fluorescentes, onde foram aplicadas películas fotográficas, a instalação reproduz a imagem do céu azul e suas nuvens.
No quarto andar, perto do telhado, estão instalados painéis em tinta à óleo de Rodrigo Andrade, aplicados diretamente sobre as paredes.
|
Sesc Bom Retiro – São Paulo (SP)
Bom Retiro: alameda Nothmann, 185, tel. (11) 3332-3600.
Dom., 10h/17h; ter. a sex., 9h/20h; sáb., 10h/18h.
www.sescsp.org.br/bomretiro

Pesquisas feitas no México são tema de encontro no Sesc Consolação (SP) +

As pesquisas artísticas de Maya Dikstein e Van Holanda são o tema do encontro “México — Cosmos e Terremotos no Gênero”, que ocorre no sábado, 09/07/16, no Sesc Consolação, em São Paulo (SP). Com mediação de Olivia Ardui e Beatriz Lemos, o encontro discute a convivência em grupo durante a residência artística da rede Lastro – Intercâmbios Livres em Arte, no México. São abordados alguns temas específicos às pesquisas artísticas das residentes. As falas são: “Entre Cosmos e Inframundo - Relações Ancestrais e Cotidianas com o Excremento”, de Maya, e “Possíveis Gêneros e Terremotos: a Melancolia do Centro da Terra”, de Van. As vagas São limitadas à disponibilidade do espaço. Não é necessária inscrição prévia.
Maya é artista e pesquisa atritos entre ação e verbo. Van é fotógrafa e pesquisador de sexualidade e gênero. Olivia é curadora e pesquisadora. Beatriz é idealizadora da rede Lastro e curadora da exposição “Lastro em Campo - Percursos Ancestrais e Cotidianos”, em cartaz no Sesc Consolação até 30/07/16.
|
Sesc Consolação - São Paulo (SP)
Vila Buarque: r. Dr. Vila Nova, 245, tel. (11) 3234-3000.
www.sescsp.org.br

Psiu Poético comemora 30 anos e lança livro na Casa das Rosas +

O Salão Nacional de Poesia Psiu Poético lança em 29/07/16, das 19h30 às 21h30, o livro “Trinta Anos-Luz Poetas Celebram 30 anos de Psiu Poético" (Ed. Aquarela Braileira; R$30) na Casa das Rosas-Espaço Haroldo de Campos. A publicação tem organização e textos de Aroldo Pereira, Wagner Merije e Luis Turiba.
|
Casa das Rosas - Espaço Haroldo de Campos
Cerqueira César: av. Paulista, 37, estação Brigadeiro do Metrô, tels. (11) 3285-6986 e (38) 3229-3458.
www.psiupoetico.com.br

SP-Arte/Foto chega à 10ª edição fortalecendo a fotografia nacional +

Criada em 2007, a SP-Arte/Foto se estabeleceu como a principal feira de fotografia do circuito brasileiro, criando e retomando tendências no mercado da fotografia. Em 2016, o evento chega à 10ª edição, ocupando o shopping JK Iguatemi, em São Paulo (SP), entre os dias 25 e 28/08/16.
Além do espaço dado à fotografia moderna e contemporânea, aos formatos clássicos e às novas linguagens, a SP-Arte/Foto notabilizou-se também por abrir espaço ao mercado de fotolivros, em ascensão nos últimos anos.
Ao longo dessa trajetória, passaram pelo evento cerca de 80 mil visitantes. Artistas notáveis, brasileiros e estrangeiros, passaram pela feira; nomes como Claudia Andujar, Hildegard Rosenthal, Miguel Rio Branco, Rochelle Costi, Elliott Erwitt, José Manuel Ballester e Martin Parr.

|

Confira o nome das galerias confirmadas para a próxima edição da SP-Arte/Foto:

Arte 57 – Renato Magalhães Gouvêa Jr.
ArtEEdições Galeria
Baró Galeria
Biographica Arte Contemporânea
Blau Projects
Bolsa de Arte de Porto Alegre
Galeria de Babel
Casa Triângulo
Dan Contemporânea
FASS
Fólio Livraria
FOTOSPOT
Galeria da Gávea
Galeria Leme
Galeria Lume
Luciana Brito Galeria
Luciana Caravello Arte Contemporânea
Galeria Marcelo Guarnieri
Galeria Millan
Andrea Rehder
Mario Cohen Fine Art Photography
Pinakotheke São Paulo Ltda.
Portas Vilaseca Galeria
Galeria Rabieh
Galeria Room 8
Schoeler Editions
SIM Galeria
Vermelho
Zipper Galeria

|

Texto originalmente publicado no site “Touch of Class” (www.touchofclass.com.br) | 21/06/16.

Thyssen-Bornemisza de Madri apresenta maior mostra de Caravaggio fora da Itália +

O museu Thyssen-Bornemisza, em Madri, apresenta até 18/09/16 a exposição “Caravaggio y los Pintores del Norte”, cujo eixo central é a figura de Michelangelo Merisi Caravaggio (1571-1610) e a sua influência sobre o círculo de pintores do Norte da Europa que, fascinados pela sua obra, difundiram seu estilo.
Às doze pinturas do pintor italiano, o museu juntou 41 quadros de artistas que se inspiraram tanto no claro-escuro como nas figuras e temas tratados por Caravaggio.
Foram três anos de difícil trabalho, de intensa negociação com museus e curadores para conseguir o empréstimo das obras que chegam de diferentes lugares, como o Metropolitan de Nova York, a galeria Uffizi de Florença ou o Museu Hermitage de São Petersburgo.
A exposição está organizada em seis núcleos. No primeiro estão quadros de Caravaggio em Roma entre os anos 1592 e 1606, onde predominam as cenas de gênero e a natureza-morta de frutas e flores, clássicos da sua terra, a Lombardia. No segundo, misturam-se quadros do pintor italiano e dos primeiros admiradores em Roma: Rubens e Elsheimer.
A mostra continua com obras de artistas e amantes da arte como Fiammingo, Régnier e van Baburen para chegar ao núcleo de Brugghen e a Escola de Utrecht. As obras dos pintores franceses em Roma, como Vignon ou Saraceni, e as pinturas dos seguidores de Nápoles e do Sul de Itália como Finson ou Stom, junto a dois quadros de Caravaggio, formam os dois últimos momentos expositivos.
O Martírio de Santa Úrsula, da coleção Intensa Sanpolo, de Nápoles, exposto sozinho na última sala, é o derradeiro quadro que o artista pintou antes de morrer.
|
Texto originalmente publicado no site “Touch of Class” (www.touchofclass.com.br) | 21/06/16.

Obra cubista de Picasso estabelece novo recorde na Sotheby’s +

O leilão de impressionismo e arte moderna na Sotheby’s de Londres, realizada nesta semana, causou boa impressão no mercado de arte. Quase dois terços das obras oferecidas estavam fora do mercado por mais de 30 anos e 88,9% delas encontraram novos proprietários. “Femme Assise” (na foto ao lado), de Pablo Picasso, era a estrela do evento e atingiu o preço recorde de US$ 63,6 milhões (£ 43,3 milhões), tornando-se a obra cubista mais cara vendida em leilão até hoje. A pintura permaneceu na mesma coleção particular desde 1973, adquirida na época por £ 340 mil.
Outro sucesso foi um retrato de Jeanne Hébuterne, de 1919, musa do artista italiano Amadeo Modigliani, cujo preço final alcançou US$ 56,6 milhões, superando a estimativa inicial de US$ 41 milhões. A mesma obra havia sido comprada em 1986, na Christie’s, por £ 1,9 milhões.
O leilão teve outros preços notáveis, incluindo: novo recorde estabelecido por uma litogravura do icônico “O Grito”, de Edvard Munch (US$ 2,7 milhões); “Nature Morte aux Pommes”, de Paul Gauguin, excedeu a expectativa inicial de £ 2,8 milhões (vendida por £ 3,4 milhões); “Portrait de Diego”, de Alberto Giacometti, apareceu pela primeira vez no mercado. A obra, que havia sido mantida pelo artista até a sua morte (vendida por US$ 2 milhões); “Fruits Tropicaux”, de Wilfredo Lam (US$ 1.7 milhão).

Caio Reisewitz participa do PHotoEspaña +

Pela primeira vez, a comunidade de Castilla – La Mancha integra a seção oficial do PHotoEspaña, com um programa expositivo em comemoração o quarto centenário de morte de Miguel de Cervantes. São trabalhos de cinco fotógrafos, em cartaz até 18/08/16.
O brasileiro Caio Reisewitz realiza a exposição “Ingenios de Hoy” no Museo de Albacete. “Dato Primitivo 5. Pinacoteca” é mostra de Montserrat Soto, no Museo de Ciudad Real. No Museo de Cuenca tem “Las Huellas del Quijote”, de Jordí Bernadó. No Museo de Guadalajara, Ferdinando Scianna, fotógrafo da agência Magnun, exibe “La Ciudad y sus Gentes”. John Davies participa com “Paisajes de La Mancha”, no Museo de Santa Cruz de Toledo.
|
Mais informações:
www.phe.es

MoLA (Mostra Livre de Artes) recebe inscrições - Rio de Janeiro (RJ) +

A MoLA – Mostra Livre de Artes, no Circo Voador, no Rio de Janeiro (RJ), chega à 8ª edição no dia 24/09/16. Serão selecionados quatro bandas, quatro artistas visuais, três performances e um cineclube. As inscrições estão abertas até 10/08/16.
Os interessados podem inscrever mais de um trabalho, tanto na mesma quanto em diferentes áreas. Basta entrar no site http://mola2016.com.br, baixar a ficha de inscrição da área interessada, preencher a convocatória e enviar por email para 2016mola@gmail.com. O resultado sai em 24/08/16.