destaques
conteúdo
publicidade
curtas

Caixa Cultural abre edital de seleção de projetos culturais para 2019/2020 +

A Caixa Cultural recebe até 03/08/18 inscrições para edital de seleção pública para patrocínio de projetos culturais e formação da pauta de 2019/2020. Serão analisados projetos apresentados nos segmentos de artes visuais, cinema, dança, música, teatro e vicências.
As inscrições serão realizadas exclusivamente via internet por meio do preenchimento de formulário disponível no site www.programasculturaiscaixa.com.br. Serão consideradas somente as inscrições com preenchimento completo, finalizadas e enviadas dentro do período e horário acima indicados.
Os projetos deverão ser inscritos exclusivamente por pessoa jurídica ou micro empreendedor individual cuja natureza/objeto social seja de finalidade cultural. Será admitida a inscrição de até 10 projetos por proponente, independentemente do segmento a que pertençam ou de haver itinerância para cada um deles.
A relação dos projetos selecionados será divulgada até o mês de dezembro de 2018.
|
Mais informações:
www.programasculturaiscaixa.com.br

Fundação Bienal realiza palestra de difusão no Museu Lasar Segall +

A Fundação Bienal de São Paulo e o Museu Lasar Segall realizam em 25/06/18, das 14h às 16h, a palestra de difusão da 33ª Bienal de São Paulo – Afinidades Afetivas. O projeto curatorial de Gabriel Pérez-Barreiro compõe um sistema operacional alternativo que privilegia o olhar dos artistas sobre seus próprios contextos criativos, organizado a partir de mostras coletivas concebidas por artistas-curadores e apresentações de projetos individuais. Para participar, os interessados devem fazer inscrição no link: goo.gl/U6Y9Hq . Inclui certificado digital de participação e distribuição da publicação do educativo Convite à atenção.
|
Museu Lasar Segall, Auditório
Vila Mariana: r. Berta, 111, próximo à estação Santa Cruz do Metrô, tel. (11) 2159-0400. São Paulo-SP.
www.museusegall.org.br

Made chega a sua 6ª edição como plataforma de incentivo ao design autoral +

A MADE (Mercado.Arte.Design) chega à sua 6ª edição como a primeira e maior feira de design colecionável da América Latina e plataforma de incentivo ao design autoral entre os dias 27/06/18 e 01/07/18 no Pavilhão da Bienal, em São Paulo. A edição, sob patrocínio do Bradesco Private Bank, apresenta peças exclusivas dos cerca de cem expositores nacionais e estrangeiros, com intervenções inéditas, designers, galerias, talks e exposições que fomentam a cultura do design no Brasil e reafirmam a credibilidade do evento. Entre as galerias participantes estão LL Galeria, Galeria Nicoli, Mameluca, Inn Galeria, Artemobilia e Maximiliano Crovato.

A feita também desponta em 2018 como plataforma de conteúdo, sob o tema “Machine Art After Philip Johnson”, inspirado na exposição realizada no MoMA em 1934, com curadoria do arquiteto Philip Johnson, que trouxe em primeira mão o design industrial dentro de uma instituição de arte. Os objetos utilitários foram elevados ao status de escultura e promoveram uma reflexão sobre o homem e a máquina. A ação norteia todo o quesito cenográfico da feira, onde serão abordadas as novas relações entre indústria, designer e consumo.

Designer do Ano

Na edição, o designer austríaco Robert Stadler é homenageado como o Designer do Ano. Formado pelo IED de Milão e especializado na ENSCI de Paris, ficou reconhecido por fundar o grupo Radi Designers com peças assinadas para a Galerie Kreo e grandes comissões de design industrial; Fundou seu próprio escritório em 2001 e passou a trabalhar com criações limitadas para marcas como Dior, Lobmeyr, Richard, entre outros. Também assina intervenções em grandes museus do mundo, como MAK - Museum for Applied Arts / Contemporary Art in Vienna, Les Arts Décoratifs, Fondation Cartier, Fonds National d’Art Contemporain e Palais de Tokyo.

Exposições

Simultaneamente à exibição de produtos, a MADE reúne com exclusividade diversas exposições que reafirmam o compromisso do evento em promover o design assinado.

“Studio Reconstitution – Robert Stadler” é exposição que traz o universo criativo do designer dessa edição, combinando imagens de produtos e protótipos originais; Philip Johnson: Machine Art Revisited;
Será criado um espaço com reproduções de fotos da exposição original de 1934 em grande formato, e uma das instalações será recriada dentro da feira, sob o olhar da curadora e diretora criativa da Fundação Glass House, Hilary Lewis; Pacha Designers da UPC - Universidade Peruana de Ciências Aplicadas, comandada pelo arquiteto Mario Alonso Ricci Garay, ao lado do chef de cozinha Diego Oka, criaram serviços de mesa em cristal e mármore para enaltecer a cozinha peruana contemporânea;

Projeto Growroom

O projeto Growroom, comandado pelos arquitetos dinamarqueses Sine Lindholm e Madis Ulrich Husum, é parte da iniciativa Space 10 e explora as possibilidades de uma horta urbana de maneira local e sustentável através da fabricação digital;

Eu Falo Colher

O designer industrial Sérgio Cabral apresenta a mostra “Eu Falo Colher”, que tem como ponto de partida memórias da infância onde a imagem do uso da colher era recorrente pela sua mãe, tanto para cozinhar quanto para repreender e educar. Ele convidou os designers Carol Gay, Cristiana Bertolucci, Murilo Weitz, Noemi Saga, Natasha Schlobach, Paulo Alves, Ricardo Cardim, Super Limão Studio, e sua mãe Flávia Rocco, para participarem da exposição.

Plastic MADE for...

Dos avanços da medicina passando pela mobilidade, da ousadia das passarelas e as possibilidades de criação no design de mobiliário, são temas abordados na exposição promovida pela Braskem, patrocinadora do evento, com cenografia pensada especialmente como uma vitrine de percepções e experiências com o material.

Operários

Com a escolha do Machine Art como tema da feira, o artista plástico Marcelo Tolentino propõe um painel para o espaço da Mitsubishi com o objetivo de mostrar uma outra parte fundamental do processo industrial: as pessoas por trás das máquinas. Numa releitura da clássica pintura “Operários” de Tarsila do Amaral”, a ideia é retratar, utilizando o barro como matéria-prima, parte do quadro de funcionários da própria Mitsubishi, patrocinador do evento;

Sandproject for Atelier NL – Holanda

Essa exposição, com curadoria de Jorn Konijn, serão apresentados objetos de vidro feitos com areia recolhida de diversas partes do mundo, confrontando a indústria que geralmente só utiliza a mais pura e branca sílica. Através de uma forte pesquisa feita para o projeto, o Atelier NL aborda o universo do design e meio-ambiente de forma lúdica e única;

Talks

Os talks acontecerão no Centro Cultural Bradesco Private Bank e entre os palestrantes já confirmados estão Robert Stadler, designer do ano; Hilary Lewis, curadora chefe e diretora criativa da Fundação Glass House; e o designer russo Sergei Streltsov, reconhecido pelo trabalho frente grandes marcas como BMW, Jaguar, Adidas, Samsumg, entre outras.

A arquitetura do espaço é formada por uma espiral escalonada, pintura degradê em tons de vermelho que marca a arquitetura do local e que, ao longo da semana, será preenchida com desenhos digitais criados por robôs desenvolvidos e fabricados especialmente para a Made. Essa performance digital contará com a participação direta do público que visitar a Bienal. A lista completa de palestrantes será exibida em breve.

Premiação

Com o troféu desenhado pelo designer sul-coreano Kwangho Lee, homenageado em 2017, o “Prêmio Bradesco Private Bank MADE de Design & Arte” fará uma premiação, reconhecendo os melhores projetos de cada um dos espaços da feira: Coletivo 5M, Coletivo 10M, Galeria e Handmade. O júri de seleção do prêmio é composto pela diretora da Fundação Bradesco, Denise Aguiar; e membros do Conselho Consultivo da Made: a designer Cláudia Moreira Salles, o arquiteto Márcio Kogan, o curador de design Jorn Konijn, o publicitário Mauricio Eugênio e a empresária Corinna Sagesser, além dos sócios da feira Waldick Jatobá, Bruno Simões e Elcio Gozzo.

Gastro MADE
Como grande novidade desta edição, a feira apresenta seu espaço dedicado às marcas de gastronomia que valorizam a produção artesanal. Com curadoria da jornalista Beta Germano, o espaço receberá cerca de 20 expositores que apresentarão o que há de melhor em seus cardápios para apreciação dos visitantes da feira. Entre os confirmados está a CoDesign.

Curadoria
A curadoria de conteúdo do evento, assim como a seleção dos expositores, é feita pelos sócios Waldick Jatobá e Bruno Simões. A organização conta ainda com conselho consultivo participativo composto por Claudia M. Salles – designer e arquiteta, fundadora do Estudio CMS; Marcio Kogan - arquiteto fundador do Studio mk27; Corinna Sagesser – empresária; Maurício Eugênio – publicitário e Jorn Konijn - curador, consultor de desgin holandês e fundador da empresa This must be the Place.

|
Mais informações:
Pavilhão da Bienal
Vila Mariana: av. Pedro Álvares Cabral, s/n - São Paulo – SP.
de 27/06 a 01/07/18. De qua. a sex., 13h/21h. Sáb., 12h/20h; Dom., 12h/19h.
www.mercadodeartedesign.com

Incêndio nos EUA destrói relíquias de Kurt Cobain +

Um incêndio devastou o Museu de História de Aberdeen, em Washington (EUA), que estava exibindo uma exposição de memorabilia de Kurt Cobain (1967-1994), cantor, compositor e músico norte-americano famoso por ter sido o fundador, vocalista e guitarrista da banda Nirvana. Teme-se que vários itens emprestados ao museu na cidade natal do músico tenham sido perdidos, incluindo um quadro de sua autoria, um sofá onde ele dormiu em 1985, pôsteres e camisetas da banda. O edifício na cidade natal do vocalista data de 1922 e também contou com exposições sobre a história da cidade. O incêndio aconteceu no sábado, 9/6/18. O chefe do corpo de bombeiros de Aberdeen, Tom Hubbard, disse: "Esta é uma perda devastadora para a cidade", acrescentando que houve uma "destruição maciça de muitos itens históricos" de fogo, fumaça e danos causados pela água. Ninguém ficou ferido no incêndio.

Pinacoteca ganha novo prédio para arte contemporânea +

A Pinacoteca do Estado de São Paulo anunciou oficialmente em 13/06/18 a aquisição de um novo prédio onde funcionará a Pina Contemporânea, terceiro edifício da instituição voltado para exposições contemporâneas, oficinas, programação cultural e promoção de atividades no entorno do museu.

Após uma longa negociação que permeou diferentes administrações da Secretaria da Cultura e da Pinacoteca, a oficialização da transferência do novo edifício propõe expandir o espaço e sua coleção, além de aprofundar a programação pública, sobretudo sua relação com os moradores e entorno dos bairros da Luz e do Bom Retiro.

O novo espaço está localizado a 50 metros do edifício da Pina Luz, na avenida Tiradentes, esquina com a rua Ribeiro de Lima, em um terreno contíguo ao Parque da Luz. O local sediou até 2014 o Grupo Escolar Prudente de Moraes, hoje ocupando novas instalações no mesmo bairro, e agora formalmente cedido pelo Governo do Estado de São Paulo ao museu. O complexo possui ao todo cerca de 7mil metros quadrados, com cerca de 3 mil metros de área construída, e originalmente projetado pelo Escritório Ramos de Azevedo. Após incêndio ocorrido em 1930, foi substituído, em 1950, por um edifício projetado por Hélio Duarte, importante arquiteto modernista.

No segundo semestre de 2018, será feito um convite a arquitetos aptos a realizar o projeto e a adequação do edifício. Em 2019, será executado um plano de captação de recursos para as obras.

Uiara Bartira, Claudia Andujar, Felipe Seixas e outros brasileiros no exterior +

O artista português, radicado em São Paulo, Tiago Mestre (Galeria Millan), realiza no Colégio das Artes de Coimbra (Portugal) a exposição individual “More News From Nowhere” a partir de 15/6. Texto de Jacopo Crivelli Visconti. www.galeriamillan.com.br
|
A pintora, desenhista, gravadora e professora curitibana Uiara Bartira participa da 6ª Bienal Internacional de Grabado Aguafuerte, entre 9/6 e 15/7, em Valladolid, na Espanha.
|
Laercio Redondo é um dos três artistas escolhidos pela Pepsi para ilustrar uma nova marca de água lançada pela empresa (Life WTR). O artista também foi convidado pela curadora Justine Ludwig para participar da exposição coletiva "Aspirational Architectures", em cartaz até 8/6 na galeria nova-iorquina Fridman.
|
A fotógrafa Claudia Andujar (Galeria Vermelho) participa entre 1/6 e 30/9/18 do Festival Photo de la Gacilly, no Jardin du Relais, em Gacilly, na França.
|
Carla Zaccagnini (Galeria Vermelho) apresenta suas obras na coletiva “El Presente, Mañana”, no Museo Experimental El Eco, na Cidade do México, entre 6/6 e 26/08/18. Zaccagnini participa ainda da mostra “Out of Words”, no espaço Röda Sten Konshall, em Gotemburgo, na Suécia, entre 9/6 e 19/8/18.
|
Começa em 15/6/18, ”, na Fundação Prada, em Milão, na Itália, a exposição “Cavalo come Rei”, em que a artista mineira, radicada no Rio de Janeiro, Laura Lima (Galeria Luisa Strina e A Gentil Carioca) criou um site specific em colaboração com o artista Zé Carlos Garcia. A intervenção sugere um jogo de xadrez, que acaba por criar um espaço ilusório onde os espectadores são convidados a circular livremente, em uma tentativa de distorcer os nossos sentidos, através de três grandes esculturas.
|
Dora Longo Bahia e Cinthia Marcelle (Galeria Vermelho) participam do Festival d’ Animation Annecy 2018 na Sellerie du Haras d’ Annecy, na França, entre 10 e 17/6/18.
|
O artista alagoano-pernambucano Jonathas de Andrade (Galeria Vermelho) realiza a mostra “Artapes” no museu MAXXI, em Roma, entre 12/6 e 10/7/18. O artista foi participa ainda da mostra do Prêmio Paulo Cunha e Silva, na cidade do Porto, em Portugal, entre 9/6 e 19/8/18.
|
A dupla Detanico Lain (Galeria Vermelho) participa da mostra “Unpacking my Library” no National Museum of Contemporary Arte (EMST), em Atenas, na Grécia, entre 14/6 e 19/8/18.
|
Juliana Cerqueira Leite (Casa Triângulo) participa da mostra coletiva “Sculpture in the City”, na Miltre Square, em Londres, entre 27/6/18 e 27/6/19.
|
Ivan Grilo (Casa Triângulo e Luciana Caravello Galeria de Arte) participa da mostra coletiva “Ver as Vozes dos Artistas”, com curadoria de Miguel Von Hafe Perez, no Metro do Porto, em Portugal, entre 22/6 e 22/9/18.
|
Nino Cais (Casa Triângulo) apresenta suas obras na mostra coletiva “Waving and Wavering”, curadoria de Alexander Jarman, na Maryland Art Place, em Baltmore, nos EUA, entre 17/5 e 23/6/18.
|
Lucas Arruda (Mendes Wood DM) realiza a mostra individual “Neutral Corner” na filial belga da galeria Mendes Wood DM, em Bruxelas, a partir de 8/6/18.
|
Renata Lucas (Galeria Luisa Strina) participa da 8ª Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Melle, no Quartier Mairie, em Melle (França), entre 30/6 e 23/9/18.
|
O artista paraense, radicado em Londres, Tonico Lemos Auad (Galeria Luisa Strina) participa da mostra coletiva “Enchanted Bodies / Fetish for Freedom”, curadoria de Bernardo Mosqueira na GAMeC Galleria d'Arte Moderna e Contemporanea, em Bergamo (Itália) entre 8/6 e 9/9/18.
|
O artista carioca Cildo Meirees e o espanhol Antoní Muntadas (ambos da Galeria Luisa Strina) participam da mostra “Zero em Comportamento”, curadoria de João Ribas, Ricardo Nicolau e Paula Fernandes que acontece no Museu Serralves, na cidade do Porto, em Portugal, entre 1/6 e 9/9/18.
|
O carioca Eduardo Kac (Luciana Caravello Galeria de Arte) participa da mostra “...And the Bunny Goes POP! Tales of a Rabbit Gone Viral”, com curadoria de Bronac Ferran e Andrew Prescott, em cartaz no The Horse Hospital, em Londres, entre 1 e 21/6/18.
|
O artista Felipe Seixas (Galeria Zipper) participa da 250ª edição do Summer Exhibition, na Royal Academy of Arts em Londres, que faz parte das comemorações dos 250 anos da instituição. Felipe é o único brasileiro a participar da exposição, coordenada por Grayson Perry, sob o tema "Art Made Now". A mostra reúne tanto artistas jovens, como Phylida Barlow, Antony Gormley e Tony Cragg, ao lado de grandes nomes, como Anish Kapoor, Anselm Kiefer, Bruce Nauman, Bill Viola, David Hockney e Marina Abramović. A exposição abre ao público dia 12/06. Mais informações: Burlington House, Piccadilly, Mayfair, London.
|
A artista paulistana Flávia Vieira inaugurou em 26/5 a sua primeira mostra individual, “Hopes and Fears”, na Kubikgallery, na cidade do Porto (Portugal). A mostra reúne um conjunto de trabalhos inéditos especialmente desenvolvidos para esta ocasião, que partem de uma reflexão sobre o fazer artesanal como modelo social. A curadoria do projeto é de Marta Mestre. A exposição tem como ponto de partida o ensaio homónimo do artista e escritor britânico William Morris (1834-1896) que, no final do séc. XIX, defendeu um retorno ao trabalho artesanal e manual como reação ao sistema capitalista.
|
O artista paraense Emmanuel Nassar realiza a partir de 26/5 na Kubikgallery (Cidade do Porto) a mostra “Trapioca 101”. A mostra surge de uma serie de trabalhos na qual o artista usou fragmentos de chapas metálicas, madeiras, ferros e peneiras de farinha recolhidas nas feiras populares de Belém, cidade onde nasceu, no norte do Brasil. Em “Trapioca101”, o artista aplica a palavra “Trap”, que em inglês significa “armadilha”, associada à tapioca que funciona como uma licença poética, uma armadilha do olhar.
|
PAIR, Galleries é a nova empreitada da galerista brasileira Liliana Beltran em Miami. Ao lado dos sócios Michel e Luciana Farah (empresários e colecionaores) e Eduardo Rezende (fotógrafo), Beltran, que já foi dona da Bossa Gallery, pretende agora organizar exposições de artistas representados por galerias brasileiras que não possuam espaço nos EUA. A parceria começará com a individual “Under Pressure”, do artista gaúcho Tulio Pinto (representado no Brasil pela Baró Galeria) entre 18/5 e 25/7/18. A PAIR, Galleries fica no 1.201, 20th Street, Miami, www.pairgalleries.com.
|
Vivian Caccuri participa da mostra “Ojalá” no Carlsbad Museum & Art Center, em Carlsbad, nos EUA, entre 16/5 e 23/6/18. Curadoria de Atomic Culture.
|
Vanderlei Lopes (Galeria Marília Razuk) participa de residência artística na Fundacion Casa Wabi, em Puerto Escondido (Oaxaca, México) entre 11/5 e 5/7/18.
|
Rodrigo Torres participa da mostra coletiva “A Luta Continua”, um recorte da The Sylvio Perlstein Collection, em cartaz na galeria Hauser & Wirth, em Nova York, até 27/07/18.
|
Ascânio MMM (Casa Triângulo) participa da coletiva “Latinoamerica: Volver al Futuro”, uma curadoria de Federico Baeza em cartaz no Museo de Arte Contemporaneo de Buenos Aires até 3/3/2019.
|
“Pele de Dentro” é mostra individual de Antonio Obá em cartaz na Mendes Wood DM New York até 22/6/18.
|
Artur Barrio realiza a mostra individual “Experiencias y Situaciones” no Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía, em Madri, entre 23/5 e 27/8/18.
|
Regina Silveira participa da mostra “Mixed Realities: Virtuelle und reale Welten in der Kunst” no Stuttgart Kunst Museum, na Alemanha, entre 5/5 e 26/8/18.
|
Thomas Farkas tem obras na coletiva “The Shape of Light:
100 Years of Photography and Abstract Art”, na Tate Modern, em Londres, até 14/10/18.
|
Maria Nepomuceno participa da coletiva “Pulling at Threads”, uma curadoria de Owen Martin na Norval Foundation, na Cidade do Cabo (Africa do Sul), até 20/8/2018.
|
Hélio Oiticica tem mostra individual no ICA Miami até 11/11/2018.
|
Cadu (Galeria Vermelho) participa da mostra “Movilizando Afectos: Coparticipación e Inserción Local, Tres Proyectos Artísticos”, no Museu Amparo, em Puebla, no México, entre 21/4 e 30/7/18.
|
A galeria londrina White Cube realiza em sua sede em Bermondsey Street a mostra individual “Rio Azul”, da artista carioca Beatriz Milhazes entre 17/4 e 1/7/18. A mostra vai contar com apresentações especiais da coreografia “Guarde-me”, de autoria da irmã da artista, a coreógrafa Márcia Milhazes.
|
Igor Vidor (Luciana Caravello Galeria de Arte) e Jaime Lauriano (Galeria Leme) participam da mostra coletiva “The Wold's Game: Fútbol and Contemporary Art”, uma curadoria de Franklin Sirmans e Jennifer Inacio em cartaz no Pérez Art Museum Miami, nos EUA, entre 13/4 e 2/9/18.
|
Com curadoria de Bárbara Coutinho e Adélia Borges, o Palácio dos Condes da Calheta, em Lisboa, recebe a mostra “Tanto Mar – Fluxos Transatlânticos do Design”. A mostra investiga os fluxos de peças de design entre Brasil e Portugal e busca problematizar os cruzamentos de identidade entre cada país, que muitas vezes perpassam países africanos. A mostra fica em cartaz entre 10/3 e 15/7/18. www.mude.pt
|
Laura Lima, Jonathas de Andrade e Cinthia Marcelle participam da mostra coletiva “Welcome to the Jungle, no Kunsthalle Dusseldorf, na Alemanha, entre 2/3 e 24/6/18. Curadoria de Freo Majer. Laura Lima participa ainda da coletiva “Forecast Berlim”, no Projeto HKW, também uma curadoria de Freo Majer, no Haus der Kulturen der Welt, em Berlim, até 29/7/18. Em junho, Lima estará na coletiva “Cavalo Ciome Rei” na Fundazione Prada, em Milão, entre 6/6 e 17/9/18. Curadoria de Elvira Dyangani Ose.
|
O grupo carioca Opavivará (A Gentil Carioca) participa da mostra “Utupya”, na Tate Liverpool, na Inglaterra, entre 27/4 e 24/6.
|
Regina Silveira e Thomaz Farkas participam da mostra “Memorias del Subdesarrollo:
El Arte y el Giro Descolonial en America, 1960-1985”, no Museo Jumex, na Cidade do México, entre 22/3 e 9/9/18.
|
Henrique Oliveira participa da mostra coletiva “Stage of Being”, no Voorlinden Museum & Gardens, em Wassenaar, na Holanda, até 17/6.
|
Clara Ianni participa da mostra coletiva “Line of Sight. Lethal Design”, no Museum of Contemporary Design and Applied Arts of Lausanne, na Suíça, entre 14/3 e 26/8/18.
|
Beto Shwafaty (Galeria Luisa Strina) participa do EVA International - 38ª Bienal da Irlanda, com curadoria de Inti Guerrero, na Limerick City Gallery of Art, na cidade de Limerick, entre 14/4 e 8/7/18.
|
Clarissa Tossin (Galeria Luisa Strina) realiza no Blanton Museum of Art, da Universidade do Texas, em Austin, a mostra individual “Encontro das Águas”, com curadoria de Beverly Adams. Fica em cartaz entre 13/2 e 1/7/18. A mostra trata do desenvolvimento da Amazônia e do impacto da industrialização na cultura dos diversos grupos indígenas da Amazônia. Tossin participa ainda da coletiva “The House Imaginary” no San Jose Museum of Art, em San Jose, nos EUA, entre 20/4 e 19/8/18.
|
Alexandre da Cunha (Galeria Luisa Strina) participa da mostra coletiva “Everyday Poetics” no Seattle Art Museum, no EUA, entre 18/11 e 17/6/2018.
|
A artista mineira Solange Pessoa ((Mendes Wood DM) participa do projeto “KölnSkulptur #9”, na cidade alemão de Köln, até 10/7/2019.
|
“Radical Women: Latin American Art, 1960-1985”, no Brooklin Museum, em Nova York, apresenta cerca de 260 obras (fotografias, vídeos, técnicas mistas e experimentações) produzidas por mais de cem artistas de 15 países. Entre as selecionadas estão Lenora de Barros, Iole de Freitas, Vera Chaves Barcellos, Neide Sá, Claudia Andujar, Carmela Gross, Martha Araújo, Regina Vater, Ana Vitória Mussi, Lygia Clark, Anna Bella Geiger, Leticia Parente, Regina Silveira, Anna Maria Maiolino, Lygia Pape, Ana Mendieta, Liliana Porter, Marta Minujín, Zilia Sánchez e Feliza Bursztyn, A mostra acontece entre 13/4 e 22/6/2018.



|
A obra “Poema” (1979), da artista paulistana Lenora de Barros (Galeria Millan), ilustra a capa do catálogo da mostra "Radical Women: Latin American Art, 1960-1985" e também a fachada principal do Hammer Museum, em Los Angeles. A mostra apresenta cerca de 260 obras (fotografias, vídeos, técnicas mistas e experimentações) produzidas por mais de cem artistas de 15 países. Entre as selecionadas estão ainda Iole de Freitas, Vera Chaves Barcellos, Neide Sá, Claudia Andujar, Carmela Gross, Martha Araújo, Regina Vater, Ana Vitória Mussi, Lygia Clark, Anna Bella Geiger, Leticia Parente, Regina Silveira, Anna Maria Maiolino, Lygia Pape, Ana Mendieta, Liliana Porter, Marta Minujín, Zilia Sánchez e Feliza Bursztyn, A mostra acontece no Brooklyn Museum, em Nova York, entre 13/4 e 29/7/2018. A mostra faz parte do projeto “Pacific Standard Time: LA/LA”, uma iniciativa da Getty Foundation de Los Angeles, que reúne diversas instituições artísticas do sul da Califórnia sob um único tema: explorar o diálogo entre a cidade de Los Angeles (e arredores) e a arte latino-americana.

Rio de Janeiro recebe mais uma edição do Festival de Bandeiras +

O Festival de Bandeiras do Rio ocorre em 16/06/18, às 14h, com cerca de 200 artistas brasileiros e estrangeiros que são convidados a realizar bandeiras inspiradas nas tradicionais bandeirolas de festas juninas. Cada produção tem suporte, tema e material de sua preferência, e ocupam as ruas Visconde de Itaboraí, Travessa Tocantins e Travessa Tinoco, no Centro do Rio de Janeiro.

Entre os nomes participantes estão os cariocas Custódio Coimbra, Antonio Bokel, Mercedes Lachmman e Luiz Aquila, o cearense Zé Tarcísio, a alagoana Maria Amélia Vieira, o alemão Bjorden Dressler, o italiano Adriano Mangiavacchi, o americano John Nicholson, a chilena Lorena Olivares e o japonês Harumi Shimizu.

Criado em 2016, pelo artista visual e produtor cultural Paulo Branquinho, o Festival de Bandeiras foi montado pela primeira vez na Rua Morais e Vale, na Lapa. Conhecido como o produtor que leva a arte para as ruas de forma democrática para a população, Paulo realiza cursos de arte e exposições nos principais museus e centros culturais do Brasil.

O Festival de Bandeiras poderá ser visto até 08/07/18, das 6h às 17h.
|
Festival de Bandeiras
Centro: ruas Visconde de Itaboraí, Travessa Tocantins e Travessa Tinoco – Rio de Janeiro.

ArtRio 2018 apresenta novo programa Brasil Contemporâneo +

A ArtRio estreia em 2018 um novo programa, o Brasil Contemporâneo, espaço dedicado a galerias fora do eixo Rio de Janeiro - São Paulo, com a apresentação dos artistas que representam. A coordenação é de Bernardo Mosqueira.

A criação deste novo programa possibilita destaque para uma visão mais ampla da produção artística nacional, que, entre as prioridades da ArtRio, pode dar valorização da arte brasileira e a divulgação dos artistas nacionais entre os colecionadores e curadores.

O curador Bernardo Mosqueira selecionou galerias de diversas cidades para a apresentação de propostas para a participação na ArtRio. Cada galeria deverá apresentar um projeto solo, trazendo obras de um único artista representado.

O curador carioca Bernardo Mosqueira é diretor do Prêmio FOCO Bradesco ArtRio, à frente do Comitê Curatorial. Pertence também ao grupo de fundadores e gestores do Solar dos Abacaxis, espaço de Arte, Educação e Transformação Social no Rio de Janeiro. Em sua trajetória, venceu a 9ª edição do Prêmio Lorenzo Bonaldi para curadores com menos de 35 anos, realizado bianualmente pelo GAMeC, em Bergamo, na Itália.

A ArtRio 2018 acontece de 26 a 30/09 na Marina da Glória.
|
www.artrio.art.br

BNDES destina R$ 21,7 milhões para revitalização do Museu Nacional +

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) assinou em 06/06/18 um contrato de financiamento no valor de R$ 21,7 milhões para apoio à restauração e requalificação do Museu Nacional, no Rio de Janeiro. A assinatura ocorreu no Palácio de São Cristóvão, em cerimônia que também comemorou os 200 anos da fundação da instituição.

O apoio do Banco destina-se à terceira fase do Plano de Investimento para a revitalização do Museu Nacional — que totaliza R$ 28,5 milhões — e soma-se aos R$ 24 milhões investidos nas duas fases anteriores.

Os recursos disponibilizados pelo BNDES serão aplicados com diferentes finalidades, entre elas: a recuperação física do prédio histórico; a recuperação de acervos — garantir mais segurança às coleções e otimizar o trabalho dos pesquisadores —; a recuperação de espaços expositivos — estimulando maior atração de público e promoção de políticas educacionais vinculadas a seus acervos —; a revitalização do entorno do museu; e o fortalecimento da instituição gestora. Esse último uso prevê ações de aprimoramento da gestão e abrange esforços para a constituição de um fundo patrimonial (endowment) que contribua para a longevidade do Museu.
Museu Nacional é a instituição científica mais antiga do Brasil e um dos museus de ciência mais importantes do mundo, fundado por D. João VI em 1818. Inicialmente instalado no Campo de Santana, o museu foi posteriormente transferido para o Palácio de São Cristóvão, monumento tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e situado na Quinta da Boa Vista, um dos mais importantes parques urbanos do Rio. Antes de abrigar o Museu Nacional, o Palácio de São Cristóvão foi residência das famílias real portuguesa e imperial brasileira.


Contrato de apoio financeiro com o Banco foi assinado em cerimônia de comemoração do bicentenário do Museu

Recursos do BNDES correspondem a 76% da nova etapa do plano de investimento para revitalização da instituição.

Emilio Kalil é o novo superintendente da Fundação Iberê Camargo +

A Fundação Iberê Camargo em Porto Alegre anuncia oficialmente a contratação do empresário cultural Emilio Kalil, que passa a ser o seu novo superintendente.
O gestor teve passagens pela Bienal de São Paulo, além de ter sido Secretário de Cultura da cidade do Rio de Janeiro e presidente da Fundação Cidade das Artes (RJ). Kalil assume a tarefa de aprofundar e organizar os processos da instituição, a fim de potencializar as transformações em curso e seu conteúdo artístico e cultural, à convite da Diretoria e Conselheiros da Fundação.

Com 40 anos de experiência na área da gestão cultural, Emilio Kalil é gaúcho de Bagé e radicado em São Paulo e Rio de Janeiro. Formado em jornalismo, trabalhou em emissoras de TV de Porto Alegre e foi um dos responsáveis pela implantação da Fundação Piratini, que abriga a TVE e a rádio FM Cultura. Foi presidente do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, diretor do Teatro Municipal de São Paulo e diretor do Grupo Corpo, em Belo Horizonte. Produziu espetáculos internacionais, como os das companhias de Pina Bausch, Merce Cunningham e Trisha Brown. Foi produtor de algumas das mostras mais importantes realizadas no país nos últimos anos, como a mostra Brasil 500 Anos, e atuou como diretor de Produção e Projetos da 29ª Bienal de São Paulo.
|
Fundação Iberê Camargo
Praia de Belas: av. Padre Cacique, 2.000, tel. (51) 3247-8000.
www.iberecamargo.org.br

Casa da Xiclet recebe inscrições para exposições coletivas +

A Casa da Xiclet recebe inscrições para as mostras “#LulaLivre” e “Luta Livre- Vai ter Lula”. As exposições falam sobre o Golpe, arte-política, arte e política; e arte e polícia.

Confira o cronograma:

#LulaLivre inscrições até 15/06/18. Exposição de 14/07 a 29/07/2018.

Luta Livre- Vai ter Lula inscrições até 15/07/18. Exposição de 11/08/18 a 26/08/18.

Os interessados em participar da exposição devem enviar por email imagens em jpeg de até cinco trabalhos com a ficha técnica, (título, técnica, dimensões, ano de produção e preço de venda). Havendo vagas, a Casa retornará seu email com a Ficha de Inscrição para se inscrever.

Antes de enviar é necessário ler na íntegra o regulamento, a partir do link www.casadaxiclet.com/regulamento.

|
Mais informações:
Casa da Xiclet
Vila Madalena: r. Fradique Coutinho, 1.855, tel. 94611-2519.
www.casadaxiclet.com

Governo francês lança loteria para financiar conservação de patrimônio +

O presidente francês Emmanuel Macron está lançando uma nova loteria nacional para financiar a restauração de prédios históricos e obras de arte. A nova raspadinha de € 15 (cerca de R$ 70,00)) vai impulsionar o orçamento do país e financiar a restauração de vários locais, incluindo um castelo do século 12 na Borgonha e um aqueduto romano. A loteria anual vai estrear em setembro e espera arrecadar entre US$ 18 milhões e US$ 22 milhões a cada sorteio.

Casa da Xiclet Galeria recebe inscrições para a I Bienal da Quebrada +

A Casa da Xiclet Galeria recebe inscrições para a I Bienal da Quebrada, projeto de exposição aberto a qualquer mídia, entre obras plásticas, visuais, performances, músicas e vídeos.
Os interessados em participar devem ler na íntegra o regulamento da Bienal (que pode ser conferido na guia Salões deste site), encaminhar um e-mail para casadaxiclet@gmail.com com as informações e os documentos como comprovante de taxa de inscrição; documentação fotográfica; ficha técnica e indicar o mês de exibição. Não serão aceitas inscrições realizadas por fax ou pessoalmente.

O espaço expositivo arca com pré-produção: organização e divulgação; Produção montagem, vernissage, exposição e atendimento; Pós-produção: desmontagem, entrega das obras; E vendas de 80% para o artista e 20% para a galeria.

Cronograma de datas:

Primeira Bienal: de 01 a 30/09
Segunda Bienal: de 06 a 28/10
Terceira Bienal: de 03 a 25/11
Quarta Bienal : de 01 a 23/12.

Sem-seleção, sem curadoria, sem-jabá, sem-juros, sem-entrada e sem-saída.

Confira o regulamento completo em Salões.
|
Mais informações:
Casa da Xiclet Galeria
Vila Madalena: r. Fradique Coutinho, 1.855, tel. 94611-2519. São Paulo -SP.
www.casadaxiclet.com

Instituto Sacatar divulga lista de novos artistas residentes +

O Instituto Sacatar, em Itaparica, na Bahia, anunciou a lista dos sete novos artistas residentes, que permanecerão na instituição entre 11/6 e 6/8/18: Alexandra Pechman (EUA, literatura), Carolyne Wright (EUA, literatura), Erica Connerney (EUA, literatura), Fábio Duarte (Brasil, artes visuais), Paul Roth (EUA/Canadá, curadoria), Pieter Paul Pothoven (Holanda, artes visuais) e Victoria Idongesit Udondian (Nigéria/EUA, artes artesanais).

Felipe Seixas participa de exposição na Royal Academy of Arts em Londres +

O artista Felipe Seixas (participante do 7º Salão dos Artistas Sem Galeria, em 2016) participa da 250ª edição do Summer Exhibition, na Royal Academy of Arts em Londres, que faz parte das comemorações dos 250 anos da instituição. Felipe é o único brasileiro a participar da exposição, coordenada por Grayson Perry, sob o tema "Art Made Now".

A mostra reúne tanto artistas jovens, como Phylida Barlow, Antony Gormley e Tony Cragg, ao lado de grandes nomes, como Anish Kapoor, Anselm Kiefer, Bruce Nauman, Bill Viola, David Hockney e Marina Abramović.

A exposição abre ao público dia 12/06.
|
Mais informações:
Burlington House, Piccadilly, Mayfair, London W1J 0BD, Reino Unido
+44 20 7300 8090

Site Bigorna é lançado para descomplicar a arte contemporânea +

O portal Bigorna (www.bigorna.art.br) é um site de arte contemporânea que elucida o universo da arte e o mercado de maneira descomplicada e didática. O site é comandado pela jornalista Julia Flamingo, que propõe dividir seu olhar sobre a arte atual através de textos e vídeos semanais, que respondem questões herméticas com a intenção de desvendar o campo da arte contemporânea e oferecer ferramentas para criar novas opiniões e interesses.

O site é dividido em três partes: nas Pinceladas Contemporâneas são notícias ou eventos que podem render uma boa explicação em textos curtos; Produção Expandida é o espaço dedicado a cobrir a arte brasileira que alcança visibilidade internacional; e em Isso é Arte traz discussões calorosas e eventos do momento, aprofundados em vídeos de cerca de cinco minutos.

Confira mais em
www.bigorna.art.br
Facebook: Bigorna por Julia Flamingo
Youtube: Bigorna por Julia Flamingo
Instagram: @bigorna-art

David Gryn e Max Reinhardt são os curadores do MIRA na ArtRio 2018 +

O americano David Gryn é o novo curador do programa Mira, na ArtRio 2018. O programa, que no ano passado foi totalmente voltado à videoarte, nesta edição conta com o setor música, cuja seleção fica a cargo do DJ britânico Max Reinhardt. Ambos já participaram de outros trabalhos juntos, durante a Art Basel Miami Beach e Moscou Museum Nights.

David Gryn é diretor da Daata Editions (www.daata-editions.com) , plataforma online líder para o comissionamento, venda e exibição de artistas. É também diretor da Artprojx, consultoria especializada no desenvolvimento de projetos e captação de recursos entre outras atividades sempre com foco no segmento de Arte.

O inglês Max Reinhardt é DJ, músico, locutor e apresentador do Late Junction na BBC Radio 3. Reinhardt é parceiro de longa data de David Gryn, já tendo realizado projetos de arte em parceria durante a Art Basel Miami Beach e Moscou Museum Nights, além de ter participado de diversos programas ao vivo realizados em Londres.

O MIRA, que teve sua primeira edição em 2017 com uma agenda focada em vídeo arte, cresce este ano e incorpora também a música, sendo complementado pelo som ao vivo de Max Reinhardt. As exibições serão em espaço ao ar livre na Esplanada da Marina da Glória.

As inscrições para o programa MIRA estão abertas. As galerias podem enviar suas propostas através do site da ArtRio (www.artrio.art.br/mira-application). Todas as propostas e obras apresentadas serão avaliadas pelo curador do programa.

A ArtRio 2018 acontece entre 26 e 30/09/18 na Marina da Glória.
|
Mais informações:
www.artrio.art.br

27º Encontro Nacional da ANPAP ocorre na Unesp São Paulo +

A Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas realiza entre 24 e 28/09/18 o 27º Encontro Nacional da ANPAP no Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp) - Campus de São Paulo.

Sob o título “Práticas e confrontAÇÕES”, busca discutir as pesquisas realizadas no campo das Artes Visuais, que resultam em modos de pensar, de operar e de instaurar as produções. Pretende também enfatizar as reflexões sobre as práticas e experiências poéticas enquanto “táticas de resistência”, que rompem com os sistemas disciplinares e verticais, para negociar outras conformações potenciais, (mais) horizontais e múltiplas.

O encontro tem série de simpósios, onde interessados podem participar enviando artigos resultantes de pesquisas sistemáticas não diretamente vinculadas ao tema. Serão selecionadas e priorizadas as submissões de artigos que promovam a articulação entre pesquisas que apresentem relações teóricas, conceituais e/ou práticas com o tema proposto para o 27º Encontro da ANPAP (vide edital no site www.anpap.org.br).

|

Destaque para o simpósio “Curadorias Artísticas. Mediação e o Acesso à Cultura: Práticas E Confrontações Educativas”, com Fabiane Pianowski (FURG), Marcos Rizolli (Mackenzie) e Sylvia Helena Furegatti (Unicamp).

Existe a necessidade de geração de políticas públicas que bem possam demandar ações de acesso e de formação de público para as diversas atividades culturais no país. As ações curatoriais e educativas em exposições de arte têm demonstrado contribuir na formação cultural e vem se intensificando ao longo dos anos, tanto nas visitas guiadas quanto na produção de material paradidático.
Neste sentido, seria importante conhecer os diferentes modos curatoriais – das gêneses propositivas às consequentes expografias – para identificar seus vínculos com os fazeres da ação educativa nas exposições de arte; a fim de, não apenas mapear estas práticas, mas principalmente entender como se dão os processos de concepção, elaboração e execução dessas ações, em especial no que diz respeito à construção em conjunto e o agenciamento colaborativo entre artista, curador e educador.
|
Mais informações:
Instituto de Artes da Unesp
Barra Funda: r. Dr. Bento Teobaldo Ferraz, 271, estação Barra Funda do Metrô, tel. (11) 5627-7012.
www.ia.unesp.br

Brancusi bate recorde em leilão da Christie’s +

A escultura única em bronze “La Jeune Fille Sophistiquée (Portrait de Nancy Cunard)", de 1932, bateu o recorde mundial para uma obra do escultor moderno romeno Constantin Brancusi (1876-1957) no leilão de obras modernas e impressionistas na Christie’s, em Nova York, na noite de terça-feira, 15/5/18, ao ser vendida por US$ 71 milhões.

Nova York ganha museu dedicado ao pôster em 2019 +

O primeiro museu dedicado à arte gráfica do pôster (Poster House) vai chegar em Nova York (Chelsea) em 2019. Um evento pop-up do museu já apresentou folhetos da Max's Kansas City e do CBGB, bem como campanhas clássicas da Madison Avenue.

Liliana Beltran abre nova galeria em Miami +

A PAIR, Galleries é a nova empreitada da galerista brasileira Liliana Beltran em Miami. Ao lado dos sócios Michel e Luciana Farah (empresários e colecionaores) e Eduardo Rezende (fotógrafo), Beltran, que já foi dona da Bossa Gallery, pretende agora organizar exposições de artistas representados por galerias brasileiras que não possuam espaço nos EUA. A parceria começará com a individual “Under Pressure”, do artista gaúcho Tulio Pinto (representado no Brasil pela Baró Galeria) entre 18/5 e 25/7/18. A PAIR, Galleries fica no 1.201, 20th Street, Miami, www.pairgalleries.com.

Fortes D’Aloia e Gabriel inaugura escritório em Lisboa +

A galeria paulistana Fortes D’Aloia & Gabriel inaugura nesta terça-feira, 15/5/18, seu escritório em Lisboa com a exposição “Mundo Vasto Mundo”, que reúne obras de uma seleção de seus artistas representados. O escritório está localizado em um charmoso prédio pombalino no coração do bairro de Chiado, no mesmo endereço onde funcionou o Consulado Geral do Brasil em Portugal. A mostra apresenta obras de Adriana Varejão, Armando Andrade Tudela, Damián Ortega, Erika Verzutti, Ernesto Neto, Iran do Espírito Santo, Jac Leirner, João Maria Gusmão & Pedro Paiva, Julião Sarmento, Leda Catunda, Los Carpinteros, Marina Rheingantz, Marine Hugonnier, Mauro Restiffe, Robert Mapplethorpe, Rodrigo Cass, Rodrigo Matheus, Sara Ramo, Simon Evans, Tamar Guimarães & Kasper Akhoj e Valeska Soares e fica em cartaz até 10/6/18, de segunda a sábado, apenas com horário marcado.

Galeria de Arte Ibeu recebe inscrições para o Salão de Artes Visuais Novíssimos +

A Galeria de Arte Ibeu recebe inscrições até 06/05/18 de artistas para o 47ª edição do Salão de Artes Visuais Novíssimos. O edital é destinado a pessoas de todo o Brasil e tem como proposta reconhecer e estimular a produção de novos artistas, apresentando um recorte do que vem sendo produzido na arte contemporânea brasileira em suas variadas vertentes. Os interessados podem conferir o edital e a ficha de inscrições pelo link: www.ibeugaleria.blogspot.com.
|
Mais informações:
Galeria de Arte Ibeu
Jardim Botânico: r. Maria Angélica, 168. Tel:. (21) 3239-2863. Rio de Janeiro – RJ.
www.ibeu.org.br

ProAC divulga calendário de editais para 2018 +

O Programa de Ação Cultural (ProAC), da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, abre inscrições em abril para editais para inscrição de projetos de Difusão e Preservação de Acervos Museológicos. Cada um deles contemplará oito projetos, com total de R$ 840 mil em prêmios – R$ 30 mil para cada projeto de Difusão e R$ 75 mil para cada iniciativa de Preservação de Acervos.
Além dos específicos às instituições museológicas, outros editais, cujas ações podem ser desenvolvidas em conjunto com os museus, também tiveram os lançamentos divulgados.

Em abril, serão lançados os editais em Artes Visuais – Obras e Exposições (com dez projetos e R$ 50 mil em prêmios para cada um); Gestão e Preservação em Arquivos Permanentes (dois projetos, cada qual com prêmio de R$ 50 mil) e Difusão e Acesso em Arquivos Permanentes (também dois projetos, cada um com prêmio de R$ 50 mil).

No mesmo mês, está planejado o lançamento de uma série de editais ligados a Cultura e Cidadania: Promoção da Cultura Popular e Tradicional (12 projetos, com R$ 40 mil para cada); Proteção e Promoção das Culturas Indígenas (12 projetos, com R$ 20 mil para cada); Proteção e Promoção das Culturas Negras (12 projetos, com R$ 40 mil para cada); Proteção das Manifestações Culturais com Temática LGBT (12 projetos, com R$ 40 mil para cada); Saraus Culturais (10 projetos, com R$ 40 mil para cada); Hip Hop (14 projetos, com R$ 40 mil para cada); e Economia Criativa – Estudos sobre Economia Criativa e Economia da Cultura, Moda, Gastronomia, Artesanato, Cultura Digital e Games (12 projetos, com R$ 30 mil para cada).

Por fim, em junho, abrem os editais ligados ao campo Multidisciplinar: Aprimoramento Artístico (10 projetos, com R$ 20 mil para cada); Ações de Internacionalização das Produções Artísticas (15 projetos, com R$ 38 mil para cada); Território das Artes (16 projetos, com R$ 100 mil para cada); Projetos Culturais para Artistas Residentes em Pequenos Municípios do Estado de São Paulo (16 projetos, com R$ 20 mil para cada); Artes Integradas (10 projetos, com R$ 40 mil para cada); e Publicações Culturais (4 projetos, com R$ 40 mil para cada).

Todos os editais são publicados no Diário Oficial do Estado (www.imprensaoficial.com.br) e também são disponibilizados no site www.proac.sp.gov.br.

Prêmio Hugo Boss de 2018 anuncia seis finalistas +

O Prêmio Hugo Boss de 2018 anuncia seus seis finalistas, cujas origens e práticas variam desde a África Ocidental e Central à América do Norte. A diretora artística e curadora chefe do Museu Solomon R. Guggenheim (NY), Nancy Spector, anunciou os indicados, exaltando-os por “explorar questões sociais urgentes e fornecer novo vocabulário artístico para examinar temas pessoais e universais”.

São eles: Bouchra Khalili, de Casablanca (Marrocos) e vive e trabalha em Berlim e Oslo; Simone Leighm, de Chicago e reside no Brooklyn; Teresa Margolles, de Sinaloa (México) e vive na Cidade do México; Emeka Ogboh, nascida em Enugu (Nigéria) e atualmente mora em Lagos e Berlim; Frances Stark, de Newport Beach (Califórnia) e reside em Los Angeles; e Wu Tsang, de Worcester (Massachusetts) e também vive em Los Angeles.

O prêmio bienal, administrado pela Fundação Solomon R. Guggenheim, foi lançado em 1996 para “reconhecer a excelência nas artes visuais”. A premiação é uma das maiores em espécie (US $ 100 mil) oferecido a artistas que trabalham no campo da arte contemporânea. Os vencedores do passado incluíram Tacita Dean, Emily Jacir, Hans-Peter Feldmann, Danh Vo, Paul Chan e Anicka Yi.

O vencedor, que ainda será anunciado este ano, também terá destaque com uma exposição individual no museu em 2019. O júri internacional é composto por Nancy Spector, Dan Fox, co-editor da revista Frieze; Sofía Hernández Chong Cuy, curadora da Colección Patricia Phelps de Cisneros; Bisi Silva, diretora artística do Centro de Arte Contemporânea de Lagos; Susan Thompson, curadora associada do Guggenheim; e Joan Young, diretora de assuntos curatoriais do Guggenheim.

A seleção dos artistas indicados ao Hugo Boss Prize e a escolha final do vencedor parece ser influenciada pela turbulência política do momento. Em um comunicado, os jurados disseram que estão atentos a como cada artista “persegue inquéritos profundamente existenciais nas lutas individuais, bem como aqueles com ressonâncias sociais mais amplas e demonstram um compromisso de trazer a arte para o centro dos debates oportunos na sociedade”.